CAMPANHA ENTORNO GOIÁS

CAMPANHA ENTORNO GOIÁS
CAMPANHA ENTORNO GOIÁS

terça-feira, 25 de junho de 2024

Supeito de estuprar e agredir mulher trans é preso


 

Quando percebeu que se tratava de uma mulher trans, passou a agredi-la com tapas, além de puxar seu pênis e tentar esmagar seus testículos


Um homem foi preso suspeito de roubar e estuprar uma jovem em uma reserva florestal, após rendê-la em uma parada de ônibus no Lago Oeste, no Distrito Federal. Durante a violência sexual, o criminoso percebeu que se tratava de uma mulher trans e passou a apertar e puxar os testículos e o pênis da vítima.

O crime ocorreu em 9 de março deste ano e foi solucionado por investigadores da 35ª Delegacia de Polícia de Sobradinho II, em 24 de abril, mas a divulgação do caso só ocorreu na última sexta-feira 21.

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a mulher voltava da faculdade de ônibus e desembarcou na parada do Colorado. Ao caminhar pela passarela, ela encontrou um homem e chegou a fornecer informações sobre a localização da parada mais próxima quando ele perguntou. Enquanto aguardavam o ônibus, o homem agarrou a vítima por trás ameaçando com um estilete no pescoço

O suspeito sem olhara para a jovem a obrigou a fazer sexo oral nele. Após a violência, o agressor forçou a vítima a se levantar e a abraçá-lo como se fossem namorados. Em seguida, ele a levou para um matagal próximo à via que dá acesso ao Lago Oeste, no limite da reserva florestal.

A vítima foi então obrigada a ter relações anal com o agressor. Quando o suspeito percebeu que se tratava de uma mulher trans, passou a agredi-la, além de puxar seu pênis e tentar esmagar seus testículos, enquanto a insultava com palavras ofensivas.

A violência sexual durou aproximadamente 50 minutos. Depois da agressão, o suspeito ainda fez com que a vítima procurasse a sandália que ele havia perdido na vegetação.

No momento em que o estuprador se afastou para dentro da reserva à procura da sandália, a jovem saiu correndo até a rodovia, gritando por ajuda. Ela foi socorrida e levada para casa.

Após denunciar o estupro e as agressões, a vítima foi com parentes ao local onde o suspeito levou. Foram encontrados a peça intima da jovem e uma mochila que seria do agressor, dentro da mochila junto com pertences do supeito foi encontrado um documento pessoal que teria ajudado a polícia a identificar o homem.

Fonte: https://www.dm.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário