UM NOVO TEMPO

UM NOVO TEMPO
+ DE 40 ATENDIMENTOS PEDIÁTRICOS

terça-feira, 31 de agosto de 2021

Parceria entre Governo de Goiás e Senac disponibilizará videoaulas de Língua Portuguesa, Matemática e produção de textos para estudantes da rede estadual

Ministradas por professores de renome, aulas integrarão currículo do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio. Além de fortalecer o processo de ensino-aprendizagem, parceria concederá incentivos para escolas e colaboradores participantes Uma parceria inédita entre o Governo de Goiás, através daSecretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) e o Senac/Goiás disponibilizará videoaulas gratuitas nas áreas de Língua Portuguesa, Produção de Textos e Matemática para estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio. Ao todo, o Senac/Goiás ofertará 20 horas/aula de Língua Portuguesa, 20 horas/aula de Produção de Texto, e 20 horas/aula de Matemática, ministradas pelos professores Carlos André Pereira Nunes e José Carlos. Os conteúdos integrarão o currículo escolar das etapas de ensino beneficiadas, atendendo às disciplinas de Estudo Orientado no Ensino Fundamental e as disciplinas eletivas no Ensino Médio. “Essa proposta vai trazer uma possibilidade de nivelamento e aprimoramento da aprendizagem nas disciplinas de Português e Matemática do 9º ano do Fundamental e 3ª série do Ensino Médio”, afirmou a secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli. De acordo com ela, por meio dessas videoaulas será possível identificar os conteúdos que não foram apreendidos durante o regime de aulas não presenciais e que precisam ser revisados ou reapresentados. Além de contribuir para o aprimoramento do aprendizado, o projeto auxiliará na preparação dos estudantes para as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), realizadas pelos estudantes dessas etapas de ensino. “É uma metodologia que vem sendo utilizada e tem surtido resultado, tanto no Instituto Carlos André como em diversas outras escolas no Brasil inteiro, e que vai ser disponibilizada para toda a rede, com uma metodologia focada no Enem e no SAEB”, destacou o diretor regional do Senac/Goiás, Leopoldo Veiga Jardim. Segundo ele, a ideia é que o projeto possa “contribuir para que Goiás se mantenha no topo”, reunindo professores de renome nas áreas e que contribuem para o fortalecimento da Educação em Goiás. A previsão é que o projeto comece a ser implementado nas escolas da rede estadual a partir da próxima semana e esteja em pleno funcionamento até o dia 13 de setembro. Incentivos As escolas e equipes participantes do projeto receberão incentivos pela execução das ações nas escolas. Para serem premiadas, as equipes deverão realizar um levantamento dos estudantes que estejam acompanhando as aulas, identificando aqueles regularmente matriculados na rede estadual e que apresentam renda de até dois salários mínimos. Os gestores e coordenadores escolares que realizarem o levantamento documental de 80% dos alunos participantes serão beneficiados com uma diária em hotel da rede Sesc/Senac em Caldas Novas ou em Pirenópolis. Já as escolas que atingirem 80% na realização do levantamento receberão dois vouchers de diárias nos hotéis de Caldas Novas e Pirenópolis; 2 vouchers de 1 ano para a realização de cursos de inglês; 2 vouchers para cursos de formação inicial e continuada ofertados pelo Senac e 1 ano de acesso à Biblioteca virtual da instituição. Os prêmios deverão ser sorteados entre os servidores da instituição diretamente envolvidos no projeto e poderão ser usufruídos em um período de até 1 ano.

Vai a Plenário projeto que permite a pessoa com deficiência ser considerada idosa aos 50 anos

Foto:Leopoldo Silva/Agência Senado Paulo Paim (na tela) e Humberto Costa durante reunião da CDH em que o projeto foi aprovado; o texto segue para votação no Plenário do Senado
O projeto que permite considerar como idosa a pessoa com deficiência a partir dos 50 anos (PL 401/2019) foi aprovado nesta segunda-feira (30) pela Comissão de Direitos Humanos do Senado (CDH). O texto segue para votação no Plenário do Senado. Esse projeto teve origem na Câmara dos Deputados. No Senado, já recebeu parecer favorável em dois colegiados, na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e, agora, na CDH — onde teve como relator o senador Paulo Paim (PT-RS). O texto promove alterações no Estatuto do Idoso para estabelecer que a pessoa com deficiência seja considerada idosa a partir dos 50 anos. Também prevê que esse limite pode ser reduzido por meio de avaliação médica, psicológica e social. O deputado federal Eduardo Barbosa (PSDB-MG), autor da proposta, argumenta que, apesar do aumento da expectativa de vida, as pessoas com deficiência ainda estão sujeitas ao envelhecimento precoce e devem ter pleno acesso aos direitos sociais em igualdade de condições com os demais cidadãos. Segundo Paim, estudos mostram que pessoas com deficiência intelectual costumam apresentar sinais de envelhecimento em faixas etárias mais baixas que o restante da população, entre 50 e 55 anos. No caso de pessoas com Síndrome de Down, o envelhecimento chega ainda mais cedo, entre 40 e 45 anos. O senador lembrou, ainda, que as pessoas com deficiência são menos ativas economicamente e costumam ter saúde mais precária, rendimento escolar inferior e maiores taxas de pobreza que indivíduos sem deficiência. De acordo com Paim, essas pessoas estão mais sujeitas à marginalização por causa dos estigmas associados à sua condição. Fonte: Agência Senado

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Após denúncia da PGR, Roberto Jefferson passa mal em presídio

Por Mariene Lino--- Foto:Fábio Vieira/Metrópoles---- Ex-deputado desmaiou na cela e foi atendido em UPA do presídio. Ele foi denunciado nesta segunda-feira (30/8) ao Supremo Tribunal Federal
Rio de Janeiro – Após ser denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o ex-deputado federal e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, passou mal nesta segunda-feira (30/8), no presídio Pedrolino Werling de Oliveira, conhecido como Bangu 8, na zona oeste do Rio de Janeiro. Ele está preso desde 13 de agosto por ordem do ministro do STF Alexandre de Moraes, relator do inquérito das milícias digitais na Casa. Segundo o portal G1, Jefferson desmaiou na cela e foi levado para a sala do diretor da unidade. Ele foi examinado por um dos presos, que é médico. O ex-deputado foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do presídio após se queixar de dores nas pernas e pressão baixa. Lá, ele ficou internado. Na denúncia da PGR, constam as acusações de incitar crimes contra a segurança nacional tendo como alvos o Supremo e senadores da CPI da Pandemia (“tirá-los de lá no pescoção”); por ter chamado de macaco o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming; e por calúnia contra o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), por dizer que ele não aceitava pedidos de impeachment contra ministros do Supremo por “interesses pessoais”. Procurada pelo Metrópoles, a Secretaria de Administração Penitenciária ainda não retornou o contato. Fonte:https://www.metropoles.com/

Contra o "inclusivismo"-- MEC sai em defesa de PNEE que separa alunos com deficiência de outros estudantes

Por Gabriela Macedo--- Capa da nova Política Nacional de Educação Especial (PNEE), assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em outubro de 2020 | Foto: Print do documento
Em outras ocasiões, ministro da Educação chegou a dizer que estudantes com deficiência “atrapalham” o aprendizado de outros alunos; especialistas em psicopedagogia discordam Após o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmar que estudantes com deficiência não devem estudar na mesma sala que outros alunos, o Ministério da Educação (MEC) publicou, neste domingo, 29, uma nota em defesa da nova Política Nacional de Educação Especial (PNEE), que institui que crianças com deficiência tenham aulas separadas de outros estudantes. Na nota, o MEC justifica que as regras estabelecidas pela nova PNEE, estipulada em outubro de 2020 em decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), tem como objetivo aplicar um “atendimento adequado de uma minoria da minoria, além de afirmar que essa separação consiste em uma aplicação dos direitos adquiridos, e não de um retrocesso. Ribeiro já afirmou anteriormente que essas crianças têm um grau de deficiência que “impede” o convívio em sala de aula. O texto ainda ressalta que essas escolas especiais são para 11,9% dos estudantes com deficiência. Em outras ocasiões, Ribeiro já havia reforçado sua posição, consoante a do Ministério. No dia 16 de agosto, chegou a dizer que estudantes com deficiência “atrapalham” o aprendizado de outros alunos e na última terça-feira, 24, declarou que o “inclusivismo”, não é um objetivo do Governo Federal. Defendendo, assim, a criação de escolas especiais. Apesar de muitos acreditarem na eficácia desses centro especializados no desenvolvimento das crianças especiais, como o ministro da Educação, a psicopedagoga Ivone Aparecida não acredita que essa seja a solução. Ao Jornal Opção, ela pontuou o investimento em escolas regulares como alternativa mais adequada a essa situação. “A solução é investir. Não é tirar os alunos das escolas regulares, é equipar as escolas regulares com os profissionais necessários e capacitados para poder lidar com as especificidades desses alunos. Temo que, com a instituição dos “Centros especializados”, muitas crianças já incluídas no sistema regular de ensino, sejam vistas como pessoas que atrapalham o processo como se estivessem ocupando um lugar que não é seu”, afirma. Além disso, a psicopedagoga defende que a interação de crianças especiais com crianças sem deficiência é fundamental para o desenvolvimento de ambas. “A diferença humaniza, desinstala, ensina… As crianças vão modulando o seu comportamento na relação com os seus pares, mas ao mesmo tempo, entendem as diferenças como algo enriquecedor”, opina. O novo PNEE, que defende a criação de escolas próprias ao ensino de crianças com deficiência entra em conflito com a versão anterior da PNEE, que entrou em vigor em 2008. Isso, porque o documento anterior prioriza a integração de crianças especiais ao ensino regular “sem nenhum tipo de discriminação”. A nova matéria chegou a ser alvo de questionamento no Supremo Tribunal Federal (STF), por parte do PSB. Em resposta, o ministro Dias Toffoli atendeu o questionamento e, por meio de liminar provisória, suspendeu o decreto. A suspensão foi mantida pelo plenário, que irá julgar o mérito do caso. Fonte:https://www.jornalopcao.com.br/

Caiado cumpre agenda em Goiânia e em Santo Antônio de Goiás

O governador Ronaldo Caiado cumpre agenda em Goiânia e região metropolitana, nesta segunda-feira (30/8). No período da manhã, às 10h, inaugura o Colégio Estadual do Jardim do Cerrado e entrega 35 Chromebooks, na capital. Os recursos aplicados na reforma do prédio que abrigará a escola somam quase R$ 330 mil, provenientes do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE Goiás)
----Os recursos aplicados na reforma do prédio, que abrigará o colégio estadual, somam quase R$ 330 mil, provenientes do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE Goiás)---- Foram realizados serviços como a restauração da central de gás e combate a incêndio; melhoria dos telhados, do forro PVC, das salas de aula e dos sanitários regulares e para pessoas com deficiência (PCD); reparos na cozinha; pintura geral e revisão elétrica. Na sequência, às 15h30, em Santo Antônio de Goiás, entrega 43 unidades habitacionais, distribui 75 Chromebooks aos alunos da rede estadual e inaugura a sede do Conselho Tutelar. As casas contaram com investimento de R$ 3,43 milhões em recursos públicos. O empreendimento compõe o módulo 2 do Residencial Santo Antônio e soma aporte dos governos estadual, municipal e federal. A primeira etapa foi entregue no ano passado e compreendeu 21 moradias. A nova sede do Conselho Tutelar de Santo Antônio de Goiás está localizada na Vila Florença. O Governo do Estado investiu R$ 130 mil na obra, que teve ainda aplicação de R$ 96 mil em recursos municipais. A participação do Estado na construção de sedes de conselhos tutelares resulta de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho imposto à gestão anterior. Serviço Assunto: Governador Ronaldo Caiado cumpre agenda em Goiânia e em Santo Antônio de Goiás Quando: Segunda-feira (30/8) Programação 10h: Inauguração do Colégio Estadual do Jardim do Cerrado e entrega de 35 Chromebooks Onde: Rua Jc-312, área APM, Jardim do Cerrado 7, Goiânia (GO) 15h30: Entrega de 43 unidades habitacionais, distribuição de 75 Chromebooks e inauguração da nova sede do Conselho Tutelar, em Santo Antônio de Goiás Onde: Avenida Goiás, APM 4, Setor Sul, Residencial Santo Antônio, Módulo 2, Santo Antônio de Goiás (GO)

Em convocação para o 7 de Setembro, evangélicos mostram fidelidade a Bolsonaro

As igrejas protestantes como Batista, Metodista e Presbiteriana, por sua vez, deram menos atenção ao chamamento para os atos bolsonaristas
Líderes de igrejas evangélicas se mobilizam para convencer fiéis a participar das manifestações de 7 de Setembro, em apoio ao presidente Jair Bolsonaro. No momento em que o chefe do Executivo perde popularidade, capital político e incentiva o confronto com o Supremo Tribunal Federal (STF), a cúpula de denominações neopentecostais e pentecostais continua apostando nele. As igrejas protestantes históricas, como Batista, Metodista e Presbiteriana, por sua vez, deram menos atenção ao chamamento para os atos bolsonaristas. A última convocação para o 7 de Setembro circulou no WhatsApp na semana passada. São pastores televangelistas e influenciadores digitais. Aparecem no vídeo Cláudio Duarte (Projeto Recomeçar), Renê Terra Nova (M12), Samuel Câmara (Assembleia de Deus em Belém), César Augusto (Fonte da Vida), Silas Malafaia (Vitória em Cristo) e Estevam Hernandes (Renascer em Cristo). Outro rosto conhecido na gravação é o do ex-senador Magno Malta (PL-ES), que é cantor gospel. Dirigentes da Sara Nossa Terra e das Assembleias de Deus Madureira-Brás e Ministério do Belém também apoiam o ato, embora não estejam no vídeo. Ao lado de associações de policiais, clubes de militares das Forças Armadas, entidades ruralistas e representantes de caminhoneiros, os evangélicos prometem se encontrar pessoalmente com Bolsonaro na Avenida Paulista, em São Paulo. Os pastores devem subir no carro de som do movimento Nas Ruas, ao qual a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) é ligada. Os evangélicos já haviam participado de manifestações pró-Bolsonaro, como alguns “jejuns nacionais” virtuais convocados pelos pastores, em datas como a Páscoa e em oração pelo fim da covid-19. A presença desses fiéis também foi observada nos passeios de moto que Bolsonaro promove ao redor do País, mas de forma menos articulada entre as denominações. “Nunca vi uma mobilização de evangélicos como dessa vez. É grande o movimento, de norte a sul, de leste a oeste, de tudo o que é igreja”, disse Silas Malafaia ao Estadão. “Hoje o maior poder de mobilização vem dos evangélicos e da turma da direita, que não têm vínculo partidário, mas ideologia.” As convocações ganharam fôlego neste mês. O próprio Malafaia voou no avião presidencial com parlamentares da bancada cristã e discursou contra ministros do Supremo. A pauta da vez nada tem de religiosa. Os dois pontos principais são a destituição de ministros do STF e o voto impresso, temas já superados no Congresso. Para Malafaia, é preciso dar uma “resposta” ao ministro do Supremo Alexandre de Moraes. Responsável por conduzir na Corte inquéritos contra Bolsonaro e aliados, Moraes foi alvo de um pedido de impeachment – rejeitado pelo Senado – assinado pelo presidente. “Se fosse questão de partido ou algum interesse político, estávamos fora. Mas o que está em jogo é a liberdade de expressão e, numa outra etapa, se nos calarmos agora, a liberdade religiosa”, afirmou Malafaia. Com 6 milhões de seguidores no Instagram, o pastor Claudio Duarte fez a convocação para o 7 de Setembro durante um culto. O vídeo logo se espalhou por grupos de WhatsApp e a adesão se intensificou após o bloqueio de perfis virtuais e da prisão do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB, por ataques à democracia. “O que me chamou a atenção foi a expressão ‘milicianos digitais’. O que mais me preocupou foi qualquer pessoa com posição contrária numa rede social receber um rótulo novo, o que indica que qualquer pessoa que expuser sua opinião contrária, num país que se diz democrático, vai ser presa”, afirmou Duarte. “Estamos à beira de uma revolução, de uma guerra civil e não estou potencializando. Estou alertando a igreja.” Apesar do tom bélico, há um esforço nos últimos dias para afastar o viés autoritário da manifestação. Os pastores dizem que o ato será pacífico e querem ampliar o público, sem ficar restrito ao “bolsonarismo raiz”. Tentam apelar ao discurso de defesa da liberdade de expressão. “Já, já não vamos poder falar nada dentro de uma igreja. Para pregar o evangelho, não preciso falar contra homossexualidade, contra o racismo”, reclamou Duarte. “Não sou bolsonarista, sou pró-governo, sou a favor do bem-estar de todos.” O bispo Robson Rodovalho, da Sara Nossa Terra, disse que a intenção é promover uma passeata cívica, em defesa da Constituição. “Nosso presidente pediu essa manifestação do povo. É importante mostrar que estamos acompanhando cada decisão do Legislativo, do Executivo e do Judiciário”, observou Rodovalho. “Que cada Poder se mantenha no seu espectro, que encontre uma maneira de resolver os conflitos conversando. Tem havido muito ativismo, não só em um endereço. Nossa geração é muito midiática, estica a corda desnecessariamente e isso traz instabilidade, incertezas e insegurança. Então, vamos para a rua.” Sem desfile. Desde o início do mandato do presidente, o 7 de Setembro foi usado para uma aproximação com as igrejas. Na parada militar de 2019, Bolsonaro convidou para a tribuna o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus. A Universal ainda não se engajou explicitamente na manifestação. O desfile em Brasília não será realizado, a exemplo do que ocorreu no ano passado, por causa da pandemia. O antropólogo Ronaldo de Almeida, professor da Unicamp e pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), avaliou que o ato ocorrerá num contexto de perda de apoio a Bolsonaro entre os evangélicos. “Alguma mobilização vai ter, mas a pergunta é: quanto? Essa passeata vai ter muito ‘bolsonarismo raiz’. Minha impressão é de que o apelo não é tão grande e que o evangélico que vai para o 7 de Setembro é porque é bolsonarista.” Estadão Conteúdo Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Bolsonaro ‘chuta o pau da barraca’ e ignora mediação de Temer no STF

Após a iniciativa de Temer, presidente afirma que só morto deixará o poder
A semana política começa ainda sob o impacto da declaração de sábado (28) do presidente Jair Bolsonaro ao afirmar que lhe restam três alternativas para seu futuro próximo: “estar preso, morto ou a vitória”. Ele fez a afirmação durante encontro com evangélicos em visita a Goiânia. As palavras do presidente tiveram o significado de “ducha fria” aos que terminaram a semana passada com a notícia de que o ex-presidente Michel Temer iniciara um processo de retomada do diálogo entre Bolsonaro e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), com quem o presidente trava uma queda de braço. A informação, revelada pelo jornalista Eduardo Oinegue, âncora do Jornal da Band, foi a de que Temer jantou com seu ex-ministro da Justiça Alexandre de Moraes, que indicou para o STF, e dele recebeu aceno positivo em relação a eventual encontro com Bolsonaro. Já no dia seguinte, o presidente demonstrou não estar muito interessado nas tratativas. “Eu tenho três alternativas para o meu futuro: estar preso, estar morto ou a vitória”, afirmou Bolsonaro, para em seguida fazer uma advertência: “Pode ter certeza que a primeira alternativa não existe, advertiu o presidente. Ele não mencionou outra alternativa prevista na Constituição: sua derrota em eventual tentativa de se reeleger em 2022. “Estou fazendo a coisa certa e não devo nada a ninguém”, reforçou. “Nenhum homem aqui na Terra vai me amedrontar”, afirmou Bolsonaro nesse evento, denunciando o que chamou de “medidas arbitrárias” da justiça. Fonte: https://diariodopoder.com.br/

domingo, 29 de agosto de 2021

Secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana de Águas Lindas de Goiás, Carlos Braz, faz balanço das principais ações da pasta sob sua responsabilidade

Por A VERDADE
Formado em Engenharia Civil pelo Centro Universitário Planalto do Distrito Federal, também estudou administração na Faculdade Brasil Central, o secretário Municipal de Transito e Mobilidade Urbana Carlos Braz, fez recentemente um resumo dos primeiros sete meses de sua gestão como secretáio municipal. “A primeira ação e mais importante foi sem dúvida a revitalização das paradas de ônibus, seguindo o projeto do prefeito Dr. Lucas que idealizou uma cidade com jardinagem, arborização nas rotatórias, e agora com cultura também, através das pinturas e obras de artes. A segunda ação foi a revitalização da sinalização horizontal, mesmo com alguns problemas na tintura aplicada, apear de muita terra, e outros problemas que causaram a deterioração mais rápida da sinalização, estamos buscando em Brasília outras tintas para alcançar a padronização ideal com muita qualidade para as faixas de pedestres.”, disse o secretário
Sobre as ações de fiscalização, como a secretaria de Transporte atuou nessa tarefa importante durante a pandemia? Secretário: “No auge da pandemia desenvolvemos várias ações de fiscalização em junto com a vigilância sanitária, outros órgãos do governo, Polícia Militar e ANTT e, neste momento estamos com a parceria com a PRF na fiscalização dos transportes irregulares e nessa semana foram apreendidas algumas vans piratas, que não respeitavam as normas estabelecidas.” Como aconteceu o projeto de revitalização da GO- 547, e qual a participação da Secretaria de Transportes nessa execução de uma obra estadual? Secretário: “Essa revitalização da Rodovia GO-547 está acontecendo e começou acontecer no entrono de Brasília, e inicialmente seria revitalizada somente até o Santa Lúcia, e através de reuniões e muito diálogo com a parte técnica da Goinfra, nós conseguimos demonstrar que a responsabilidade também é da empresa, pois não podemos recapear uma via somente quando ela estiver destruída, o trabalho de recapeamento é preventivo e essencial para diminuir gastos maiores, foi uma grande conquista do nosso Prefeito Dr. Lucas e também da população.” Qual era a pauta da reunião realizada recentemente com a COOPTRAP-ALG – COOP. DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DE ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS? Secretário:“ Nós sabemos que quem depende do transporte público busca diariamente melhorias, então, essa reunião foi para ajustar o cumprimento dos horários, itinerários, trabalhamos diuturnamente no cumprimento de rotas e horários, com rotas mapeadas, quanto de saída quanto de passagem em cada setor, até que seja implantado o Aplicativo com muita tecnologia que vai operar com GPS e monitorar todos os ônibus da rota, será feito controle em tempo real do transporte, assim o usuário vai sair de casa somente quando o seu ônibus estiver próximo.” Qual o canal de comunicação que o usuário poderá entrar em contato para fazer reclamações, dirimir dúvidas ou solicitações juntamente à Secretária de Transporte e Mobilidade Urbana? Secretário: “Nossos canais estão abertos para toda a população, e poderão ser acessados a qualquer momento, temos o site oficial da prefeitura, e-mail e telefone (61) 3550-6173 que é o canal direto da Diretoria do Transporte Urbano do Munícipio.” Fonte e Fotos: SECOM Entrevista cedida ao Jornalista Alyson Lemos

Secretário de Cultura de Águas Lindas de Goiás, Denildson Oliveira, visita exposição literáia no Museu de Arte de Brasília

Por A VERDADE
Na tarde de sábado (28), o secretário de Cultura e Turismo de Águas Lindas de Goiás, professor Denildson de Oliveira, visitou a Exposição Literária que está acontecendo no Museu de Arte de Brasília (MAB). São vários estandes com exposição da Arte Literária e a ALETRAS está com um estande representando a cultura literária aguaslindense. A ALETRAS é uma instituição cultural que tem ativamente desenvolvido a cultura no municipio de Águas Lindas de Goiás e região. Uma instituição séria e com compromisso de divulgar a arte, a literatura, a poesia e a leitura. "Parabéns a todos os organizadores e a ALETRAS por estar representando tão bem nosso município!", disse Denildson Oliveira
@prefeituradeaguaslindas @doutorlucasprefeito @secretariaculturaeturismo

Prazo para o MEI regularizar suas dívidas termina nesta terça-feira 31 de agosto

Os impostos devidos desde 2016 e não pagos ou parcelados serão enviados à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Os MEI que tiverem apenas dívidas recentes, em razão das dificuldades trazidas pela pandemia, não serão afetados, destaca o Leão
A partir de setembro, a Receita Federal enviará para inscrição em Dívida Ativa da União de dívidas de impostos de Microempreendedores Individuais (MEI) que estejam devendo desde 2016 ou há mais tempo. “A ação é necessária para que os débitos não prescrevam”, informa o Fisco. Os MEI que tiverem apenas dívidas recentes, em razão das dificuldades trazidas pela pandemia, não serão afetados. Também não serão inscritas as dívidas de quem fez parcelamento neste ano, mesmo que haja alguma parcela em atraso ou que o parcelamento tenha sido rescindido. O MEI que tiver dívidas em aberto com a Receita Federal pode parcelar acessando o e-CAC (com certificado digital) ou pelo Portal do Simples Nacional (com código de acesso). Para saber como proceder, basta acessar https://www.gov.br/pt-br/servicos/parcelar-imposto-mei ou conferir o vídeo no canal da Receita Federal no YouTube https://youtu.be/YX7m9zv7iXk. Após a inscrição, as dívidas poderão ser pagas ou parceladas junto à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional pelo seu portal de serviços, o REGULARIZE, em https://www.regularize.pgfn.gov.br Por Vera Batista Fonte: https://blogs.correiobraziliense.com.br/

Entorno do DF é decisivo-- “Caiado é honesto, competente e vai ser reeleito em 2022”, diz Pábio Mossoró

O presidente da Amab afirma que o MDB em peso apoia a aliança de Daniel Vilela com o governador de Goiás O prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró (MDB), é entusiasta da aliança entre o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e o presidente do MDB, Daniel Vilela, para a disputa de 2022.
“Daniel Vilela é um líder político respeitável, já foi deputado federal, deputado estadual, vereador e candidato a governador. Na vice, ele contribuirá para aumentar a musculatura político-eleitoral do governador Ronaldo Caiado”, afirma Pábio Mossoró, presidente da associação dos prefeitos do Entorno de Brasília. Pábio Mossoró tem feito pesquisas em Valparaíso para avaliar os pré-candidatos a governador. “É impressionante: o governador Ronaldo Caiado larga bem na frente. Curiosamente, o segundo colocado, porém bem distante, é Marconi Perillo, seguido de Gustavo Mendanha, que representa quase ‘traço’.”
Por que Ronaldo Caiado é bem avaliado em Valparaíso? “Na verdade, o governador é muito bem avaliado em todo o Entorno — região hoje que só perde em número de eleitores para a Grande Goiânia, desde, claro, que se inclua a capital. Ele é bem avaliado porque os eleitores consideram que faz um governo honesto, não tem corrupção. Fala-se também que a segurança pública melhorou muito na região. Caiado pegou um governo quebrado, mas deu a volta por cima e está fazendo um governo que trabalha e tem o que mostrar. Ele se sobressaiu no combate à pandemia da Covid-19 e ficou caracterizado como aquele gestor que realmente se preocupa com gente. No campo social, está realizando mais do que outros governos.” Na semana passada, ao ligar para Pábio Mossoró, um repórter do Jornal Opção o encontrou na Prefeitura de Pirenópolis. Como presidente da Associação dos Municípios do Entorno de Brasília (Amab), o prefeito tem o hábito de conversar com os demais prefeitos com frequência. Mas também, ao dialogar com o prefeito Nivaldo Melo (PP), falou de política, de eleições. “Nós, do Entorno, estamos articulando um blocão para apoiar a chapa Ronaldo Caiado-Daniel Vilela. Pode anotar: Caiado vai sair com uma frente extraordinária do Entorno de Brasília, o que, no somatório geral, vai fazer a diferença”, afirma Pábio Mossoró. “O MDB em peso quer a aliança entre Caiado e Daniel. Gustavo Mendanha deveria recuar e apoiar seu aliado. É o que Maguito Vilela esperaria dele.” Fotos: Reprodução Fonte:https://www.jornalopcao.com.br/

sábado, 28 de agosto de 2021

Comissão aprova que auxílio emergencial recebido irregularmente seja restituído em dobro

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, dia 25, o relatório substitutivo do deputado federal Francisco Júnior (PSD) sobre o projeto de lei que determina a restituição em dobro do auxílio emergencial no caso de irregularidades no recebimento do benefício. “Aperfeiçoamos a proposta do deputado Roberto de Lucena para, além de estabelecer a punição em dobro, garantir maior transparência ao auxílio emergencial. Tendo como base outros projetos com o mesmo teor, definimos os casos onde houve má-fé e aumentamos o controle social sobre o programa”, afirma Francisco Júnior. No seu substitutivo, o deputado goiano destacou a importância de aperfeiçoar os mecanismos para combater as irregularidades, punir o recebimento indevido dos recursos e evitar que o programa seja colocado em risco. “O auxílio emergencial continua sendo imprescindível para milhares de famílias em situação mais vulnerável e não pode ter sua confiabilidade ameaçada por fraudes dos beneficiários. Assim, reforçamos a punição e a transparência para que toda a sociedade tenha condições de ter acesso aos dados do programa”, afirma o deputado. Um balanço divulgado em fevereiro pelo Tribunal de Contas da União (TCU) apontou uma estimativa de R$ 54 bilhões de recebimentos indevidos para cerca de 7 milhões de pessoas que não entrariam nos requisitos do auxílio emergencial. Entre esses casos, estariam duzentas mil pessoas com renda acima do limite, quarenta mil que residem fora do Brasil e setecentos servidores civis e militares, entre outros. O projeto de lei agora segue para análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e logo após para a votação no plenário da Câmara dos Deputados. Beneficiários Voltado para pessoas em situação de vulnerabilidade social, como trabalhadores informais e de baixa renda, o auxílio emergencial busca reduzir os impactos econômicos causado pela pandemia do coronavírus. O benefício foi criado pela Lei 13.982, de 2020, e propôs valor de R$ 600 mensais ao trabalhador durante o período de três meses, inicialmente. Com alterações e prorrogações, o benefício foi estendido para até quatro parcelas de R$ 300 e, neste ano, o governo federal editou a Medida Provisória 1039/21, que estabeleceu a sua continuidade em quatro parcelas de R$ 250,00. A previsão era de que o programa se encerraria em julho, mas foi mantido até outubro com parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família. Fonte:https://franciscojr.com.br/

sexta-feira, 27 de agosto de 2021

Governador Ronaldo Caiado recebe o Presidente Jair Messias Bolsonaro na capital dos Goianos.

Em suas palavras o governador expressou sua gratidão. “ É por cada cidadão goiano que temos investido tanto na regionalização e no acesso à saúde de qualidade, Presidente agradeço pelo carinho dado a nossa gente”.
Na manhã desta sexta-feira 27/08, o governador Ronaldo Caiado recebeu o presidente da república Jair Messias Bolsonaro durante a passagem do Comando da Unidade de Operações Especiais do Exército, Bolsonaro garantiu um terreno para a construção do futuro Hospital de Câncer de Goiás, perto do Ceasa, na BR- 153, que será o mais bem estruturado e referência para atender todas as pessoas que necessitem de tratamento, Em suas palavras o governador expressou sua gratidão. “ É por cada cidadão goiano que temos investido tanto na regionalização e no acesso à saúde de qualidade, Presidente agradeço pelo carinho dado a nossa gente”. Por: Léa Cruvinel Fotos: Internet

Economia --Banco Central anuncia mudanças no pagamento por PIX. Saiba quais são

Objetivo das medidas é ampliar a segurança e conter o avanço de golpes aplicados por meio de transações digitais
O Banco Central anunciou, nesta sexta-feira (27/8), que vai implementar novas medidas no pagamento por PIX, com o objetivo de reforçar a segurança da operação. De acordo com o órgão, haverá redução no limite de transferência durante o período noturno, prazo mínimo de 24h para aprovação de aumento do limite de transações, e cadastro prévio de contas que poderão receber PIX em valores acima dos limites estabelecidos. Segundo a autarquia, as medidas de redução de limite aumentam a proteção dos usuários e visam a conter crimes que utilizam os meios de pagamento on-line. O BC argumenta que, a partir de agora, os baixos valores que serão obtidos em ações criminosas tendem a não compensar os riscos. “[As] medidas se concentram, principalmente, na segurança desses meios de pagamento contra crimes perpetrados por bandidos impondo coação a vida humana, por exemplo, sequestros relâmpagos ou roubos e fraudes em meios de pagamentos eletrônicos, que é um problema social e grave igualmente”, disse o diretor da Organização do Sistema Financeiro e Resolução do BC, João Manoel Pinho de Mello. Segundo Mello, o número de transações com suspeita de fraude na base de dados do PIX é de meia transação a cada 100 mil transações. “Se considerar desde o início do sistema, é uma transação suspeita de fraude ou crime violente na base do PIX a cada 100 mil transações. Não há evidência de aumento, há evidência de diminuição [do número de fraudes]”, afirmou Mello. Apesar dos dispositivos adotados, o BC deixa claro que “os mecanismos de segurança presentes no PIX e nos demais meios de pagamento não são capazes de eliminar por completo a exposição de seus usuários a riscos”. As mudanças foram anunciadas após o aumento de golpes praticados por meio da plataforma digital. Veja a lista de medidas que serão implementadas: limite de R$ 1.000,00 para operações entre pessoas físicas (incluindo MEIs) utilizando meios de pagamento em arranjos de transferência no período noturno (das 20 horas às 6 horas), o que inclui transferências intrabancárias, PIX, cartões de débito e liquidação de TEDs; prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para a efetivação de pedido feito pelo usuário, mediante canal digital, para aumento de limites de transações com meios de pagamento (TED, DOC, transferências intrabancárias, PIX, boleto, e cartão de débito), com o objetivo de impedir o aumento imediato em situação de risco; clientes poderão estabelecer diferentes limites transacionais no PIX para os períodos diurno e noturno; assim, também será possível autorizar limites menores durante a noite; instituições devem possibilitar que usuários cadastrem previamente contas que poderão receber PIX acima dos limites estabelecidos, o que permitirá a manutenção de limites baixos para as demais transações; prazo mínimo de 24h para que o cadastramento prévio de contas por canal digital produza efeitos, de forma a impedir o cadastramento imediato em situação de risco; instituições financeiras poderão reter uma transação por 30 minutos durante o dia ou por 60 minutos durante a noite, para a análise de risco da operação; o usuário deverá ser informado quanto à retenção; será obrigatório o mecanismo, já existente e hoje facultativo, de marcação, no Diretório de Identificadores de Contas Transacionais (DICT), de contas com indícios de fraudes no PIX, inclusive no caso de transações realizadas entre contas mantidas no mesmo participante; serão permitidas consultas ao DICT para alimentar os sistemas de prevenção à fraude das instituições, de forma a coibir crimes envolvendo a mesma conta em outros meios de pagamento e com outros serviços bancários; participantes do PIX deverão adotar controles adicionais em relação a transações envolvendo contas marcadas no DICT, inclusive para fins de eventual recusa a seu processamento, com o intuito de coibir a utilização de contas de aluguel ou “laranjas”; participantes de arranjos de pagamentos eletrônicos devem compartilhar, tempestivamente, com autoridades de segurança pública, as informações sobre transações suspeitas de envolvimento com atividades criminosas; instituições reguladas devem manter controles adicionais sobre fraudes, com reporte para o Comitê de Auditoria e para o Conselho de Administração ou, na sua ausência, à Diretoria Executiva, bem como manter à disposição do Banco Central tais informações; e haverá um histórico comportamental e de crédito para que empresas possam antecipar recebíveis de cartões com pagamento no mesmo dia (D+0), com o objetivo de mitigar a ocorrência de fraudes. Mello afirmou que “o Banco Central monitora constantemente e fará intervenções que não imponham custos aos usuários”. Segundo o representante da entidade, “existem coisas que são muito boas, mas que às vezes têm efeitos colaterais”. Esse seria o caso do PIX e, por isso, é necessário que as mudanças sejam implementadas. Por Thayná Schuquel Fonte:https://www.metropoles.com/

População Censo 2021: das 18 maiores cidades de Goiás 8 ficam no Entorno de Brasília

Os oito municípios, juntos, contam com 1.101.155 habitantes — aproximando-se de Goiânia. Águas Lindas de Goiás supera Luziânia
A estimativa do Censo 2021 do IBGE indica a região do Entorno do Distrito Federal como uma das mais populosas de Goiás. Trata-se do efeito Brasília: a capital nacional atrai pessoas de todo o país e as “distribui” nos municípios de seu entorno. Das 18 cidades maiores do Estado, em termos de população, oito são da região. O Sudoeste, uma das regiões mais prósperas de Goiás, conta com apenas duas cidades entre as mais populosas — Rio Verde e Jataí. Águas Lindas consagra-se como a maior cidade do Entorno, com 222.850 habitantes — deixando Luziânia para trás, com 214.645 habitantes. As oito cidades mais populosas do Entorno contam, juntas, com 1.101.155 habitantes — aproximando-se, a passos largos, da população de Goiânia, 1.555.625. Pode-se sugerir que há uma metrópole na região composta por vários municípios. No Sudoeste de Goiás, o destaque fica para Rio Verde, com 247.259 habitantes. Três cidades do Entorno de Goiás — Aparecida de Goiânia, Trindade e Senador Canedo — contam, juntas, com 855.297 habitantes. A cidade turística mais populosa de Goiás é Caldas Novas, com 95.183 habitantes. 1 — Goiânia — 1.555.626 2 — Aparecida de Goiânia — 601.844 3 — Anápolis — 396.526 4 — Rio Verde — 247.259 5 — Águas Lindas — 222.850 6 — Luziânia — 214.645 7 — Valparaíso de Goiás — 175.720 8 — Trindade — 132.006 9 — Formosa — 125.705 10 — Senador Canedo — 121.447 11 — Novo Gama — 119.649 12 — Catalão — 113.091 13 — Itumbiara — 106.845 14 — Jataí — 103.221 15 — Caldas Novas — 95.183 16 — Planaltina de Goiás — 91.345 17 — Santo Antônio do Descoberto — 76.871 18 — Cidade Ocidental 74.370 Águas Lindas: quinta maior cidade de Goiás, em termos de população | Foto: Reprodução Fonte: https://www.jornalopcao.com.br/

Repasse garantido para 5 mil novos estudantes do Probem

Governador Ronaldo Caiado, ao lado da presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, durante assinatura do termo de adesão para 5 mil novos bolsistas do Programa Universitário do Bem (Probem): “O que nós temos, nós investimos pesado na educação” (Foto: André Saddi)
Investimento do Governo de Goiás, só no segundo semestre de 2021, é de R$ 38,7 milhões. Benefício, que pode ser parcial ou integral, varia entre R$ 650 e R$ 5.800, e contempla universitários em situação de vulnerabilidade social O governador Ronaldo Caiado e a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, assinaram termo de adesão de 5 mil novos bolsistas ao Programa Universitário do Bem (Probem), nesta quinta-feira (26). O benefício é destinado aos acadêmicos em situação de vulnerabilidade social. “O repasse está garantido”, disse Caiado ao enfatizar que a inclusão desses estudantes representa o início de um novo ciclo. Para isso, foi necessário renegociar uma dívida de R$ 76 milhões deixada pela gestão anterior, da então Bolsa Universitária, e formatar o processo de seleção. “Não tem mais aquela bolsa política. A bolsa agora é responsabilidade, compromisso, cidadania e respeito aos jovens do Estado de Goiás”, destacou o governador durante solenidade à noite no Teatro Goiânia. Com o remodelamento, a adesão ocorre por meio de avaliação social e critérios do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do governo federal. O Probem, que até então atendia cerca de 5 mil estudantes em todo o Estado, agora dobra a quantidade e atinge a marca de 10 mil. O governador deu conselhos aos universitários: “Estudem. Não existem atalhos. Quem tem competência terá sucesso na profissão. Vai melhorar a sua qualidade de vida e a da família. Também sejam solidários e tenham amor ao próximo”. A solenidade concretizou a concessão de 4 mil bolsas parciais, com custeio de 50% do valor da mensalidade, e outras mil integrais que vão cobrir 100% da mensalidade. Para a maioria dos cursos, o benefício parcial pode chegar a R$ 650 e o integral a R$ 1.500. Já para alunos de Medicina e Odontologia, as bolsas serão de R$ 2.900 (parcial) e R$ 5.800 (integral). “O que nós temos, nós investimos pesado na educação”, disse o governador. Devido à pandemia, apenas 150 universitários foram ao evento, no Teatro Goiânia. O restante assistiu a solenidade de casa, via transmissão pelo YouTube da OVG, que ultrapassou a marca de 4,6 mil visualizações simultâneas. Eles assinaram o termo de adesão ao programa via QR Code, disponibilizado na tela. O ato é necessário para o recebimento da bolsa de estudos. O evento foi apresentado pelo jornalista Fred Silveira, teve sorteio de 20 smartphones, 10 bolsas integrais e quatro parciais para cursos de idiomas e ainda uma palestra de Diogo Moschcovitch, que é mestre e doutor em Filosofia, sobre carreiras e profissões do futuro. Salete Freitas Nascimento, de 26 anos, é uma das beneficiadas. “Sou a única pessoa em casa que faz um curso superior. Todo mundo está colocando expectativa nisso!”, afirmou a estudante de Administração. Já Helizelson da Silva Monteiro tem 44 anos e está no segundo ano de Jornalismo. A bolsa de estudos, disse, vai garantir a realização do sonho de ter um diploma superior. “O Probem é uma excelente oportunidade para estudantes que querem buscar algo focado numa vida melhor, numa sociedade mais justa”, relatou o bolsista. Probem Sancionado no dia 05 de janeiro pelo governador Ronaldo Caiado, o Probem foi desenvolvido para democratizar o acesso à bolsa de estudo para o ensino superior ao usar um banco de dados nacional, o CadÚnico, que identifica as famílias mais vulneráveis em cada um dos municípios goianos. A iniciativa tem foco em promover a inclusão ao ensino superior à faixa mais carente da população goiana. Para o segundo semestre, o investimento do governo estadual no Probem é de R$ 38,7 milhões. Na primeira metade de 2021, foram destinados R$ 20,4 milhões. A primeira-dama afirmou que os universitários representam a “aposta do Governo de Goiás e da OVG no futuro do Estado”. A adesão ao programa representa o ingresso num banco de oportunidades, disse. “Se preocupem com os livros, artigos científicos, provas, trabalhos. Mas vão além. Se preocupem também com a formação social e humana”, recomendou Gracinha. Sobre a dívida herdada da gestão anterior, e que foi renegociada por Caiado, somente em 2021 o Governo de Goiás liberou R$ 29,4 milhões para quitação das parcelas deste ano. Em paralelo, a OVG passou a garantir vagas para bolsistas do Probem por meio de avaliação multidimensional, ao considerar a condição de vida da família do estudante em aspectos como qualidade da moradia, dificuldade de acesso à educação, entre outros. “É uma felicidade que, depois de tanto tempo para acertar todas contas, conseguimos realizar o processo seletivo. Sejam bem-vindos”, comentou a diretora-geral da OVG, Adryanna Caiado. Presença Participaram do evento o vice-governador Lincoln Tejota; a primeira-dama de Goiânia, Thelma Cruz; os secretários de Estado Wellington Matos (Desenvolvimento Social), Bruno D'Abadia (Administração) e Tony Carlo (Comunicação); o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), Robson Domingos Vieira; e o superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Antônio Carlos de Souza Lima Neto. Ainda marcaram presença os diretores da OVG Rúbia Prado (Programas Especiais), Thomas Marcelo (Administrativo e Financeiro) e Jeane de Cássia Abdala (Ações Sociais); o presidente do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Educação Superior do Estado de Goiás (Sesmeg), Jorge de Jesus Bernardo; o assessor especial da Governadoria, Paulo Magalhães; o secretário municipal de Educação, Wellington Bessa; e o chefe de gabinete da Secretaria de Estado da Educação, Lucca Perdigão, representante da secretária Fátima Gavioli. Fonte: Secretaria de Comunicação- Governo de Goiás

Vereador França Castro se encontra com o prefeito Alessandro de Cocalzinho de Goiás, na pauta, ponte do Chiola para o Pato Selvagem

Por A VERDADE
O vereador França Castro esteve na manhã desta sexta-feira(27), no municipio de Cocalzinho de Goiás, onde se encontrou com o prefeito Alessandro Otone Barcelos e fez uma reivindicação que é uma demanda da comunidade do bairro Chiola e também do Pato Selvagem, a ponte do Chiola para o Pato Selvagem. França Castro foi reivindicar junto com a prefeitura de Águas Lindas de Goiás e Cocalzinho de Goiás e o prefeito de Cocalzinho Alessandro se prontificou a estar buscando ajudar na construção da ponte. "Essa ponte em muito beneficiará aos moradores dos dois bairros, que poderão se locomoverem com mais facilidade e comodidade." Disse o vereador França Castro que não medirá esforços até que a ponte construida seja entregue a comunidade.

Governo Municipal realiza reunião estratégica com forças militares do município

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (25), na sala de reuniões da Prefeitura de Águas Lindas de Goiás, uma reunião do Governo Municipal e os comandos das forças de segurança militares do município, como o Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. Em pauta, foram tratados os avanços e desafios da segurança pública do município em suas peculiaridades. O prefeito de Águas Lindas de Goiás, Lucas Antonietti se colocou à disposição para contribuir com políticas públicas municipais que visam somar com a segurança pública da cidade como, a implantação da Guarda Municipal. O prefeito também falou sobre o compromisso junto ao governo estadual de acompanhar a celeridade do processo de entrega do IML, obra que está praticamente pronta, compromisso este que já foi tratado em duas agendas pessoais com o Governador Ronaldo Caiado. “ Estive com o governador Ronaldo Caiado por duas vezes tratando da inauguração do IML, falta pouco para entregar essa obra ” afirmou o prefeito. Na ocasião, o prefeito Lucas Antonietti recebeu a Medalha de Honra ao Mérito Tiradentes, uma condecoração criada pela Polícia Militar do Estado de Goiás coma finalidade de reconhecer e valorizar autoridades pelas ações e méritos excepcionais em prol da segurança pública de Goiás.
Ainda este ano no episódio da operação para a prisão do criminoso Lázaro Barbosa na região de Cocalzinho Goiás, especificamente em Girassol, seu distrito, a Prefeitura Municipal de Águas Lindas cedeu apoio logístico à operação que após 20 dias, obteve êxito. Juntamente com o prefeito Lucas Antonietti, acompanhado do vice, Jorge Amaro, estiveram também presentes na reunião, o comandante do 17º BPM, Tenente Coronel Ricardo Neves; Capitão Pina, comandante da 35ª CIPM, Capitão de Faria, comandante da 15ª CPE; Major Ramalho, comandante do 20º Batalhão de Bombeiro Militar; Renato Cavalheiro, representando a 17ª Delegacia Regional de Polícia Civil,Tenente-Coronel Bastos, Subcomandante do 17º CRPM e o Coronel Moura, Comandante do 17º CRPM.
Por Alyson Lemos/SECOM ÁGUAS Lindas de Goiás

JÁ ESTÁ EM VIGOR --Governo cria sistema de crédito facilitado para microempresas

Garantias dos empréstimos poderão ser feita por outras instituições, espécie de “fiador”
O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que institui o Sistema Nacional de Garantias de Crédito, com o objetivo de facilitar o acesso de micro e pequenas empresas ao crédito simplificado. Publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (26), a medida entra em vigor imediatamente. Pelo novo sistema, as garantias dos empréstimos poderão ser realizadas por outras instituições, uma espécie de “fiador”. As entidades autorizadas são: as sociedades de garantia solidária e as sociedades de contragarantia; as cooperativas de crédito; os fundos públicos ou privados; e qualquer instituição cujo estatuto ou contrato social contemple a outorga de garantia em operações de crédito. “Assim, por exemplo, um grupo de empresas poderá se juntar e montar uma cooperativa de crédito e garantir as operações que forem contratadas pelos seus cooperados”, explicou a Secretaria-Geral da Presidência, em nota. Os fundos já em operação também poderão participar do novo sistema, como o Fundo de Garantia de Operações (FGO), do Banco do Brasil, que dá garantia aos créditos no âmbito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), e o Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Entretanto, de acordo com o decreto, a instituição desse sistema não implica aporte adicional de recursos do Tesouro Nacional nas outorgas de garantias em operações de crédito, exceto se previsto em lei orçamentária. O novo sistema de garantias integra o Sistema Financeiro Nacional. Para estimular as operações na nova modalidade, os órgãos reguladores do sistema financeiro serão responsáveis por estabelecer condições mais flexíveis nos empréstimos para esse segmento do mercado. Por sua vez, o Conselho Monetário Nacional (CMN) deverá regulamentar a aceitação e a prestação de garantias por parte das instituições financeiras, estabelecendo critérios prudenciais e de supervisão. “A criação desse novo sistema possui potencial para estimular a competição bancária, a eficiência do mercado e proporcionar maior acesso ao crédito, além de contribuir para a retomada da economia”, diz a nota. Segundo a secretaria-geral, apesar da contribuição para a geração de vagas, essas empresas possuem dificuldades de acesso ao sistema de crédito tradicional, por não conseguirem prestar as garantias normalmente exigidas nessas operações. “Por esse motivo, elas acabam sendo preteridas pelas instituições financeiras, que podem preferir emprestar seus recursos para empresas com maior porte e patrimônio”, completou. Em até 180 dias, as entidades autorizadas a operar pelo novo sistema deverão disponibilizar em seus sites as informações sobre a origem dos recursos que lastreiam as garantias emitidas e os saldos agregados das operações de crédito garantidas e ativas Fonte:https://diariodopoder.com.br/

Goiás é campeão do Ideb --6 deputados “travam” aumento para os professores de Goiás

O grito, de Edvard Munch
Manobra dos parlamentares pode impedir que professores recebam o salário, em outubro, com o aumento proposto pelo governador Ronaldo Caiado O jornalista José Asmar dizia, citando o jornalista e ex-ministro da Justiça Alfredo Nasser, que a oposição também governa. Desde que seja propositiva. A crítica é um direito da oposição, mas não pode faltar ela certa grandeza. Na criação da Petrobrás, projeto do presidente Getúlio Vargas, o udenista Bilac Pinto, longe de combatê-lo, decidiu melhorá-lo. Porém, quando se aproxima o período eleitoral — o país está a um ano e um mês das eleições para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual —, a política vai perdendo parte de sua grandeza, ou estadismo, e cedendo ao populismo, às vezes unindo direita e esquerda no mesmo desiderato. Veja-se o caso do aumento dos professores de Goiás. O governador Ronaldo Caiado propôs um reajuste de até 7,20% para os professores estaduais. No entanto, uma ação de um grupo de deputados pode impedir que o aumento para os servidores da Educação seja incluído já na folha de outubro. Os deputados Antônio Gomide (PT), Alysson Lima (Solidariedade), Eduardo Prado (DC), Humberto Teófilo (PSL), Adriana Accorsi (PT) e Major Araújo (PSL) — sexteto que reúne esquerda e direita — pediram vista para retardar a aprovação do projeto. Um deputado da oposição, que é favorável ao projeto que aumenta os salários, disse: “Não se pode fazer política com o salário dos professores. Quando se trata de salário, de melhorar a vida dos servidores, temos de ser rápidos”. Depois de passar pela Comissão Mista, o projeto precisará ser aprovado em duas sessões plenárias na Assembleia Legislativa. Depois, se aprovado, é enviado para sanção do governador do Estado. Professores (não engajados politicamente) frisam que a jogada da oposição — de parte dela — prejudicará 34.860 servidores inativos da Educação, além dos professores da ativa. “Será que os deputados não vão deixar os professores comemorarem o Dia do Professor, em outubro, com um pouco mais de dinheiro no bolso?”, pergunta uma professora, que leciona no Estado há mais de 15 anos. O governador Ronaldo Caiado, ao propor o aumento, explicou que se trata de um reconhecimento ao trabalho dos professores. O gestor estadual frisa que, mesmo com a pandemia, os mestres deram e estão dado o máximo para melhorar a educação em Goiás. O melhor índice no Ideb, comparado com todos os Estados, é, por sinal, o de Goiás. Fonte: https://www.jornalopcao.com.br/

Criado em Águas Lindas de Goiás o Programa de 'Hortas Comunitárias'

Por A VERDADE
O município de Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, passou contar com o programa "Hortas Comunitárias". Segundo a Prefeitura de Águas Lindas, o programa tem como objetivo aproveitar terrenos ociosos (baldios) para produção de alimentos orgânicos para a população. Ainda segundo a prefeitura, a horta tem a produção e manutenção feita pelos detentos reeducandos do Sistema Prisional Estadual de Goiás. A primeira unidade do programa está instalada ao lado da UBS - Unidade Básica de Saúde do Setor 2, em breve outros bairros também serão completados com o programa. O programa é uma parceria entre Prefeitura e Câmara Municipal de Águas Lindas de Goiás, através do Vereador Bira, autor do projeto.
Fotos: Reprodução

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

vereador James Farias, líder do governo participa juntamente com o prefeito Dr Lucas Antonietti da assinatura da ordem de serviço para reforma e ampliação do Hospital Municipal Bom Jesus em Águas Lindas de Goiás

Por A VERDADE
O vereador e líder do governo na câmara municipal James Farias participou na manhã desta quinta-feira(26) da assinatura da ordem de serviço para a reforma, ampliação e revitalização do Hospital Municipal Bom Jesus juntamente com o prefeito Dr Lucas Antonietti, o vice prefeito Jorge Amaro, o secretário de saúde Dr Rui Borges, vereadores, o diretor-geral do Hospital Municipal Bom Jesus, o gestor hospitalar Eduardo Pereira da Fonseca; a gerente de Operações do ISAC em Goiás e na Bahia, a administradora hospitalar Kamyla Bastos. James Farias ao fazer uso da palavra, disse que o prefeito Dr Lucas está no caminho certo e que hoje temos uma saúde muito melhor, acrescentou ainda que fica feliz quando traz essas novidades e esses beneficios para a população e que temos visto diferenças importantes. "O senhor prefeito, desde a sua campanha já falava que saúde seria prioridade no seu governo." Frisou James Farias O Hospital Municipal Bom Jesus é referencia em saúde no Entorno, muitos são os pacientes que vem se consultar e se tratar aqui na cidade e a tendencia com essa reforma é melhorar ainda mais o atendimento e a atenção com os pacientes que fazem uso do SUS- Sistema Unico de Saúde. "A nossa população está de parabens, por que nós temos um prefeito que briga e luta por uma saúde de qualidade. Um sonho antigo da nossa população que agora está sendo realizado pelo nosso prefeito Dr. Lucas e eu fico feliz em participar desse momento." Disse o líder do governo James Farias. O prefeito Lucas Antonietti falou da envergadura do projeto e que decidiu fazer uma atualização para ter uma estrutura e fachada mais moderna e arrojada para que a população tenha dignidade o orgulho em usar um hospital funcional e acima de tudo com qualidade no atendimento. A obra será realizada em três fases, sendo elas: Fase 1: Reforma do telhado – Prazo: até 60 dias Construção da base para instalação da Usina de Oxigênio – Prazo: até 75 dias Construção e instalação da rede de gases – Prazo: 180 dias Reforma e modernização da cozinha industrial hospitalar – Prazo: 260 dias Ampliação e modernização do refeitório – Prazo: 260 dias Revitalização da entrada principal e fachada – Prazo: 1 ano e meio Adequação do Centro Cirúrgico e Sala de Parto – Prazo: 1 ano e meio Melhoria do parque tecnológico (ação contínua) Adequação de Acessibilidade (ação contínua) Fase 2: Ampliação e reforma da área de internação Melhoria do parque tecnológico (ação contínua) Adequação de Acessibilidade (ação contínua) Fase 3: Construção e implantação da UTI Reestruturação do Pronto Atendimento com ampliação da Sala Vermelha e criação da Sala Amarela Melhoria do parque tecnológico (ação contínua) O Hospital Municipal Bom Jesus é custeado pela prefeitura e atualmente, gerenciado pelo ISAC – Instituto Saúde e Cidadania.

SEM RESPALDO LEGAL-- Presidente do Senado arquiva pedido de impeachment de Moraes

Segundo Rodrigo Pacheco, os fatos incluídos no pedido não encontraram respaldo legal no rol de hipóteses previstas em lei
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, anunciou a decisão de arquivar o pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, apresentado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Segundo Pacheco, o pedido foi imediatamente encaminhado à advocacia-geral do Senado para fazer uma avaliação inicial das condições objetivas, formais e materiais do pedido, e produzir um parecer. De acordo com o parecer, os fatos declinados no pedido de impeachment não encontram respaldo legal para dar continuidade. “O rol das hipóteses de impeachment de ministro do Supremo é um rol muito taxativo do art 39 da Lei 1.079/1950 e, de todos os fatos declinados na petição inicial, na denúncia feita pelo presidente da República, nenhum desses fatos teve essa adequação legal”, disse o presidente do Senado. Por André Brito--- Foto: Antônio Cruz/ABr Fonte:https://diariodopoder.com.br/

Eleições 2022 --Em nova versão de Código Eleitoral, policiais, juízes e militares devem se afastar de cargos 5 anos antes de se candidatarem

Projeto foi apresentado nesta quarta-feira; urgência em votação está sendo discutida
Nova versão do Código Eleitoral com mais de 900 artigos escritos em 371 páginas foi apresentada na Câmara dos Deputados, relatado pela deputada Margarete Coelho (PP-PI), nesta quarta-feira, 25. Sua urgência, que dará prioridade na fila de votação, deverá ser votada ainda hoje. Entre as mudanças previstas, o projeto traz, inclusive, uma quarentena de cinco anos para militares, policiais, juízes e promotores que quiserem disputar eleições. Ou seja, precisarão se afastar de forma definitiva de seus cargos e funções até cinco anos antes de disputarem o pleito. Desse modo, caso o projeto seja aprovado e sancionado a tempo de entrar em vigor em 2022, ou seja, até outubro deste ano, eventuais candidaturas como as do ex-ministro da Justiça Sergio Moro e do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello ficam vedadas. Para a apresentação da nova matéria, a relatora afirmou ter acolhido pedidos de diversos partidos que “tinham certa unanimidade” e usado como referência textos que já tramitavam na casa anteriormente. Por Gabriela Macedo--- Foto: Câmara dos Deputados Fonte:https://www.jornalopcao.com.br/

Sucessão 2022 --Aliança com o DEM: diretórios do MDB do norte goiano divulgam nota em apoio a Daniel Vilela

Por A VERDADE
O cabo de guerra dentro do MDB entre Daniel Vilela, presidente estadual, e Gustavo Mendanha, prefeito de Aparecida, continua. Na tarde desta quarta-feira (25), os diretórios e as comissões provisórias do partido na região norte de Goiás divulgaram nota na qual hipotecam apoio a qualquer decisão que Daniel venha a tomar sobre as alianças partidárias para 2022. “Seguiremos em harmonia e sintonia com o partido seja qual decisão for a ser tomada acerca das alianças partidárias para o pleito de 2022, não havendo da nossa parte qualquer restrição, vez que acima de interesses pessoais estão o conteúdo programático do partido e a execução das nossas propostas de gestão em busca de uma vida melhor para a nossa população”, subscrevem a nota 15 membros de diretórios da região. (Leia a nota ao final da matéria) Ontem, em reunião com a bancada de vereadores de Goiânia, Daniel recebeu sinalização favorável de todos os membros para a aliança com o governador Ronaldo Caiado. O demista se reuniu na sexta-feira (20) com cúpula estadual do MDB para convidar a legenda embarcar numa aliança com o DEM. Na outra ponta, Mendanha tem se movimentado para evitar que o MDB se alie a Caiado. O prefeito de Aparecida, que tem defendido que todos os membros do partido sejam consultados sobre a aliança, participou de almoço com o ex-presidente da República, Michel Temer, e o presidente nacional do partido, Baleia Rossi. O encontro foi patrocinado pelo governador do DF, Ibaneis Rocha, desafeto de Ronaldo Caiado.
Por Frederico Jotabê--- Fonte:https://www.jornalopcao.com.br/

Novo Código Eleitoral impede Moro de disputar eleições em 2022

Por A VERDADE
A proposta do novo Código Eleitoral, elaborada pela deputada Margarete Coelho (Progressistas-PI), incluiu de última hora um dispositivo que pode barrar qualquer pretensão eleitoral do ex-juiz Sergio Moro e afastá-lo da disputa pelo Palácio do Planalto em 2022. A última redação do texto, protocolada nesta quarta-feira, 25, na Câmara dos Deputados, prevê que juízes, policiais e promotores ficam impedidos de se candidatar até cinco anos depois de deixar o cargo. O texto ainda precisa ser aprovado por deputados e senadores para entrar em vigor. Moro pediu a exoneração do cargo de juiz federal em novembro de 2018 para assumir o posto de ministro da Justiça e Segurança Pública do presidente Jair Bolsonaro. Pelo prazo fixado por Margarete, a quarentena do ex-juiz da Lava Jato só termina em 2023, o que inviabilizaria qualquer candidatura dele no pleito do próximo ano. Segundo aliados de Margarete, o veto foi uma demanda de partidos de centro. A medida atingiria não apenas Moro, mas também delegados e promotores que possam atrair holofotes para se cacifar politicamente. O projeto de lei complementar, que reúne 371 páginas e traz 905 artigos que atingem a legislação eleitoral, já havia provocado controvérsia por conta de outros pontos, ao esvaziar as competências do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) , permitir a contratação de auditorias privadas para analisar a prestação de contas de candidatos — e impedir que plataformas digitais excluam as contas de candidatos durante o período de campanha. Fonte: Veja

Programa Aprendiz do Futuro será utilizado como modelo em seis países da Europa

Fotos: Wesley Costa--- Legenda--- Primeira-dama e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), Gracinha Caiado, durante reunião com representantes da aliança Demá Jovem, que trabalha com encaminhamento profissional em Portugal, Espanha, Romênia, Itália, Suécia, Holanda e Brasil, por meio da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi): “Os nossos jovens merecem as melhores oportunidades para que possam construir uma vida mais digna por meio da capacitação”
Representantes da aliança Demá Jovem vieram a Goiás conhecer metodologia, que deverá ser replicada em Portugal, Espanha, Romênia, Itália, Suécia e Holanda. “Nós entendemos que o caminho capaz de transformar a realidade social é a aprendizagem”, destaca primeira-dama, Gracinha Caiado, sobre iniciativa do Estado O Programa Aprendiz do Futuro, do Governo de Goiás, será utilizado como modelo em seis países europeus. Representantes da aliança Demá Jovem, que trabalha com encaminhamento profissional em Portugal, Espanha, Romênia, Itália, Suécia, Holanda e Brasil, por meio da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi), reuniram-se, nesta quarta-feira (25/08), com a primeira-dama e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), Gracinha Caiado, para conhecer os detalhes da metodologia implantada no Estado. Os diferenciais do projeto goiano destacados pelos embaixadores da Demá são os investimentos em tecnologia, a grade de cursos voltada para as demandas do mercado de trabalho, o foco no aprendizado escolar dos alunos, o vale-alimentação e o acompanhamento por profissionais capacitados, como psicólogos, assistentes sociais e professores. O espanhol Josep Gasso Espina, copresidente global da Demá, ressalta que a adaptação do programa feita pelo governo estadual merece ser reproduzida. “Queremos levar essa proposta para que ela se torne política pública nos países em que trabalhamos. A oportunidade que esses jovens terão de capacitação e posterior inserção no mercado é única”, diz. A primeira-dama, Gracinha Caiado, explica que o objetivo da administração é transformar a realidade desses alunos. “Nós entendemos que o caminho capaz de transformar a realidade social é a aprendizagem. E os nossos jovens merecem as melhores oportunidades para que possam construir uma vida mais digna por meio da capacitação”, afirma. “Não queremos somente pessoas empregadas futuramente, queremos pessoas qualificadas, com bons empregos, boas remunerações”, enfatiza. Adair Meira, dirigente da Fundação Pró-Cerrado e copresidente da Demá Jovem, lembra que o acesso dos jovens aos cursos está sendo assegurado, o que é um passo importante no programa. “Cada aluno receberá um tablet e isso vai garantir que eles tenham acesso aos cursos, que realizem as atividades necessárias e aprofundem no conhecimento de tecnologia. O Aprendiz do Futuro avança neste processo”, destaca. O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Wellington Matos, que também integrou a reunião, fala sobre a diferença que este programa fará na vida de cada participante. “Teremos, no final do processo, jovens qualificados, com uma nova visão de mundo e uma outra perspectiva profissional. São caminhos transformados com a garantia de um futuro melhor”, afirmou. Intercâmbio Os jovens do Aprendiz do Futuro terão ainda a oportunidade de realizar um intercâmbio em Barcelona, na Espanha. Serão 10 alunos selecionados, entre os que apresentarem melhor desempenho, para a viagem com tudo pago. Com objetivo de fomentar uma troca ainda maior de experiências, a Demá Jovem vai trazer para Goiás 10 jovens espanhóis. A primeira-dama Gracinha Caiado garantiu que todos serão recepcionados pelo governo e terão um acompanhamento cuidadoso do Estado. “Uma viagem para outro país é extremamente enriquecedora. Vamos assegurar que cada jovem envolvido nesses intercâmbios ganhe o máximo possível em conhecimento”, ressalta. Participaram ainda da audiência o dirigente e político Catalão Ferran Falcó; o diretor-geral da Demá Jovem, Juan Carlos Moreno; a presidente da Renapsi, Raquel Barbosa; e a diretora-geral da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Adryanna Caiado. Gabinete de Políticas Sociais e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social - Governo de Goiás

quarta-feira, 25 de agosto de 2021

Veneno de cobra brasileira inibe até 75% da reprodução do coronavírus

Segundo o estudo, descoberta da molécula pode desenvolver remédios contra a infecção da doença
---Peptídeo encontrado no veneno da cobra Jararacuçu já foi reproduzido em laboratório | Miguel Nema/Parque Estadual Serra do Mar---- Um estudo realizado por cientistas do Instituto de Química (IQ) da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) de Araraquara identificou que o veneno da cobra brasileira Jararacuçu contém um peptídeo -- pedaço de proteína -- que pode inibir até 75% a capacidade do novo coronavírus de se multiplicar. A pesquisa foi divulgada e publicada na revista científica internacional Molecules. Para chegar ao resultado, os cientistas colocaram o peptídeo em células de macaco cultivadas em laboratório. Uma hora depois, selecionaram uma amostra do coronavírus e infectaram as células dos primatas. Após dois dias, os pesquisadores observaram que o coronavírus não se reproduziu com a mesma velocidade observada em condições normais, o que auxiliou o organismo contaminado a criar anticorpos sem registrar o avanço da doença. "Nós encontramos um peptídeo que não é tóxico para as células, mas que inibe a replicação do vírus. Com isso, se o composto virar um remédio no futuro, o organismo ganharia tempo para agir e criar os anticorpos necessários, já que o vírus estaria com sua velocidade de infecção comprometida e não avançaria no organismo", explica Eduardo Maffud Cilli, professor do IQ e um dos autores do trabalho. A enzima que é inibida pelo peptídeo do veneno da cobra está presente em todas as variantes do coronavírus descobertas até agora. Ela não faz parte da formação da estrutura do vírus, que frequentemente sofre mutações para se adaptar melhor ao hospedeiro. No entanto, os cientistas ressaltam que apenas a molécula encontrada tem ação contra a covid-19. O restante do veneno não tem capacidade de impedir a replicação viral do Sars-Cov-2 e uma picada da cobra Jararacuçu pode causar hemorragia, inchaço e destruição dos tecidos da região lesionada. Próximas etapas Após reproduzir em laboratório o peptídeo encontrado no veneno da cobra Jararacuçu, os próximos passos do estudo irão avaliar a eficiência de diferentes dosagens da molécula, bem como se ela pode exercer outras funções na célula, como a de proteção -- evitando até mesmo que o vírus a invada. Posteriormente, o objetivo é que a pesquisa avance para a etapa pré-clínica, em que será estudada a eficácia do peptídeo para tratar animais infectados pelo novo coronavírus. "Nossos resultados são promissores e representam um recurso valioso na exploração de novas moléculas para a descoberta e desenvolvimento de fármacos contra a infecção por SARS-CoV-2", afirma Cilli. Fonte:https://www.sbtnews.com.br/

Caiado abre Seminário Compliance Público

Programa registrou economia ao Tesouro Estadual de R$ 1,54 bilhão, em dois anos e meio. Números refletem ações para gestão de riscos adotadas em órgãos do Executivo. Para Caiado, a iniciativa resulta em eficiência, boa utilização do dinheiro público e confiança da população. “Dados são impressionantes e mostram redução de despesas em todas as áreas, desde limpeza, monitoramento e segurança, até aluguel de carros e várias compras”, destaca governador
O governador Ronaldo Caiado participou, na tarde desta segunda-feira (23/08), da abertura do II Seminário do Programa de Compliance Público do Estado de Goiás (PCP). O evento virtual, que mostra os desafios e avanços da iniciativa, ocorre até sexta-feira (27/08), com palestras voltadas aos quatro eixos: ética, transparência, responsabilização e gestão de riscos. Desde fevereiro de 2019, quando foi adotado, o PCP gerou uma economia de R$ 1,54 bilhão ao Tesouro Estadual somente no eixo gestão de riscos. “Os dados são impressionantes e mostram redução de despesas em todas as áreas, desde limpeza, monitoramento e segurança, até aluguel de carros e várias compras”, exemplificou Caiado. A iniciativa, que já é um sucesso, deu um “upgrade na gestão do Estado” Durante o discurso, o governador frisou que o programa foi concebido a partir de estratégias aplicáveis no âmbito da administração estadual. “O que nos dá eficiência, boa utilização do dinheiro público e confiança da população”, disse. Tudo isso quando o Estado vinha de um período de muitas dificuldades. “O dinheiro era usado em meio a tantos escândalos. Goiás era pauta de páginas policiais. Hoje, é diferente”, comparou, em alusão à transparência instituída pelo atual governo. Coordenado pela Controladoria-Geral do Estado (CGE), o PCP é desenvolvido em todos os órgãos do Poder Executivo. Também vem de ações realizadas pela CGE a principal economia assegurada pelo programa: R$ 813,5 milhões relativos às recomendações na aquisição de bens e serviços pelos órgãos estaduais, de um total de R$ 13,6 bilhões fiscalizados. O titular da CGE, Henrique Ziller, afirmou durante o evento virtual que as conquistas são consequência do apoio empenhado pelo governador Ronaldo Caiado. “A alta gestão determinou que o governo desenvolvesse o PCP, e que ele alcançasse todos os órgãos da administração direta e indireta”, afirmou sobre o trabalho realizado nos últimos dois anos e meio. Segundo o secretário-geral da Governadoria, Adriano da Rocha Lima, o programa trabalha com temas transversais - como a ética -, que norteiam as decisões e protegem de eventuais problemas. Quando aplicadas no setor público, “trazem como resultado a melhoria de serviços para a população”. “Saber separar os interesses individuais do coletivo é o que torna o eixo principal daquilo que temos que seguir. Por isso, quando temos programas como o de compliance, vislumbramos as possibilidades antecipadamente. Isso torna as tomadas de decisão mais ágeis e assertivas”, disse Adriano da Rocha Lima. Mais resultados Somente a Secretaria de Estado da Economia teve reflexo financeiro positivo de R$ 311,2 milhões, segundo levantamento divulgado pela CGE. Uma das ações da gestão de riscos adotadas na pasta foi a criação de um grupo de trabalho para reanalisar todas as pensões e aposentadorias de cartorários, a fim de aumentar o controle e retirar da folha os pagamentos indevidos. Essa ação permitiu a retirada de pensões irregulares e a necessidade de se fazer anualmente a “prova de vida” dos beneficiários. Na Secretaria de Estado de Administração (Sead), as 22 ações adotadas envolvendo gestão de contratos e compras governamentais geraram economia de R$ 233 milhões. Durante o seminário, o titular da pasta, Bruno D'Abadia, reforçou a eficiência da Escola de Governo na capacitação dos servidores públicos, inclusive na formação específica relativa aos eixos do programa. “O Compliance é uma grande vitrine do Estado, não só pelos princípios que prega, mas como exemplo de política pública que funciona e de condutas que podem, sim, ser inseridas na administração pública”, afirmou. Mais um resultado expressivo foi alcançado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE): R$ 157 milhões, economia possível a partir da maior celeridade na análise processual. Outro dado que reforça os benefícios da implementação do programa é a melhoria da situação fiscal do Estado. Em 2020, mesmo com a pandemia, a administração estadual reduziu em 8% as despesas correntes, sendo Goiás o único Estado brasileiro a alcançar a meta positiva. O PCP tem como objetivos melhorar a gestão, a prestação dos serviços públicos e o valor das entregas à sociedade, bem como implementar a cultura de gerenciamento de riscos para fortalecimento da eficiência e integridade da administração pública. Busca, ainda, fomentar a transparência dos atos administrativos, combater a corrupção e responsabilizar agentes públicos e empresas privadas envolvidos em irregularidades. O seminário Voltado a servidores do Estado de Goiás e pessoas interessadas no tema, o II Seminário do Programa de Compliance Público do Estado de Goiás é transmitido ao vivo no canal da Controladoria no YouTube (youtube.com/cgegoias). No site da CGE (www.controladoria.go.gov.br/pcp/) é possível realizar inscrições e conferir a programação completa. Logo após a abertura, nesta segunda-feira, foi realizado painel sobre o papel das lideranças na implementação do novo Código de Ética de Goiás. Na terça-feira (24/8), o tema será gestão de riscos, a partir das 14h30, com uma palestra sobre maturidade em gestão de riscos e apresentação de casos de sucesso nessa área, verificados na Secretaria de Economia e na Secretaria de Meio Ambiente. Na quarta (25/8), às 9h, ocorrem dois painéis, sobre responsabilização de pessoas jurídicas frente à Lei Anticorrupção e juízo de admissibilidade. O eixo transparência será o tema dos painéis de quinta-feira (26/8), a partir das 9h, com apresentação de cinco casos de sucesso relativos a projetos desenvolvidos pelo Governo de Goiás. Na sexta-feira (27/8), a partir das 9h, será lançado o 1º Concurso de Artigos Científicos da CGE Goiás, que premiará com R$ 9 mil trabalhos científicos que remetam aos eixos do Programa de Compliance Público. Fotos: Hegon Corrêa Fonte: Secretaria de Comunicação (Secom)