A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Resultado Negativo-- PIB do Brasil cai 0,2% no primeiro trimestre de 2019

Esse é o primeiro resultado negativo nesse tipo de comparação desde o quarto trimestre de 2016
Foto: Arquivo ABr



O Produto Interno Bruto (PIB) nacional teve queda de 0,2% no primeiro trimestre de 2019, frente ao quarto trimestre de 2018, na série com ajuste sazonal. Foi o primeiro resultado negativo nesse tipo de comparação desde o quarto trimestre de 2016 (-0,6%) e foi puxado, em grande parte, pelos recuos da indústria (-0,7%) e agropecuária (-0,5%). As informações, que fazem parte do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, foram divulgadas nesta quinta-feira, 30, pelo IBGE.
Segundo o IBGE, a forte queda na indústria extrativa (-6,3%) teve um grande peso no resultado. O incidente de Brumadinho e o consequente estado de alerta de outros sítios de mineração afetaram todo o setor, aponta a gerente de Contas Nacionais do IBGE, Claudia Dionísio.
As indústrias de transformação (-0,5%) e da construção (-2,0%) também afetaram os serviços, que variaram 0,2%. Dois grupos de atividades de peso no setor ficaram negativos: comércio (-0,1%) e transportes e armazenagem (-0,6%). Segundo o IBGE, essas atividades dependem em grande parte da produção industrial e refletem seu desempenho no trimestre, que foi negativo para todas as categorias econômicas. Já outras atividades de serviços tiveram resultados positivos, como informação e comunicação (0,3%) e atividades financeiras (0,4%).
A agropecuária também teve variação negativa no período (-0,5%). Safras importantes no primeiro trimestre provocaram recuos na estimativa de produção anual, como soja (-4,4%) e arroz (-10,6%), enquanto que o milho e a pecuária bovina tiveram resultados positivos.
Na comparação com o primeiro trimestre de 2018, pelo lado das despesas, todos os componentes da demanda interna tiveram crescimento. O consumo das famílias aumentou 1,3%, principalmente pela melhoria do crédito ao consumidor e da massa salarial no período. Também cresceram a Formação Bruta de Capital Fixo (0,9%) e as despesas de consumo do governo (0,1%). No setor externo, as exportações cresceram 1,0%, enquanto as importações caíram 2,5%.
Já na comparação com o quarto trimestre de 2018, a Formação Bruta de Capital Fixo (-1,7%) e as exportações (-1,9%) tiveram recuos no trimestre, enquanto foram registrados resultados positivos no consumo das famílias (0,3%), no consumo do governo (0,4%) e nas importações (0,5%). (Com informações da Agência IBGE Notícias)

Fonte;Jornal Opção

sábado, 25 de maio de 2019

Justiça bloqueia R$ 3,5 bi do MDB, do PSB e de políticos alvos da Lava-Jato

Legendas e nomes ligados aos partidos são acusados de integrar esquema criminoso que desviou dinheiro da Petrobras


A imagem pode conter: 1 pessoa
Deputado Eduardo da Fonte é um dos políticos que teve os bens bloqueados(foto: Gabriela Korossy/Camara dos Deputados)





O Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF-4) determinou o bloqueio de R$ 3,5 bilhões do MDB, PSB e de políticos ligados às legendas. A decisão ocorreu no âmbito de uma investigação que apura desvios na Petrobras. 

A determinação judicial foi divulgada, nesta sexta-feira (24/5), pelo Ministério Público Federal e ocorreu no âmbito da operação Lava-Jato. Entre os acusados estão os senadores Valdir Raupp (MDB-RO), Eduardo da Fonte (PP-PE) e Fernando Bezerra (MDB-PE), que atualmente é líder do governo no Senado.

Sérgio Guerra (PSDB/PE) e Eduardo Campos (PSB/PE), que já morreram, também tiveram bens bloqueados.  O total de R$ 1,8 bilhão foi retido em bens e contas do MDB e de políticos ligados ao partido. Já do PSB, são R$ 816 milhões. As empresas Queiróz Galvão e Ambiental também são alvos da ação. 

De acordo com o TRF-4, foi identificado um grande esquema político que consiste na prática de improbidade administrativa de políticos e servidores públicos para lesar os cofres da Petrobras. O bloqueio do montante ocorre "para garantir a efetividade do resultado final da ação – em que apurada a existência de um amplo esquema criminoso, com prejuízos expressivos para toda a sociedade".


Fonte:Correio Braziliense


sexta-feira, 24 de maio de 2019

Eleição 2020-- “PSDB vai lançar ao menos 150 candidatos nos municípios”, diz Jânio Darrot


Foto: Fábio Costa/Jornal Opção


O presidente do PSDB Goiás, Jânio Darrot, após uma série de reuniões com prefeitos de municípios goianos, garantiu que a sigla irá lançar, pelo menos, 150 candidatos em 2020. O que inclui os três maiores colégios eleitorais do Estado: Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia.
Nesta quinta-feira, 23, ele se encontrou com 10 prefeitos e lideranças da sigla, junto ao presidente da Associação Goiana dos Municípios (AGM) e prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio Rezende, o Paulinho. Segundo o presidente da AGM, o clima entre prefeitos tucanos é de otimismo.
“Ele está conversando com prefeitos, vereadores e lideranças. Vai preparar o partido para 2020 e era isso que o estava precisando”, avalia Paulinho. Participaram das reuniões os prefeitos Naçoitan Leite (Iporá), Márcio Tuca (Brazabrantes), Acreúna (Edmar Oliveira), Eurípedes Miguel (Nova América), Nauginel Antunes (Aragoiânia), Zé Faleiros (Silvânia), Cunha (Porteirão), Frederico Marques (Santo Antônio de Goiás) e Célio Fleury (Corumbá).
“O PSDB já demarcou posições em relação a temas administrativos e políticos que mostram que está muito bem”, destacou Naçoitan Leite.

Tucanafro

Jânio Darrot comandou reunião com membros do Tucanafro, ala do partido que discute questões relacionadas ao movimento negro em Goiás e no Brasil. Na pauta, a restruturação do grupo em todo Estado, com objetivo de fomentar políticas públicas para orientar os gestores tucanos.
Participam da reunião a presidente goiana do Tucanafro, Elaine Silva Ribeiro, e também Northon Chapadense Pereira (ex-presidente), Pr. Macrino Molino da Silva (executiva estadual do segmento) e Patrícia Ribeiro Ferreira (executiva metropolitana). “É a primeira vez, na história do PSDB de Goiás, que um presidente da sigla organiza um encontro para nos ouvir”, diz Elaine.

Anápolis

Em reunião com lideranças de Anápolis, Jânio Darrot afirma que o município é estratégico para o fortalecimento da sigla. “Como presidente do PSDB, Anápolis será a primeira cidade que irei visitar”, afirmou Darrot ao planejar viagem na próxima semana.
Em outro encontro, o fortalecimento do PSDB em Senador Canedo foi o tema da conversa. Recebido por Darrot, o vereador do município, Vilmar Lima, falou das dificuldades e também do potencial que os tucanos de Senador Canedo têm para ampliar a força no município, sobretudo para a disputa eleitoral de 2020.
“Hoje há uma necessidade em Senador Canedo – que é também nacional – que é a prospectar lideranças entre as mulheres”, disse o vereador. “Em um trabalho de formação destas lideranças, podemos melhorar ainda mais a qualidade da representação feminina na cidade e também no País”, avalia.

Fonte:Jornal Opção

quarta-feira, 22 de maio de 2019

CIDADANIA-- Polícia Civil do DF lança novo RG com visual moderno e diversos itens de segurança

A grande novidade é a inclusão do nome social mediante requerimento


O Registro Geral pode conter, caso o cidadão queira, além do CPF, dados de outros documentos



Francine Marquez



A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) está emitindo a nova carteira de identidade, que além de um visual moderno, traz a praticidade de reunir informações de outros documentos. Outra grande novidade é a inclusão do nome social mediante requerimento e sem a exigência de documentação comprobatória.
O Registro Geral pode conter, caso o cidadão queira, além do CPF, dados de outros documentos, como os números de Identificação Social (NIS) do Programa de Integração Social (PIS) ou do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep); a Carteira Nacional de Habilitação (CNH); o Cartão Nacional de Saúde; o Título de Eleitor, entre outros.
Caso o cidadão queira, o documento pode ter o tipo sanguíneo e o fator RH, e condições específicas de saúde.O RG conta com visual moderno e diversos itens de segurança, conforme normatiza o decreto 9.278, de fevereiro de 2018.
No quesito segurança, o documento traz código de barras bidimensional, no padrão QR Code, que permitirá a consulta da validade do documento pelas autoridades públicas. O novo RG conta também com diversos elementos gráficos e de segurança, como as Armas da República Federativa do Brasil impressas com tinta invisível reativa à fonte de luz ultravioleta.
A primeira via é gratuita, já para obter a segunda via do RG é necessário o pagamento do valor de R$ 42. Para a emissão do novo documento, o cidadão deve realizar o agendamento no site: www.pcdf.df.gov.br. (Com informações Agência Brasília)
Fonte:Diário do Poder

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Daniel De Castro Pronto Para Assumir Vaga De Iolando Na CLDF



Por Donny Silva

Amigos e correligionários no PSC, o pastor, advogado e atual administrador de Vicente Pires, Daniel de Castro e o deputado Iolando Almeida estão muito bem com o governador Ibaneis Rocha (MDB) e deverão ocupar novos espaços na política local. A ideia é que Iolando assuma a futura Secretaria de Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais e Daniel assuma seu lugar na Câmara Legislativa do DF. Com isso, o PSC estaria muito bem no GDF e a Igreja Assembleia de Deus de Madureira, teria finalmente um representante no legislativo local.
Daniel de Castro afirmou ao Blog que está pronto para assumir o mandato e ajudar o companheiro Iolando na Secretaria e o governador Ibaneis. “Sou muito grato pela oportunidade que o governador me deu para administrar Vicente Pires. E estamos fazendo uma verdadeira revolução na cidade, com apoio total do GDF para resolver os graves problemas da cidade, principalmente após semanas de fortes chuvas na região. Tudo que o governador prometeu, está cumprindo e logo estaremos inaugurando uma série de importantes obras que melhorarão a vida dos moradores de Vicente Pires. E quanto ao fato de poder assumir o mandato de deputado distrital, só depende de uma decisão do governador. Caso isso ocorra, terei o maior prazer de assumir o mandato de distrital, com o apoio do meu partido e do presidente da minha igreja, Bispo Manoel Ferreira, para fazer um mandato de excelência. E ao mesmo tempo, ajudaremos nosso irmão e amigo Iolando na Secretaria de Pessoas com Deficiência, para que projetos inovadores sejam implantados para melhorar a vida das pessoas. E estamos trabalhando muito, porque nossa cidade já sofreu demais e agora temos a oportunidade de consertar muita coisa e é exatamente o que estamos fazendo”, afirmou Castro.

domingo, 19 de maio de 2019

Nanopartido --Grupo de Lúcia Vânia perdeu o PSB pra Kajuru e pode perder o Cidadania pra Célio Silveira

PPS não tem deputado federal, não tem senador. Só tem um deputado estadual. E pode se tornar um nanopartido em Goiás
Célio Silveira: deputado federal disputado por sete partidos | Foto: Renan Accioly/Jornal Opção
Com a iminente aposentadoria política da ex-senadora Lúcia Vânia, que fará 75 anos em outubro, o partido Cidadania ficará apenas com dois líderes políticos de peso em Goiás — o deputado estadual Virmondes Cruvinel e o ex-deputado federal Marcos Abrão. O problema é que, embora respeitados, nenhum deles tem presença política nacional e, sobretudo, estão fora da Câmara dos Deputados e do Senado.
Lúcia Vânia está sendo praticamente expulsa do PSB e deve ser levada à Justiça por causa de uma dívida de 700 mil reais (o senador Jorge Kajuru quer saber em que o PSB gastou quase 1 milhão de reais). Marcos Abrão tenta organizar o Cidadania no Estado, mas, sem mandato e sem emendas para os prefeitos, pouco tem conseguido. A cúpula nacional certamente já espera uma redução do partido em Goiás com a eleição de 2020. O nome mais forte da legenda é Virmondes Cruvinel, que liderados gostariam que fosse guindado à chefia, mas Marcos Abrão e Lúcia Vânia não permitem.
Marcos Abrão e Lúcia Vânia: o sobrinho e a tia mandam no Cidadania
Há uma saída? O líder máximo do Cidadania, Roberto Freire, tem apreço por Marcos Abrão. Mas também gostaria de ver o partido mais encorpado em Goiás. Por isso, embora não seja fácil, até porque não há janela para mudança partidária agora, a cúpula do Cidadania poderia repassar o comando para o deputado federal Célio Silveira.
Célio Silveira quer sair do PSDB — que, se o valoriza em Brasília, não o valoriza em Goiás (recentemente, tentou ser presidente do partido no Estado, mas foi vetado pela cúpula) —, mas ainda não encontrou um partido adequado para se transferir. Comenta-se que ao menos sete partidos estão com as portas abertas para ele: MDB, PP, PSD, PROS, Cidadania, DEM e Podemos.
Virmondes Cruvinel, deputado estadual: o único que tem voto no Cidadania, mas não manda em termos estaduais | Foto: Divulgação
O certo mesmo é que, se não acolher Célio Silveira, que fortaleceria suas estruturas, o Cidadania vai se tornar um nanopartido em Goiás — com mais caciques, como Lúcia Vânia e Marcos Abrão, do que militantes.
O certo é que, quando inquirido sobre o assunto, Célio Silveira sempre diz a mesma coisa: “não” quer tomar o partido de ninguém e, em termos nacionais, está bem no PSDB. O problema é que o PSDB não está nada bem com os eleitores de Goiás.

Fonte:Jornal Opção

sábado, 18 de maio de 2019

Garis do Distrito Federal participam de concurso de beleza

Iniciativa surgiu para resgatar a autoestima e lutar contra o preconceito para com a profissão



Rafael
por Rafael Braga

Neste sábado (18 de maio), a partir das 19h30, o JK Shopping abre as portas para a 5ª edição do concurso Miss e Mister Gari DF 2019. A excelente iniciativa é ideia de Fátima Dias, 50 anos, fiscal de varrição que atua na limpeza da capital há mais de uma década.
Na passarela são 30 mulheres e 20 homens que disputam a grande final e desfilam para o corpo de jurados. A ação conta com o apoio da Secretaria de Cultura, do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU), além de parceiros, voluntários de segmentos da sociedade e profissionais de beleza.
A ideia de eleger o mais belo casal de garis do DF surgiu para resgatar a autoestima dos garis e chamar a atenção das pessoas para a inclusão social e a superação do preconceito.

Foto: Miss e Mister Gari/Divulgação
SERVIÇO
Miss e Mister Gari DF 2019
Data: 18 de maio (sábado)
Local: JK Shopping (Taguatinga)
Horário: 19h30
Entrada gratuita
Informações: (61) 3246-8601

Maia anuncia agenda conjunta com o Senado para reestruturar o Estado

“Câmara e Senado terão uma agenda muito objetiva de reestruturação do Estado brasileiro, e vamos fazer isso junto com o ministro Paulo Guedes”, afirmou
Dhavid Normando/CBIC
Rodrigo Maia no 91º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), Rio
Segundo Maia, as projeções econômicas não caíram por causa da reforma da Previdência
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse nesta sexta-feira (17) que irá trabalhar com os líderes partidários e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, para apresentar nas próximas semanas uma agenda voltada para a reestruturação do Estado brasileiro e medidas de curto prazo para estimular o aquecimento da economia.
“Nós vamos deixar bem claro para a sociedade que a Câmara e o Senado terão uma agenda muito racional, muito objetiva de reestruturação do Estado brasileiro, e vamos fazer isso junto com o ministro Paulo Guedes”, afirmou Maia no 91º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), organizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), no Rio de Janeiro.
Na avaliação de Maia, a polarização política nas redes sociais tem levado a contestações da democracia em vários países, e o Congresso deve mostrar para a sociedade que tem uma agenda muito racional para o desenvolvimento do País.
“Nós não vamos ficar olhando para essas guerrilhas virtuais que existem em todos os campos políticos, é uma confusão enorme esse negócio de rede social. Se a gente ficar olhando rede social, a gente não faz a [reforma da] Previdência, não melhoramos a educação, saúde”, disse.
Previdência
De acordo com Maia, não foram as dificuldades para aprovar a reforma da Previdência que levaram à redução das projeções do crescimento econômico.
"As projeções caíram por outras questões. Isso que me preocupa. Estou preocupado com o curto prazo. Estamos caminhando para o aumento do desemprego e o aumento da pobreza", afirmou.
Para a Maia, a reforma da Previdência segue o cronograma dos trabalhos da Casa e deverá ser aprovada até julho na Câmara dos Deputados. "A Previdência não era mais para ser um dilema, precisa ser a solução", disse o presidente.
Reforma administrativaRodrigo Maia defendeu também a reforma administrativa do Estado, para melhorar a eficiência dos gastos públicos.
“Nós precisamos reestruturar a gestão pública no Brasil. O Estado brasileiro ficou caro. Os três Poderes, as carreiras típicas de Estado, os servidores da Câmara, recebem 67% mais que o seu equivalente no setor privado. Nos estados, a média é 30%”, avaliou.
Segundo o presidente, os estudos de uma reforma administrativa já estão sendo analisados pela Câmara dos Deputados e devem ser apresentados em breve. “Não quero tirar um real daqueles que fizeram concurso e tem os seus diretos, mas daqui para frente vamos reconstruir as carreiras”, concluiu.
Da Assessoria de Imprensa

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Transporte ==Em novo projeto do Passe Livre, Governo inclui ensinos fundamental e superior

Entretanto, critério social é mantido. Ainda não há previsão para retorno da matéria à Assembleia Legislativa

Em novo projeto do Passe Livre, Governo inclui ensinos fundamental e superior


Por Elisama Ximenes


Presente da Assembleia legislativa de Goiás (Alego), nesta quinta-feira, 16, o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Marcos Cabral, disse que o novo projeto do Passe Livre, que deve retornar à Casa, prevê a inclusão do ensino fundamental e superior no direito ao benefício.
Apesar disso, se manterá o critério social previsto na proposta original enviada ao parlamento. Ele ainda informa que não há prazo para entrega do novo texto e que a equipe do Governo estuda outras maneiras de melhorar o projeto.
No primeiro texto enviado ao Legislativo goiano, a administração estadual propunha um corte de R$ 40 milhões e a destinação exclusiva do benefício a estudantes do ensino médio da rede pública e de escolas particulares, desde que fossem bolsistas.
Com isso, 62.418 estudantes perderiam o direito ao passe livre. Atualmente, 85.075 são atendidos. Isso significa que o programa contemplaria apenas 22.657 estudantes, que correspondem a pouco mais de 26% do total.

Matéria foi alvo de protestos dos movimentos estudantis na Casa e de debates acalorados. Até que o Governo retirou a proposta da pauta para reanálise na semana passada.

Fonte:Jornal Opção

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Previdência: governo quer regra igual para servidores do DF e da União

O secretário adjunto de Previdência defende que as regras propostas aos servidores da União também sejam aplicadas aos dos estados, do DF e dos municípios




Audiência pública sobre os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS), na Comissão Especial que discute a reforma da Previdência(foto: Antonio Augusto/Câmara dos Deputados)





O secretário adjunto de Previdência, Narlon Gutierre Nogueira, defende que as regras propostas aos servidores públicos da União também sejam aplicadas aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, como está no texto original da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019. O secretário esteve na Câmara nesta terça-feira (14/5) para uma audiência pública sobre os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS), na Comissão Especial que discute a reforma.

Alguns deputados defendem que os estados e municípios sejam retirados da reforma. O secretário recomendou “refletir mais" sobre o assunto. "É algo que a gente ouve, não é (ideia) do governo. O governo defende aquilo que foi encaminhado: que valha para União, estados e municípios", reforçou. 
A PEC enviada pelo Executivo à Câmara propõe que os itens que tratam dos servidores se estendam a todos os entes — a vinculação, pelo texto atual, seria automática. Assim, as regras referentes a benefícios e alíquotas que forem alteradas vão valer de imediato para todos os servidores, não apenas da União. 

“Assim como sempre ocorreu em todas as reformas. Foi assim em 2003, foi assim em 1998 e historicamente sempre os servidores públicos tiveram tratamento igualitário em todos os entes da federação. Isso é o que está previsto no texto da PEC”, explicou o secretário.

A vinculação automática, no entanto, pode ser retirada pelos deputados, na Comissão Especial. Se isso acontecer, os governadores e prefeitos terão que resolver sozinhos os problemas previdenciários.

Entenda

União, Estados, DF e municípios devem aplicar de imediato as mudanças. A única que terá mais tempo é a criação dos regimes próprios de previdência complementar e unidades gestoras. Os estados e municípios terão dois anos para essa adequação. 

Além disso, em 180 dias devem adequar a legislação relativa aos benefícios às regras constitucionais e definir em lei as alíquotas de contribuição. “Mesmo com as regras valendo de forma imediata, assembleias e Câmaras municipais terão que, posteriormente, aprovar lei para adequar o texto à Constituição”, frisou Gutierre. 

A PEC prevê que as contribuições previdenciárias dos servidores passem a ser progressivas; ou seja, aumentam quanto maior o salário recebido. Se o texto passar como está, os estados e o DF passarão automaticamente para a alíquota de 14%, podendo alterá-la no prazo de 180 dias. O texto também cria a possibilidade de que sejam acrescentadas contribuições extraordinárias para amortização do deficit atuarial. 

Com as mudanças propostas na reforma, os estados e o Distrito Federal poderão economizar, em 10 anos, R$ 299 bilhões, disse Gutierre. Já para os municípios, o ganho no resultado financeiro é de R$ 86,7 bilhões no mesmo período. Esse é o cálculo baseado em uma amostra de 106 RPPS municipais. Levando em conta todos os RPPS municipais, o ganho chegaria a R$ 170,4 bilhões.

Fonte;Correio Braziliense

domingo, 12 de maio de 2019

Estudo --Alimentação irregular pode aumentar chances de morte por ataque cardíaco

Estudo revela concentração do risco em pessoas que já tiveram um infarto
De acordo com dados da Universidade Estadual Paulista (Unesp) com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de São Paulo (Fapesp), pessoas que tiveram infarto e mantêm dieta irregular – pulando o café da manhã e jantando perto da hora de dormir – têm de quatro a cinco vezes mais chances sofrer outro ataque cardíaco após 30 dias da alta hospitalar.
“Nosso estudo foi o primeiro a detectar esses atos [pular café da manhã e jantar tarde] na população infartada. Foi surpreendente descobrir como isso aumenta muito a chance de eventos ruins – morte ou novo ataque – em curto intervalo de tempo”, afirmou Marcos Minicucci, professor da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB-Unesp) e coordenador do projeto.
O professor destaca que já existia, na literatura científica, estudos que comparavam o hábito de não tomar café da manhã na população em geral com risco cardíaco. “Nosso estudo levanta uma hipótese: talvez esses hábitos ruins tenham uma repercussão muito maior do que na população em geral. No entanto, outros estudos precisam ser feitos para confirmar essa hipótese.”
Os resultados da pesquisa foram publicados no European Journal of Preventive Cardiology. O autor principal do estudo é o pesquisador Guilherme Neif Vieira Musse, que desenvolveu o estudo no mestrado, sob orientação de Minicucci.
O trabalho envolveu pacientes com uma forma particularmente grave de ataque cardíaco, chamado infarto do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST (STEMI). Foram avaliados 113 pacientes, entre homens e mulheres, durante um ano, de agosto de 2017 a agosto de 2018. A idade média dos pacientes avaliados na pesquisa foi de 60 anos e 73% eram homens.
Os participantes foram questionados sobre os comportamentos alimentares na admissão em uma unidade de terapia intensiva (UTI). O hábito de não tomar café da manhã foi caracterizado como jejum completo até o almoço, excluindo bebidas, como café e água. O jantar tarde foi definido como uma refeição dentro de duas horas antes de dormir, pelo menos três vezes por semana.
Minicucci aponta que não se sabe ao certo por que esses hábitos de tomar café da manhã e de não jantar perto da hora de dormir são bons. “A principal hipótese é que quem tem um hábito ruim deve ter outros hábitos ruins. Por exemplo, talvez essas pessoas que não tomam café da manhã, fumem mais, talvez elas sejam mais sedentárias, talvez tenham hábitos de vida pior do que a pessoa que toma café da manhã e janta mais cedo”, relacionou.
Ele acrescenta que é preciso investigar, no entanto, outros mecanismos que possam explicar a relação entre hábitos alimentares regulares e doenças cardíacas. “Também achamos que a resposta inflamatória, o estresse oxidativo e a função endotelial podem estar envolvidos na associação entre comportamentos alimentares pouco saudáveis e desfechos cardiovasculares”, afirmou.

Fonte:Jornal Opção

sábado, 11 de maio de 2019

ECA --Governo lança nova versão do Estatuto da Criança e do Adolescente

Será instituída a Semana de Prevenção da Gravidez na Adolescência


A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves disse que é urgente a necessidade de um pacto pelas crianças Foto: José Cruz/ABr



O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançou na tarde de hoje (10) uma nova versão do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). No evento de lançamento, a ministra Damares Alves disse que é urgente a necessidade de um pacto pelas crianças.
“O tema criança tem que estar o tempo todo na pauta. A infância tem que estar na pauta do Congresso, do Judiciário, do Executivo, da imprensa. Precisamos dar uma atenção à infância como nunca. Urge a necessidade de um pacto pelas crianças no Brasil”.
A nova versão do ECA institui a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, a acontecer sempre na semana do dia 1º de fevereiro. O novo estatuto também institui a Política Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas e cria o Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas. Dentro dessa política, está a proibição de crianças ou adolescentes menores de 16 anos de viajar desacompanhado.
“Agora só pode viajar acompanhado ou com autorização. Não estamos retrocedendo, estamos protegendo as crianças. Vamos nos unir em defesa da infância”, defendeu Damares. A ministra também destacou a criação do cadastro para agilizar a busca de desaparecidos.
“Vamos trazer tecnologias avançadas na busca das crianças desaparecidas. E vamos entender o número, porque vamos ter um cadastro nacional. Então, o cadastro nacional vai nos dar a oportunidade de conhecer quantas são e trabalhar com tecnologia de busca com a polícia, com as redes sociais.
Para a secretária nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Petrúcia Melo, a pasta precisa de recursos para garantir a proteção das crianças. “São muitos desafios que estão aqui. Para efetivar a política pública precisamos de recursos. E estamos mobilizados a levantar esses recursos para garantir que crianças e adolescentes tenham direitos, que elas possam ter uma vida tranquila”.(ABr)
Fonte: Diário do Poder

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Ajuda aos Estados-- Na expectativa por ajuda fiscal, Caiado deixa reunião com Bolsonaro frustrado

Na abertura de seminário sobre a situação do Estado, governador relatou que ainda não teve a ajuda esperada, embora esteja cumprindo com exigências
Na expectativa por ajuda fiscal, Caiado deixa reunião com Bolsonaro frustrado
Foto: Divulgação


Por Francisco Costa
O governador Ronaldo Caiado (DEM), durante abertura de seminário para tratar da situação fiscal do Estado, falou com certa frustração que o Governo Federal ainda não deu o apoio esperado para que Goiás saísse do sufoco.
“Quando pediram para cortar na folha, cortamos, quando pediram que fizéssemos revisão de contrato, fizemos…”, citou ao exemplificar exigências que o Estado tem cumprido.
Segundo o governador, que esteve nesta quarta, 8, com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), em uma semana se reunirá novamente para tratar de apoio para resolver o “sufoco” financeiro de Goiás com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzonni.
No encontro desta quarta, em Brasília, Caiado e outros governadores se reuniram com Bolsonaro, governadores e senadores para ver, dentre outras coisas, detalhes do programa de ajuda aos Estados — o Plano Mansueto. O plano que seria entregue por meio de projeto no Congresso ainda nesta quarta teve apresentação adiada para quinta-feira, 9.

Fonte:Jornal Opção

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Caiado discutirá com Bolsonaro momento fiscal de Goiás

(Foto: Presidência da República)
(Foto: Presidência da República)



O governador Ronaldo disse que irá se reunir em um café da manhã em Brasília com o presidente da República, Jair Bolsonaro para discutir o momento fiscal que o Estado de Goiás vive na manha desta quarta-feira (08/05). O encontro terá a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e também do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O anúncio do encontro foi feito na tarde desta terça-feira (07/05), no auditório Mauro Borges.
Caiado lembrou que o Estado hoje não tem condições de realizar quaisquer tipos de empréstimos e o Estado está bloqueado em realiza-los pelo Tesouro Nacional. "O Estado de Goias está impedido de fazer qualquer empréstimo pois está bloqueado pelo Tesouro Nacional", salientou. O governador voltou a lembrar a situação catastrófica que recebeu o governo das gestões anteriores. "Aquilo que é da saúde eu repasso para saúde, educação, a merenda e o transporte escolar. Repasso aos 246 municípios do Estado de Goiás. O que é do município é deles. Nunca usei essa verba para pagar salario de funcionário", salientou.
Ressaltou os esforços em quitar os salários de dezembro e novembro, também jogando ao governo anterior a responsabilidade nos mesmos e apelou para a Santidade Altíssima o objetivo em pagar o que resta. "Se continuássemos na ilegalidade, não teria como pagar o restante dos 25% do mês de dezembro e metade de novembro. Dentro da lei, da seriedade e do que a norma determina, se Deus quiser, vamos fazer o pagamento do restante", mencionou. "A dívida do Estado, nós herdamos algo inimaginável", relembrando que quando assumiu o governo do Estado, recebeu mais de 4 bilhões de dívidas a serem pagas.

Fonte:Diário de Goiás

terça-feira, 7 de maio de 2019

PUXANDO O TAPETE --Damares demite Tia Eron, a secretária de Promoção Social que queria ser ministra

Assessores dizem que ministra atribui a Tia Eron fake news de sua saída


A então deputada Tia Eron ficou conhecida a mudar o voto e a sorte de Eduardo Cunha no Conselho de Ética. (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)


A ministra Damares Alves (Família etc) demitiu a ex-deputada Tia Eron (PRB-BA) da Secretaria de Promoção Social. A ministra não divulgou suas razões, mas fontes próximas dizem que ela atribui à ex-secretária as fake news sobre sua suposta saída do cargo. Eron e o ministério citaram “improdutividade” e “nomeação de petistas” como motivações, mas no ministério afirma-se que Tia Eron queria o lugar de Damares. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
O cargo de Tia Eron vai ser ocupado pela ex-deputada Rosinha da Adefal (Avante-AL), que atualmente é secretária-adjunta.
Tia Eron não garantiu uma vaga na Câmara no ano passado. O partido agora discute o que fazer com a ex-deputada, que presidia o PRB-BA.
Segundo veículos de notícias da Bahia, “a única hipótese descartada é a volta da ex-deputada para a administração de ACM Neto”.
Fonte: Diário do Poder