CAMPANHA ENTORNO GOIÁS

CAMPANHA ENTORNO GOIÁS
CAMPANHA ENTORNO GOIÁS

sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Governo de Goiás lança projetos para garantir renda, estudo e qualificação para 15 mil jovens, em 2021

Fotos: Secom Goiás-- Com foco na implementação de políticas públicas voltadas às pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica, Governo de Goiás beneficia 15 mil jovens: qualificação de regras para combater a evasão escolar e gerar oportunidades, diz Ronaldo Caiado
Aprendiz do Futuro e Programa Universitário do Bem (ProBem) beneficiam público em situação de vulnerabilidade socioeconômica. “Por meio da educação, podemos construir uma inclusão social sustentável”, afirma coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado. “Iniciativas desenhadas para que as oportunidades realmente cheguem a quem mais precisa, de forma justa e transparente”, diz Caiado O Governo de Goiás lançou, em 2021, dois projetos de peso que incentivam os estudos e a qualificação profissional de milhares de jovens de todos os municípios do Estado. Um deles é o Programa Universitário do Bem (ProBem), gerenciado pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). O outro, sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds), é o Aprendiz do Futuro. “Hoje o Governo de Goiás tem dois programas absolutamente técnicos, desenhados para que as oportunidades realmente cheguem a quem mais precisa, de forma justa e transparente”, ressalta o governador Ronaldo Caiado. “Renegociamos uma dívida de R$ 76 milhões deixada pela gestão anterior, da então Bolsa Universitária, e, nas duas iniciativas, qualificamos as regras para que os jovens tenham todas as condições de concluírem seus estudos”, complementa. A coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e presidente de honra da OVG, primeira-dama Gracinha Caiado destaca que os investimentos fazem parte de um grande projeto de reconstrução social. “Tanto o ProBem quanto o Aprendiz do Futuro são programas que promovem uma verdadeira mudança social, pois têm impactos reais na vida desses jovens e de suas famílias. Por meio da educação, podemos construir uma inclusão social sustentável”, explica. Mais vagas O ProBem abriu 5 mil novas vagas neste ano, número que se soma aos 5 mil estudantes que já integravam o programa. Os 10 mil contemplados são beneficiados com bolsas parciais ou integrais em cursos de graduação. Os investimentos, direcionados para os universitários em situação de vulnerabilidade socioeconômica, somam R$ 55,1 milhões ao longo de 2021. Com 5 mil novas vagas, o programa Aprendiz do Futuro atende adolescentes de 14 e 15 anos, que são contratados para aprendizagem profissional em órgãos estaduais em todos os 246 municípios goianos. Sobre o ProBem, a diretora-geral da OVG, Adryanna Melo Caiado, lembra que agora todo o processo é realizado com base no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal. “É o primeiro passo para concorrer a uma vaga no programa. Assim garantimos que o benefício realmente chegue a quem mais precisa. Com respeito às universidades parceiras do ProBem e atenção aos beneficiários, estamos construindo um futuro melhor para esses jovens e para todo o Estado de Goiás”, diz. Diante da pandemia da Covid-19, a evasão escolar se tornou uma preocupação ainda maior para gestores públicos e educadores. Para o secretário de Desenvolvimento Social de Goiás, Wellington Matos, o Aprendiz do Futuro contribui para evitar que estudantes em vulnerabilidade deixem os estudos. “Além de ter esse primeiro contato com o mundo do trabalho, os jovens que participam do programa podem levar uma renda extra para a família e ainda têm o desempenho escolar acompanhado. O nosso grande objetivo é contribuir para a educação dos nossos jovens e cuidar para que não deixem a escola”, conclui o secretário. Além do Aprendiz do Futuro, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), começou a distribuição dos cartões do Bolsa Estudo, programa que concede R$ 100 por mês letivo para cada um dos 218 mil estudantes do Ensino Médio da rede pública estadual, com o objetivo de reduzir as taxas de evasão escolar. Probem O Programa Universitário do Bem (ProBem) representa a oportunidade de acesso a milhares de jovens, em situação de vulnerabilidade social, a bolsas de estudos integrais e parciais para a primeira graduação em instituições de ensino superior privadas ou públicas não gratuitas localizadas no Estado de Goiás. As bolsas parciais correspondem a 50% do valor da mensalidade, limitados a R$ 650. Já as integrais correspondem a 100% do valor da mensalidade, limitados a R$ 1.500. As bolsas concedidas aos estudantes que cursam Medicina ou Odontologia têm seus limites maiores, R$ 2.900 para parciais e R$ 5.800 para integrais, pois os valores das mensalidades são superiores aos dos outros cursos. O ProBem promove a integração ao mundo do trabalho por meio do Banco de Oportunidades, que são cursos e estágios ligados à área de formação do bolsista e participação em projetos sociais. Além disso, o programa oferece acompanhamento integral à família do bolsista, a partir de articulação com a rede socioassistencial. Aprendiz do Futuro O programa seleciona jovens em vulnerabilidade socioeconômica, estudantes da rede pública ou bolsista de rede particular, e com renda familiar de até dois salários mínimos, e oferece cursos de qualificação técnica e acompanhamento do desempenho escolar. Os beneficiários recebem, além do pagamento do programa, no valor de R$ 516,66, vale-alimentação, vale-transporte, seguro de vida, uniforme, crachá e um tablet, para a realização de atividades on-line. Entre os objetivos do Aprendiz do Futuro estão a promoção da inclusão social, aumento na renda familiar, melhoria na qualidade de vida e garantia da permanência do jovem na escola. O programa também tem foco em tecnologia, alta performance e impacto social na vida dos participantes e suas famílias. A iniciativa visa, ainda, contribuir para a formação e qualificação técnico-profissional destas pessoas. Por isso, os cursos oferecidos estão entre as principais demandas do mercado e as disciplinas escolares básicas, como português e matemática, são reforçadas. Para incentivar os jovens do Aprendiz do Futuro, os 10 com melhor desempenho durante o período de contratação irão ganhar uma viagem de intercâmbio para Europa. Gabinete de Políticas Sociais - Governo de Goiás

*Polícia Militar de Goiás prende, em Goiânia, criminoso procurado pela Interpol, desde 2019*

Foto: Giro-- Grupamento de Intervenções Rápidas Ostensivas (Giro), da Polícia Militar de Goiás, prende, em Goiânia, criminoso procurado pela Interpol, desde 2019, e governador Ronaldo Caiado destaca eficiência das forças policiais do Estado: “Bandido grã-fino não se cria em Goiás. Aqui ele cai também, tenha o status que tiver”
Homem é investigado pela Organização Internacional de Polícia Criminal por aplicar golpes em sistema financeiro. Estima-se que crimes tenham gerado prejuízo bilionário. Prisão foi efetuada na noite de quarta-feira (29/12), no Setor Alto da Glória. “Não agimos só com bandido pé de chinelo. Bandido grã-fino não se cria no Estado de Goiás. Aqui ele cai também, tenha o status que tiver. Nossa tropa tem total liberdade para agir”, destaca governador Ronaldo Caiado_ Um homem que estava na lista de procurados pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), desde 2019, foi preso pelas equipes do Grupamento de Intervenções Rápidas Ostensivas (Giro), da Polícia Militar de Goiás, na noite desta quarta-feira (29/12), no Setor Alto da Glória, em Goiânia. Ele é investigado por cometer crimes contra o sistema financeiro internacional. Estima-se que tenham gerado prejuízo bilionário. “Não agimos só com bandido pé de chinelo. Bandido grã-fino não se cria no Estado de Goiás. Aqui ele cai também, tenha o status que tiver. Nossa tropa tem total liberdade para agir”, destaca o governador Ronaldo Caiado. “A vocês meus aplausos e meu reconhecimento”, diz o governador. Nada é mais honroso do que caminhar nesse Brasil e receber homenagens que deveriam ser feitas a cada um de vocês que me emprestam esse prestígio ao agirem com determinação e garra”, pontua. O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, ressaltou a produtividade em alta das forças de segurança do estado. “A prisão de um criminoso procurado no mundo todo mostra a eficiência da polícia do Estado e o compromisso de combater incessantemente a criminalidade”, enaltece o chefe da pasta. “Nossas forças de segurança têm mantido um combate eficiente e sem tréguas à criminalidade e um cuidado todo especial e proteção para nossa população de bem”, acrescenta. *Ocorrência* De acordo com o tenente-coronel Raimundo Coelho Pinto Júnior, comandante do Giro, as equipes da especializada começaram a monitorar o indivíduo assim que receberam a informação de que um homem sul-africano, que havia aplicado diversos golpes contra sistema financeiro, estaria escondido em Goiânia. “Nossos policiais começaram a fazer um levantamento criterioso do suspeito e depois de um trabalho intenso realizado durante aproximadamente um mês, foi possível identificar e abordar o sujeito”, explica. No momento da abordagem, os PMs contam que o homem apresentou documentação falsa. “A Polícia Federal e a Interpol [unidade de Brasília] já estavam cientes do nosso levantamento. Assim que realizamos a abordagem, o sujeito foi apresentado à Superintendência da PF para o cumprimento do mandado de prisão internacional e autuação pelo crime de uso de documento falso”, acrescenta o tenente-coronel Júnior. *Contexto* De acordo com a troca de informações com a Interpol e a Polícia Federal, em 2019, o investigado fundou a empresa Trading International (MTI) com sede na África do Sul. A empresa com a fachada de trade prometia lucros aos clientes de até 10 por cento, o que, segundo a investigação, é impraticável em qualquer sistema financeiro mundial. Foi identificado que a empresa se tratava de um esquema de pirâmide que utilizava criptomoedas, que, segundo alguns dados, pode ter gerado prejuízo bilionário a mais de 170 mil clientes. Relatos repassados a Interpol mostram que em um determinado momento os clientes passaram a não conseguir realizar os saques dos capitais adquiridos e isso motivou a investigação da empresa por parte da polícia da África do Sul. Assim que começaram a realizar o levantamento de informações, perceberam que o diretor, que também é o fundador da empresa, havia desaparecido com mais de 22 mil Bitcoins dos clientes da Trading International. De acordo com as investigações, o preço de um Bitcoin pode valer entre R$ 270 mil e R$ 300 mil. A ação do sujeito colocou em grave risco o Sistema Financeiro Sul-africano. Nesse contexto, o homem passou a ser investigado e procurado pela Interpol. *Secretaria de Estado da Segurança Pública - Governo de Goiás*

DF terá redução de impostos a partir de 2022

Foto:O governador do DF Ibaneis Rocha durante cerimônia na W3 Sul. Foto: Renato Alves/ Jornal de Brasília
Sancionada lei que reduz ITBI por 3 meses, amplia isenção do IPVA para pessoas com deficiência e reduz IPTU de imóveis em construção, com alvará Além da sanção do Refis 2021, publicada em edição extra do DODF na quarta-feira (29), o governador Ibaneis Rocha tornou lei a redução do ITBI por três meses, a ampliação da isenção do IPVA para pessoas com deficiência e a redução da alíquota do IPTU para imóveis em construção, com alvará. As três medidas passam a valer a partir de 1º de janeiro de 2022. O Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), pago em situações de compra e venda de imóveis, terá a alíquota reduzida de 3% do valor do bem para 1%. A redução da alíquota vai até o final de março de 2022. Para isso, o contribuinte deve protocolar o ato de transmissão do imóvel até o dia 31 de março em cartório de registro de imóveis. As regras foram definidas pela Lei nº 7.036/2021. Outra medida confirmada foi a ampliação dos valores de veículos isentos de IPVA, para pessoas com deficiência. Anteriormente, a lei previa a isenção do imposto para veículos no valor de até R$ 70 mil. Agora, a isenção vale para veículos avaliados em até R$ 140 mil. A mudança foi estabelecida pela Lei nº 7.041/2021. Além dessas ações, o Governo do Distrito Federal reduziu o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para imóveis em construção. Antes, era cobrada a alíquota de 3% sobre o valor venal do imóvel portador de alvará de construção. Com a sanção da Lei 7.037/2021, será cobrado 1% sobre o valor venal de imóvel, pelo prazo improrrogável de 36 meses.As medidas fazem parte da segunda etapa do programa Pró-Economia, viabilizado pela Secretaria de Economia em novembro de 2021. Os projetos foram analisados e aprovados pela Câmara Legislativa do Distrito Federal e entram em vigor em 1o de janeiro de 2022. Com informações da Agência Brasília Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Divulgados os valores dos bens para calcular IPTU e IPVA de 2022

Atualização é um ajuste de atualização monetária, conforme está previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) O Governo do Distrito Federal divulgou nesta quinta-feira (30) os valores que serão usados como base de cálculo para o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e para o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em 2022. Tanto os veículos quanto os imóveis tiveram seus valores atualizados em 10,42%, conforme a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) medida entre setembro de 2020 e agosto de 2021. As alíquotas dos impostos permanecem as mesmas dos anos anteriores. A atualização dos valores desses bens é um ajuste de atualização monetária, conforme está previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). O INPC, medido pelo IBGE, é um dos índices da inflação e estabelece a correção do poder de compra do salário dos brasileiros de renda mais baixa. No IPVA, que historicamente tem a pauta baseada nos valores da Tabela FIPE e esta sofreu uma variação inflacionária muito elevada devido à pandemia, neste ano será aplicado um redutor de forma que a correção seja equivalente à variação do INPC, como foi usado para calcular o IPTU. Para o IPVA, serão mantidas as alíquotas conforme a redução que foi efetuada a partir de 2020, quando o GDF diminuiu as alíquotas em 0,5%. As mesmas alíquotas serão mantidas para 2022: 3% para automóveis, 2% para motocicletas e 1% para caminhões e micro-ônibus. Para o IPTU, permanecem as alíquotas de 0,3% para imóveis residenciais, de 1% para imóveis comerciais e 3% para lotes vazios. A mudança será para imóveis em construção com alvará, que terão as alíquotas reduzidas de 3% para 1% por 36 meses, conforme Lei nº 7.037/2021 sancionada nesta quarta-feira (29). A mudança na pauta do IPVA é uma das diversas ações do GDF para reduzir a pressão inflacionária. Além disso, em 2022, o desconto para pagamento em cota única sobe de 5% para 10%. O IPTU e o IPVA de 2022 também poderão ser pagos em seis parcelas. Com informações da Agência Brasília Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

O que abre e o que fecha na virada do ano

Pontos turísticos e locais de diversão e lazer também terão restrições para o funcionamento no feriado de virada do ano O último dia de 2021 e o primeiro de 2022 terão horários de funcionamento diferenciados para a prestação de diversos serviços públicos. Pontos turísticos e locais de diversão e lazer também terão restrições para o funcionamento no feriado de virada do ano. Veja o que funcionará: Na Hora Dia 31: aberto até as 14h Dia 1º: fechado Procon Dia 31: das 8h às 14h Dia 1º: fechado – CEB Funciona normalmente nos dias 31 de dezembro e 1 de dezembro de 2022. As equipes de manutenção da CEB trabalham 24 horas, nos sete dias da semana, e não param em nenhum feriado – Caesb Dia 31: o expediente será até o meio-dia Dia 1º: as equipes de manutenção trabalharão em regime de plantão, sem atendimento remoto Agência Virtual, app, site e telefone 115 funcionam ininterruptamente SAÚDE – Nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, alguns serviços da rede pública de saúde funcionarão em horário reduzido: Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Dia 31: as UBS funcionam até às 14h Dia 1º: estarão fechadas – Vacinação Dia 31: será possível vacinar nas salas de vacina e nos postos de vacinação até as 12h Dia 1º: não haverá expediente – Ambulatórios e policlínicas Dia 31: ficam abertos até as 14h Dia 1º: estarão fechados – Casa de Parto de São Sebastião Funciona de forma ininterrupta, 24 horas por dia todos os dias da semana Farmácias de alto custo Dia 31: serão distribuídas senhas até 12h e essas farmácias funcionarão até as 14h Dia 1º: não abrem – Hemocentro Dia 31: aberto das 7h15 às 12h Dia 1º: não abre – Emergências Todas as emergências dos hospitais regionais e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) funcionam 24 horas por dia – SAMU O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atende de forma ininterrupta pelo telefone 192 Centros de Atenção Psicossocial (Caps) Do tipo III, voltados ao atendimento de retaguarda e articulação em rede, estarão com atendimento 24 horas por dia Os outros Caps, dos tipos I e II, funcionarão até as 14h, no dia 31 e não abrem no dia 1º – Delegacias Todas as delegacias do DF funcionam 24 horas, em regime de plantão – Transporte público Dia 31: os ônibus circularão normalmente, com tabela horária de dia útil. Haverá reforço de viagens nas linhas mais procuradas para atender o fechamento do comércio Dia 1º: os ônibus circularão com a tabela horária de feriado. Os horários e itinerários podem ser visualizados em dfnoponto.semob.df.gov.br Metrô Dia 31: funciona das 5h30 às 21h Dia 1º: funciona das 7h às 19h Detran Dia 31: abre das 7h às 14h Dia 1º: não abre Os serviços on-line, disponíveis por meio do aplicativo e do Portal de Serviços do Detran-DF, funcionarão normalmente, todos os dias da semana – BRB Dia 31: abre ao público das 9h às 11h Dia 1º: não abre – Jardim Zoológico Dia 31: aberto das 9h às 17h Dia 1º: aberto das 9h às 17 – Jardim Botânico Dia 31: funciona das 9h às 12h Dia 1º: fechado Os dois restaurantes não vão funcionar em nenhum dia – Planetário de Brasília Dia 31: não abre Dia 1º: não abre A partir do dia 02 de janeiro de 2022, o Planetário de Brasília estará aberto ao público de terça a domingo, incluindo feriados distritais ou nacionais, das 9 às 21h – Complexo Cultural da República Dia 31: fechado Dia 1º: fechado – Centro Cultural Três Poderes (exceto Panteão) Dia 31: aberto das 9h às 12h Dia 1º: fechado Dia 2: aberto das 9h às 17h – Memorial dos Povos Indígenas Dia 31: aberto das 9h às 12h Dia 1º: fechado Dia 2: aberto das 9 às 17h – Biblioteca Nacional de Brasília Dia 31: aberto das 9h às 12h Dia 1º: fechado – Museu Nacional da República Dia 31: fechado Dia 1º: fechado Dia 2: aberto das 9h às 17h – Espaço Cultural Renato Russo Dia 31: aberto das 9h às 14h Dia 1º: fechado Dia 2: aberto das 12h às 20h – Museu Vivo da Memória Candanga Dia 31: aberto até às 14h Dia 1º: fechado – Eixão do lazer Dias 1º e 2: impedido o trânsito de veículos das 8h às 18h As informações são da Agência Brasília Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Morador encontra jacaré dentro de casa no Rio de Janeiro

Foto:Reprodução
No momento que viu o animal, no andar térreo do apartamento, ele estava com a cabeça em cima do chinelo do morador Imagine você sair para passear com seu cachorrinho e na volta para casa dar de cara com um jacaré na sua sala. Foi exatamente isso o que aconteceu com um morador do bairro do Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro. De acordo com ele, em entrevista ao Bom Dia Rio, o caso aconteceu entre o final da madrugada e início da manhã desta quinta (30). Como de costume, ele sai cedo para levar seu pet para passear. “Eu abri a porta do apartamento e o animal (jacaré) estava na soleira da porta. Foi aquele susto porque é uma situação inusitada”, disse Marcelo Cruz ao jornalístico. No momento que viu o animal, no andar térreo do apartamento, ele estava com a cabeça em cima do chinelo do morador. Minutos depois, tudo foi resolvido e uma equipe dos Bombeiros foi acionada para resgatar o bicho. Mas essa não foi a primeira vez que um caso semelhante aconteceu envolvendo um jacaré. Em 2019, uma família americana da Geórgia teve uma visita inusitada ao se hospedar em uma casa alugada, em Miami, nos Estados Unidos. Eles flagraram um jacaré tomando sol na piscina em uma boia que era também a reprodução de um jacaré. Em entrevista ao site Miami New Times, Dave Jacobs, que estava com a família no local para ir a um casamento, contou que eles já tinham visto o animal em um lago, do lado de fora da casa. Segundo ele, o jacaré parecia estar provocando o cachorro deles, Rascal. “Nós achamos muito fofo”, disse Jacobs. “No dia seguinte, ele apareceu na piscina”, completou. No início de maio daquele ano, em uma blitz policial no condado de Charlotte, na costa oeste da Flórida, uma mulher foi flagrada com um jacaré bebê escondido sob as calças. Ela também tinha no carro 41 tartarugas. Em 2020, gravações de um jacaré gigante o mostram atravessando tranquilamente um campo de golfe na Flórida. Muitos internautas disseram que o bicho mais parecia um dinossauro. Outros questionaram se a imagem era real. Em entrevista ao jornal Tampa Bay, Tyler Stolting disse que as filmagens eram verdadeiras. Ele contou que estava passando em um carrinho de golfe quando avistou o jacaré. Stolting afirmou ainda que, embora estivesse acostumado a ocasionalmente ver esse tipo de animal no local, nunca tinha se deparado com um daquele tamanho. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Professor da USP é demitido após denúncias de assédio sexual contra alunas

Foto:Reprodução
Oito pós-graduandas ex-orientandas acusam Aguiar de condutas abusivas, em depoimentos ricos em detalhes O reitor da Universidade de São Paulo (USP), Vahan Agopyan, demitiu o professor Claudio Lima de Aguiar, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), por “reiteradas práticas de assédio sexual e moral” contra alunas. Ele acatou recomendação da comissão processante que, desde 2019, vinha apurando as denúncias. Oito pós-graduandas da Esalq, todas orientandas ou ex-orientandas dele, acusam Aguiar de condutas abusivas em depoimentos ricos em detalhes, segundo a Associação de Docentes da USP (Adusp). A exoneração foi publicada no Diário Oficial do Estado no último dia 22. O professor foi procurado pelo Estadão e não havia dado retorno até a publicação da reportagem. A USP confirmou a demissão do docente de seus quadros, acatando parecer da Congregação da Esalq. Engenheiro químico, Aguiar era professor do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição (LAN) da Esalq, campus de Piracicaba, interior de São Paulo, e exercia a função de coordenador do programa de pós-graduação em Microbiologia Agrícola. Conforme a Adusp, os abusos remontam a 2016 e estão relatados de forma minuciosa em depoimentos que descrevem “condutas sistemáticas de assédio sexual, constrangimentos, xingamentos machistas, homofóbicos, humilhações públicas e abusos de poder”. Segundo divulgação da Adusp, os relatos enviados às comissões dão conta de que o professor procurava se mostrar amigável e solícito com as alunas, mas, com o passar do tempo, adotava condutas abusivas que envolviam “proximidade física e contatos indesejados, inclusive beijos no rosto e, frequentemente, toques em parte do corpo”. Durante as reuniões, o docente pedia para as alunas se sentarem mais perto e desviava o assunto, fazendo comentários invasivos sobre a vida pessoal, “perguntando e insinuando aspectos da intimidade das vítimas”. Em alguns casos, ele tocava os corpos das alunas, muitas vezes nas coxas e nas barrigas e, quando estas reagiam, dizia coisas como “calma, eu sou casado”. Em depoimento ao jornal O Globo, uma das vítimas contou que Aguiar era seu orientador de mestrado e, em março de 2016, a convidou para uma reunião a sós em sua sala. Ela sabia que o professor tinha costume de se fechar no recinto com suas orientandas e assediá-las, mas não teve como evitar o encontro. Assim que entrou na sala, Aguiar pediu que trancasse a porta e se sentasse à mesa. A orientanda pretendia mostrar como andava seu projeto de dissertação, mas o professor insistiu em fazer massagem nela. “Quando ele colocou a mão por dentro da minha blusa e abriu meu sutiã no meio da sala, eu travei os braços e mandei ele parar. Fechei meu notebook e fui embora. Quando cheguei em casa e fui tomar banho, me esfregava de tanto nojo que sentia de mim mesma”, disse, segundo O Globo. O episódio a traumatizou, fez com que não confiasse mais em homens e trouxe dificuldades para seu relacionamento com o marido, segundo o jornal. Outra aluna de mestrado contou ter sido apalpada na coxa pelo orientador, que também fez comentários acerca de seu corpo. Foi ela quem abriu a queixa contra Aguiar em 2019, após ter manifestado a intenção de abandonar o mestrado. “Ele me chamava de gostosa várias vezes na frente de outras pessoas. Uma vez ele me perguntou no meio de uma reunião se já fui paquerada no ponto de ônibus, e eu respondi que não. Aí ele disse: ‘se eu te paquerasse, você me daria bola?’ Aquilo me deixava muito desconfortável. Parecia que eu era uma fantasia para ele”, disse, de acordo com a publicação feita por O Globo. Outra estudante foi assediada pelo coordenador antes mesmo de ser oficialmente aceita no programa de pós-graduação. Ao saber da inscrição da jovem para o mestrado na Esalq, ele a adicionou no Facebook e pediu uma entrevista informal com ela por um aplicativo. “Essa entrevista não estava no edital. O resultado nem tinha saído ainda. Achei estranho porque ele ficou perguntando se eu tinha namorado, se eu era casada, indagações que não faziam sentido algum.” Após aceitar ser orientada de forma informal, tornaram-se comuns os convites para cafés e passeios de carro, com apalpadas pelo corpo. Em outro depoimento, uma denunciante contou ter sido chantageada sexualmente após ter recebido ajuda do orientador para conseguir uma bolsa de pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Ela contou que, após ter conseguido o auxílio federal, Aguiar se aproximou e cochichou em seu ouvido: “não foi de graça”. Segundo a investigação, o professor costumava se dirigir a estudantes usando termos como “gayzinho”, “preta”, “gorda” e “burra”. Ao tomar conhecimento do caso envolvendo uma das vítimas, o então presidente da pós-graduação, Fernando Luis Cônsoli, a convenceu a abrir uma denúncia contra o docente. Outras alunas se juntaram à denúncia. Os depoimentos iniciais resultaram na abertura de um processo administrativo disciplinar em que as denunciantes e o acusado foram ouvidos formalmente. O caso passou por uma comissão sindicante e, depois, pela comissão processante. Em novembro, após examinar o parecer da comissão processante, a Congregação da Esalq recomendou a demissão do professor por 62 votos a favor e três abstenções. Em março de 2020, Aguiar já havia sido afastado da função de coordenador de pós-graduação. Para o professor Mauro Moruzzi Marques, diretor regional da Adusp em Piracicaba, a decisão da congregação é histórica. “Trata-se de uma mudança de mentalidade, significando um sinal de superação de posturas machistas e permissivas em razão da hierarquia universitária. Por outro lado, a representação estudantil alcança uma vitória importante neste embate”, avaliou Ele acrescentou que a decisão foi uma conquista obtida pela coragem das mulheres que levaram a denúncia adiante. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Chuvas deixam 100 municípios de Minas Gerais em situação de emergência

Foto:Reprodução
O órgão, no entanto, não informa quais são as cidades que decretaram emergência. Hoje, o governador Romeu Zema (Novo) decretou emergência em 49 municípios mineiros MARIANA DURÃES As fortes chuvas que têm atingido Minas Gerais causaram mortes, estragos, e deixaram 100 municípios em situação de emergência. A informação é do boletim da Defesa Civil do Estado, divulgado na tarde desta quinta-feira (30). O órgão, no entanto, não informa quais são as cidades que decretaram emergência. Hoje, o governador Romeu Zema (Novo) decretou emergência em 49 municípios mineiros. Desde a última segunda-feira (27), fortes chuvas atingem cidades no norte de Minas, resultando em ruas alagadas e casas inundadas em Salinas, Porteirinha e Montes Claros. Outras cidades também sofreram estragos. Foram seis mortes no Estado, registradas em Uberaba, Coronel Fabriciano, Nova Serrana, Engenheiro Caldas, Pescador, e Montes Claros, além de 50 feridos. Ao todo, 57.782 pessoas foram afetadas pelas chuvas de alguma forma, sendo 11.407 desalojadas e 2.896 desabrigadas. Ainda segundo a Defesa Civil, o tempo deve seguir instável em todas as regiões de Minas. Há risco de chuva forte no Triângulo Mineiro, Oeste, Centro e Sul do estado, mantendo um elevado índice de chuvas nos últimos dias de 2021. Já no Norte de Minas e no Vale do Jequitinhonha, a instabilidade atmosférica deve enfraquecer e as chuvas diminuírem. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Maria Antonieta de las Nieves, a Chiquinha, está com Covid

Foto:Reprodução / Instagram
Ela aproveitou para desmentir boatos de que está em estado grave e desejou um feliz ano novo. “Parece que só tive um resfriado comum” Maria Antonieta de las Nieves, 71, a Chiquinha do seriado mexicano Chaves, revelou nas redes sociais que testou positivo para Covid, nesta quinta-feira (30). Ela tranquilizou os fãs dizendo que está em casa e melhorando a cada dia. “Queridos fãs, amigos e familiares: Apesar de todos os cuidados que sempre tive para não contrair Covid-19, testei positivo ao fazer o exame. Me sinto bem, estou em casa, estou muito tranquila e melhorando a cada dia”, escreveu no Instagram. Ela aproveitou para desmentir boatos de que está em estado grave e desejou um feliz ano novo. “Parece que só tive um resfriado comum, nada de grave como andam publicando por aí. Aproveito para desejar a todos um feliz 2022.” No dia 10 novembro, foi anunciado que a atriz entrou para o Guinness Book, o livro dos recordes mundiais por ter a mais longa carreira como atriz no mesmo papel infantil. Ele reconheceu a mexicana por ter interpretado a Chiquinha entre 20 de junho de 1971 e 6 de março de 2020. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

É hoje! Mega da Virada sorteia R$ 350 milhões

Foto:(crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Aqueles que quiserem jogar têm até às 17h para fazer suas apostas. Com valor mínimo de R$ 4,50 e escolhendo seis números é possível ser o próximo milionário A data mais esperada pelos apostadores brasilienses chegou! Hoje ocorre o sorteio da Mega-Sena da virada. Os que desejam concorrer à premiação de até R$ 350 milhões — para quem acertar as seis dezenas — têm até as 17h para escolher os números e ficar na torcida pelos milhões. O prêmio não acumula e é sorteado a partir das 20h. Com a última oportunidade do ano, os apostadores correm para fazer aquela "fezinha". Nas lotéricas, brasilienses carregam seus números da sorte e fazem planos para a bolada, como a professora de alfabetização Carla Cristina Capuzo, 52 anos, moradora de Sobradinho. Passando pela rodoviária do Plano Piloto ela não teve dúvidas e garantiu sua aposta. Capuzo concorre regularmente à Mega-Sena, uma vez por mês. Apesar do rito mensal, o prêmio da virada guarda uma expectativa diferenciada para a educadora. "Olha, eu tenho certeza que dessa vez eu vou ganhar. Porque eu repito o mesmo jogo todo ano, é uma coisa de família", afirma. Caso seja a ganhadora, Carla Capuzo pretende realizar um sonho. "Quero ter minha própria escola. As pessoas precisam de emprego, e eu tenho certeza de que ganhando eu vou dar emprego pra muita gente", afirma. Até mesmo quem não tem o hábito de jogar regularmente resolveu dar uma chance para a sorte. A comerciante Iranilde Souza de Lima, de 63 anos, moradora do Sudoeste, confessa que não costuma apostar, mas quando passa perto de uma lotérica, às vezes, tenta. Os números são escolhidos aleatoriamente, mas ela acredita em suas chances. "Não tenho nenhuma superstição. Às vezes, você chega ou está em casa e pensa em alguns números ", relata. Como apostar? Aqueles que quiserem jogar têm até as 17h de hoje para fazer suas apostas. A aposta mínima, de seis números, custa R$ 4,50. É possível apostar nas também pelo site http://www.loteriasonline.caixa.gov.br/ ou pelo aplicativo da caixa. O prêmio não acumula. Caso não haja acerto das seis dezenas, o prêmio é dividido entre os que acertaram cinco, e assim por diante. Para quem optar por fazer bolão, só é preciso juntar um grupo, escolher os números, e registrar a aposta. Cada pessoa recebe uma cota. Só é permitido fazer até dez apostas por bolão. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Tragédia na Bahia vira disputa política

Foto:(crédito: Reprodução/Redes Sociais)
Ao rejeitar ajuda argentina para atuar junto à população atingida pela devastação das enchentes, governo federal e baiano entram em rota de colisão. Rui Costa anuncia, nas redes sociais, aceitar auxílio de qualquer país e ignora o Planalto A tragédia das chuvas na Bahia, que até ontem deixou 25 mortos, mais de 500 feridos e aproximadamente 37 mil pessoas desabrigadas, saiu do campo humanitário para se tornar um novo ponto de conflito entre unidades da Federação e o governo federal. Da ajuda de R$ 200 milhões, considerada insuficiente, à folga do presidente Jair Bolsonaro no litoral catarinense entre passeios de jet ski, ida a um parque de diversões e visita a uma das lojas da rede de Luciano Hang — seu apoiador —, a destruição no estado incendiou o cenário político brasileiro, já convulsionado o bastante. E a temperatura subiu ainda mais com a recusa do governo brasileiro ao oferecimento da Argentina do envio dos Cascos Blancos — os Capacetes Brancos, grupamento especializado em resgates — para atuar nas regiões baianas afetadas pelas fortes chuvas. A rejeição sinalizada na última quarta-feira pelo Ministério das Relações Exteriores provocou uma nova rodada de críticas a Bolsonaro — ao ponto de o Itamaraty e o presidente irem às redes sociais, ontem, para dizer que agradeceram o oferecimento argentino e que, se preciso, aceitarão a ajuda. Segundo o MRE, a situação na Bahia "está sendo enfrentada com a mobilização interna de todos os recursos financeiros e de pessoal necessários". Hostilidades Isso, porém, não amenizou as hostilidades à postura do governo federal. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) encaminhou convocação do chanceler Carlos França para explicar as razões da recusa à ajuda argentina. Já o governador da Bahia, Rui Costa, tuitou avisando que, "apesar da negativa do governo federal, aceitará diretamente, sem precisar passar pela diplomacia brasileira, qualquer tipo de ajuda neste momento". Bolsonaro, porém, rebateu Costa. Na live de ontem à noite, disse que qualquer ajuda humanitária de outro país tem que ser aprovada pelo governo federal. O embaixador argentino no Brasil, Daniel Scioli, percebeu que o episódio tornou-se razão de confronto político e trabalhou para baixar a temperatura. Segundo ele, o que há é uma distorção da resposta do governo brasileiro à oferta da Casa Rosada. "O governo simplesmente agradeceu e disse que, caso fosse necessário, aceitaria a oferta", explicou. Sem restrições Segundo a professora de Direito Internacional da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) Maristela Basso, não há restrições para o governador da Bahia aceitar a oferta argentina. "O governador só não pode, em termos de relações internacionais, fazer empréstimos em dinheiro sem autorização do Executivo federal. Receber doações e ajuda é um imperativo ético de quem recebe e de quem doa", disse. A constitucionalista Vera Chemim ressaltou que a autonomia de Rui Costa para a tomada de decisão é assegurada pela Constituição. E que é dever do Estado garantir direitos como saúde, segurança e vida. "Não pairam dúvidas de que uma ajuda de outro país deve ser aceita de qualquer maneira, acima de qualquer sentimento de natureza político-ideológica", defendeu. Vinícius do Valle, doutor em ciência política pela Universidade de São Paulo (USP), enxerga uma clara reação ideológica ao oferecimento argentino. "A Argentina é governada por um presidente de centro-esquerda (Alberto Fernandez), que recebeu recentemente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Há, claramente, uma tentativa de não se associar com o governo argentino por questões ideológicas. Mas, ao mesmo tempo em que não aceita ajuda, o governo federal também não está ajudando", argumentou. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

PRF apreende carro que imitava veículo do filme 'Caça-Fantasmas'

Foto:(crédito: Divulgação/PRF)
O automóvel que remetia ao famoso filme da década de 1980 foi apreendido e autuado em péssimas condições pela Polícia Rodoviária Federal Próximo à região de Brazlândia, no Distrito Federal, um veículo chamou a atenção da Polícia Rodoviária Federal (PRF) enquanto transitava pela BR 080, na tarde desta quinta-feira (30/12). O VW/Quantum Family, de 1996, vermelho e com adesivos do filme Caça-Fantasmas, de 1984, foi apreendido em condições precárias. Mantido há mais de cinco anos pelo condutor de 36 anos, o carro era um hobby que remetia ao famoso filme da década de 1980. O volante foi inteiramente reconstruído pelo dono com uma corrente de moto e o câmbio de marcha preso a outra corrente, pendurada no retrovisor interno. O carro personalizado foi fiscalizado pela PRF que observou diversas ilegalidades. Pneus lisos, lanternas quebradas, lataria completamente enferrujada, além da falta de estepes e chave de roda. De acordo com os policiais, o indivíduo ainda fez a instalação de um dispositivo de iluminação giroflex ao lado de fora do teto do carro. Porém, o uso da funcionalidade é permitido somente a veículos de utilidade pública. Além do veículo inoperante para uso, o motorista não possuía carteira de habilitação e estava com o licenciamento vencido. Segundo a PRF, diante dos fatores constatados, o carro foi autuado e enviado para o pátio. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Bolsa brasileira encerra o ano no vermelho pela primeira vez desde 2015

ROSANA HESSEL A Bolsa de Valores de São Paulo (B3) foi um dos piores investimentos no país e também no mundo, refletindo as trapalhadas do governo Jair Bolsonaro (PL), tanto na condução da política econômica quanto no combate à pandemia. O Índice Bovespa (Ibovespa), principal indicador da B3, a bolsa brasileira, encerrou o último pregão do ano com alta de 0,69%, a 104.822 pontos, nesta quinta-feira (30/11). Apesar da leve recuperação, o IBovespa acumula perdas de 11,93% no ano. É a primeira vez que a B3 encerra no vermelho desde 2015 e o mercado de ações brasileiro conseguiu ter um desempenho pior do que os vizinhos Argentina e Chile. Conforme levantamento feito pela RB Investimentos. Enquanto o IBovespa encerrou no vermelho com queda de quase 12% no ano, o Índice Merval, da bolsa argentina, por exemplo, valorizou 63% de janeiro a dezembro. A bolsa chilena registrou alta de pouco mais de 3% no ano. Em Nova York, a Nasdaq, a bolsa das empresas de tecnologia norte-americana, valorizou 22,6% no ano e a Bolsa de Londres, 14,6%. “O brasileiro ainda investe muito no próprio país. Apenas 2% aplicam em ativos externos. No resto do mundo, esse percentual é bem mais alto”, destacou Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos. O especialista lembrou que a inflação foi cruel para os investimentos neste ano e praticamente todos perderam para o indicador do custo de vida, menos as bitcoins e as aplicações no exterior. Segundo ele, a inflação acabou contribuindo para as perdas na B3, pois os investidores mais tradicionais, que têm aversão ao risco, foram deixando o mercado de ações à medida que a taxa básica de juros (Selic) subia e ficava mais atrativa. “A antecipação do cenário eleitoral também foi pesando no aumento da desconfiança dos investidores, e isso aconteceu de forma direta, porque o governo procurou adotar uma posição mais populista, abrindo mão de buscar uma reforma administrativa e uma reforma tributária para buscar medidas que visam apoio no ano que vem”, afirmou Cruz. O dólar comercial encerrou o dia com queda 2,06%, cotado a R$ 5,57 para a venda. Fonte:https://blogs.correiobraziliense.com.br/

PMDF afasta major que chamou viatura pelo 190 para levar funcionário em casa

Foto:(crédito: PMDF/Divulgação)
Segundo nota divulgada pela corporação, a decisão de afastar o major de suas funções aconteceu para garantir a isenção e lisura no processo de apuração Nesta quinta-feira (30/12), o Comando-Geral da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) decidiu afastar o major Fábio Borges de suas funções na corporação, após ele chamar uma viatura pelo 190 para levar seu funcionário para casa. O caso foi revelado pelo Correio nesta quarta-feira (29/12). Em nota divulgada pela PMDF, a decisão aconteceu para garantir a isenção e lisura na apuração do caso. No comunicado, o Comando-Geral da PMDF também afirmou que será instaurado um processo legal para “apuração das circunstâncias em que teriam ocorrido os fatos”. Ainda de acordo com a nota, o subcomandante-geral não teria realizado qualquer ligação para o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom). Relembre o caso O fato ocorreu no dia 22 de dezembro. Segundo as informações divulgadas, por volta das 22h, o major teria ligado o 190 ordenando que uma viatura levasse um dos funcionários dele para casa, em Ceilândia. No primeiro momento, os PMs o questionaram e negaram o atendimento, contudo, Fábio teria usado um tom autoritário para afirmar que a ordem teria partido do próprio subcomandante-geral da PM. Entretanto, o comandante da equipe que estava na viatura afirmou ao major que, primeiramente, ligaria para o Copom para verificar a ordem. Em resposta, Fábio teria dito: “Pode falar com quem quiser, a ordem é do subcomandante-geral”. A situação gerou desconforto na corporação e resultou na homologação da ocorrência. Confira a nota na íntegra “A Polícia Militar tomou conhecimento do ocorrido e informa que, por determinação do Comandante-Geral, será instaurado o devido processo legal, para apuração das circunstâncias em que teriam ocorrido os fatos. Preliminarmente, já foi apurado que o Subcomandante-Geral não realizou qualquer ligação para o Centro de Operações da Polícia Militar - COPOM na data informada. O Major será afastado das funções no gabinete do Subcmt para garantir a isenção e lisura da apuração”. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Queiroga sobrevoa áreas atingidas pelas chuvas e anuncia mais R$ 12 mi para Bahia

Foto:(crédito: Ministério da Saúde)
Os recursos vão dar suporte ao estado na vigilância em saúde. Enchentes no estado baiano já deixaram, até o momento, 37,3 mil pessoas desabrigadas e 53,9 mil desalojadas O ministro da Saúde Marcelo Queiroga visitou, nesta quinta-feira (30/12), áreas atingidas pelas chuvas na Bahia. Durante o trajeto, o ministro afirmou que um grupo de médicos da Força Nacional deve chegar na região no começo da próxima semana e anunciou um novo repasse financeiro no valor de R$ 12,7 milhões ao estado. Os recursos vão dar suporte ao estado na vigilância em saúde com o aumento no número de cidades em situação de emergência por conta das fortes chuvas. "Na última terça-feira liberamos R$ 7 milhões, através de uma portaria fundo a fundo para não ter atraso. Já hoje, liberamos mais de R$ 12 milhões para dar um suporte na vigilância à saúde", anunciou Queiroga, em entrevista à TV Sudoeste. Além dos recursos, a pasta está enviando mais 28 kits chamados de "vigidesastres", com medicamentos, vacinas e outros insumos, para as cidades baianas atingidas. Segundo o ministério, esse quantitativo atenderá mais de 14 mil pessoas e se soma aos outros já entregues para a região. O ministro sobrevoou as áreas atingidas na região de Vitória da Conquista. "Sobrevoamos toda essa região, verificamos os estragos que a chuva provocou e estamos juntos trabalhando para levar assistência aos que sofreram em função da chuva. Vamos trabalhar seguindo as recomendações do presidente Jair Bolsonaro para que não falte nada aos nossos irmãos da Bahia", afirmou Queiroga. Com mais esse recurso liberado nesta quinta, o valor repassado pelo governo federal, por meio do Ministério da Saúde, à Bahia chega a R$ 19,7 milhões. Agora, 80 cidades baianas que decretaram situação de emergência, estado de calamidade pública ou reconhecimento de emergência por conta de enchentes e alagamentos estão contempladas com a medida. O valor provém do Fundo Nacional de Saúde e será repassado aos Fundos Municipais de Saúde dos estados afetados pelas inundações. Força-tarefa No início da semana, o Ministério da Saúde enviou técnicos da pasta para traçar um diagnóstico da situação e indicar a quantidade de médicos e enfermeiros necessária para atender cada cidade. Além disso, a pasta enviou medicamentos, vacinas, equipamentos e insumos. Até agora, a operação enviou mais de 4,2 toneladas de medicamentos básicos e insumos estratégicos, suficientes para atender a mais de 25 mil pessoas. Foram enviados também 5 milhões de insumos para controle de doenças como dengue, chikungunya e zika, além de 1 milhão de frascos de hipoclorito de sódio para tratamento de água. A Bahia recebeu 100 mil doses de vacinas contra a influenza, 40 mil doses de vacina contra hepatite A pediátrica e 10 mil doses de vacina antirrábica humana. A operação conjunta do governo federal une forças dos ministérios do Desenvolvimento Regional, da Cidadania e da Saúde, além dos governos estadual e municipais. Recusa de ajuda internacional As enchentes no estado baiano já deixaram, até o momento, 37,3 mil pessoas desabrigadas e 53,9 mil desalojadas. Foram registradas 24 mortes e 434 feridos. Segundo o governo estadual, 141 municípios foram afetados pelas chuvas. Do total, 132 estão em situação de emergência. 629 mil pessoas foram afetadas de alguma forma pelas inundações. Mesmo com a situação emergencial e caótica, o Ministério das Relações Exteriores negou autorização do envio de ajuda humanitária por parte do governo da Argentina às vítimas das enchentes na Bahia. O governo argentino havia se colocado disposto a enviar imediatamente ao sul da Bahia uma missão com profissionais especializados nas áreas de água, saneamento, logística e apoio psicossocial para as vítimas. Questionado por jornalistas, o governador Rui Costa classificou como “lamentável” a recusa do Governo Federal ao apoio oferecido pelo país vizinho. “Me dirijo a todos os países do mundo: a Bahia aceitará diretamente, sem precisar passar pela diplomacia brasileira, qualquer tipo de ajuda neste momento. Os baianos e brasileiros que moram aqui no estado precisam de todo tipo de ajuda. Estamos trabalhando muito, incansavelmente, para reconstruir as cidades e as casas destruídas, mas a soma de esforços acelera este processo, portanto é muito bem-vinda qualquer ajuda neste momento”, disse Rui Costa. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

quinta-feira, 30 de dezembro de 2021

Casal com 100 kg de maconha é preso

Foto:Divulgação
A mulher disse que buscou a droga no Mato Grosso do Sul e que receberia R$ 5 mil, para levar o entorpecente até Goiânia Um casal foi preso na madruga da última terça-feira (28) por tráfico interestadual de drogas em Goiás. Com eles, foram encontrados cerca de 100 kg de maconha. A droga seria distribuída no próprio estado e no Distrito Federal para as festas de ano novo. Segundo a Polícia Militar do Estado do Goiás, uma equipe do Comando de Operações de Divisas (COD) realizou a abordagem do carro do casal que transitava interestadual. Durante a conversa, a mulher apresentou nervosismo excessivo, com informações desconexas sobre a viagem. Ao revistarem o veículo, havia um forte cheiro da droga. O entorpecente foi encontrado dentro de duas malas. Diante do flagrante, a mulher disse que buscou a droga no Mato Grosso do Sul e que receberia R$ 5 mil, para levar o entorpecente até Goiânia, onde seria comercializada durante as festividades de final de ano. A ocorrência foi encaminhada para central de flagrantes de Chapadão do Céu. A polícia estima que a apreensão tenha causado um prejuízo de cerca de R$ 240 mil reais ao crime organizado. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Cantor de pagode é dado como morto em hospital de São Paulo

Foto:Arquivo pessoal
Era uma assistente social do hospital, pedindo que ela se dirigisse imediatamente à unidade, para falar sobre o marido Maurício Businari O cantor de pagode Paulinho Oliveira e sua esposa passaram por apuros no Hospital Municipal de São Vicente, no litoral de São Paulo, para conseguir provar que ele não estava morto. De acordo com laudo fornecido pela unidade, o cantor teria dado entrada no domingo (26) e morrido às 20h17, por decorrência de complicações causadas pela tuberculose. Prestes a ser registrada junto ao Ministério da Saúde, a declaração de óbito atestava que a causa da morte de Paulo Eduardo dos Santos (seu nome de batismo), de 41 anos, havia sido uma insuficiência respiratória aguda como consequência de uma tuberculose pulmonar. A esposa de Paulo, Jacira, 41, conta que na segunda-feira (27), saiu com o marido de carro, logo pela manhã, para comprar uma roupa nova para a filha de 9 anos usar no Réveillon. Por volta das 11h30, o seu telefone celular tocou. Era uma assistente social do Hospital Municipal da cidade, pedindo que ela se dirigisse imediatamente à unidade, para falar sobre o marido. “Como o irmão do meu marido está desaparecido já há algum tempo, pensamos que pudesse ser alguma notícia relacionada a ele e fomos até o hospital”, contou Jacira a reportagem. “Eu achei que podia ser algum engano, mas o Paulo insistiu em irmos até lá”. Jacira diz que deixou o marido aguardando no carro, no estacionamento, e caminhou até a recepção da unidade. Uma assistente social então se apresentou a ela e, com bastante cuidado, informou que o marido havia morrido na noite anterior, por causa da tuberculose. “Na hora eu fiquei sem ação. Se eu não soubesse que meu marido estava no estacionamento, me esperando no carro, acho que eu teria infartado e quem estaria morta era eu. Expliquei para ela que ele estava vivo, e ela pediu que eu o chamasse”, conta a dona de casa. “Quando ele chegou, a assistente social se espantou. Ainda não havia explicação para o que tinha acontecido”. Reconhecimento do corpo O casal contou para a mulher sobre o irmão do cantor, que estava desaparecido. Ela então pediu a Paulo que fizesse o reconhecimento do corpo, mas ele não quis entrar na sala. Diante do impasse, a funcionária fotografou o rosto do homem morto e registrado com seu nome. Nem Paulo e nem Jacira o reconheceram. “Eu não sabia quem era, não reconheci a pessoa”, contou o cantor ao UOL. “Mas o que me assombrou foi ler o atestado de óbito com todas as minhas informações ali. Número de CPF, de RG, nomes dos meus pais, endereço, telefone. Os dados eram meus, mas o corpo, obviamente, não. Fazia muito tempo que eu não passava pelo hospital. Há uns 5 anos, eu caí de moto, quebrei a perna e fui atendido na unidade, então eles tinham a minha ficha médica”. A assistente social chegou a questionar o cantor se ele havia perdido documentos recentemente e ele explicou que não, e mostrou os originais a ela. “Para a nossa sorte, foi o suficiente para comprovar o engano”, afirma Jacira. “A situação foi tão bizarra e surreal, tinha tudo para dar problema”, comentou Paulo. “Na noite anterior, no domingo, eu tinha feito um show e nós não dormimos em casa. Soubemos depois que uma assistente de saúde da Usafa do Parque das Bandeiras, bairro em que a gente mora, esteve em casa na segunda-feira pela manhã. Por sorte e obra de Deus, minha mãe não estava em casa, senão teria recebido a notícia. Ela é idosa, hipertensa. Dá para imaginar o susto que ela levaria?”, indaga o cantor. Apesar do caso ter sido divulgado nas redes sociais do artista com bom humor, em vídeos que explicam aos fãs o que aconteceu de fato, Paulinho Oliveira se diz preocupado com a situação do serviço público de saúde da cidade. “A situação da saúde aqui no município é lastimável, a gente tem que expor esses erros, até para que o serviço melhore. A gente paga impostos e o que tem em troca é um serviço péssimo”. Engano causado por homônimo Em nota, a Secretaria de Saúde de São Vicente (Sesau) informou que na manhã de domingo (26) o Samu foi acionado para atender uma pessoa em situação de rua. O socorro se deu às 9h24. Consciente, ele se queixou de falta de ar e, sem qualquer documento pessoal, identificou-se à equipe como Paulo Eduardo dos Santos. No Hospital Municipal, o paciente teve uma piora no quadro, vindo a morrer à noite, por insuficiência respiratória causada por quadro de tuberculose, conforme confirmado nos exames realizados. “Como de praxe, foi verificado no sistema informatizado que uma pessoa com o mesmo nome e idade já havia sido atendida no hospital. Com dados mais precisos disponíveis, a unidade contatou um familiar pelo telefone indicado na ficha, solicitando a comparecer ao hospital, onde foi confirmado que se tratava de um homônimo”, diz a Sesau, na nota. “Ressalta-se que os procedimentos adotados visaram a todo momento a identificação do paciente que faleceu. Por fim, foi gerada uma declaração de óbito sem nome. O corpo foi encaminhado ao IML para identificação documental e procura de eventuais familiares”, conclui o órgão, no comunicado. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Covid-19: DF registra 20 mil vacinados nesta quarta (29). Confira os locais:

Foto:Breno Esaki/Saúde-DF
Nas últimas 24h foram 705 vacinados da primeira dose, 4.699 da segunda dose e 14.925 da dose de reforço O GDF anunciou nesta quarta-feira (29), os dados dos boletins informativos sobre a vacinação no Distrito Federal, o documento revela o número de 2.305.855 vacinados da primeira dose, mais 2.072.173 pessoas que levaram a segunda dose, 58.390 da dose única e 379.658 da dose de reforço. Nas últimas 24h foram 705 vacinados da primeira dose, 4.699 da segunda dose e 14.925 da dose de reforço. A vacinação contra a Covid-19 começou no Distrito Federal no dia 19 de janeiro. Já foram recebidas 844.760 doses da vacina CoronaVac, que é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Além das 1.104.200 mil doses da vacina Covishield, desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca, 423.660 da Pfizer e 59.050 da Janssen. De acordo com a Secretaria de Saúde, a segunda dose da vacina CoronaVac deve ser aplicada entre 14 e 28 dias após a primeira. A pasta lembrou que devido ao curto espaço de tempo, a metade das doses recebidas foram reservadas para a segunda aplicação Confira os locais de vacinação:
Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Autoridades arrecadam mais de 7 toneladas de donativos para os municípios da Bahia

Foram recebidos alimentos não perecíveis (cestas básicas), produtos de higiene pessoal, limpeza, cobertores e garrafas de água potável No segundo dia da campanha de arrecadação para as vítimas dos díluvios que ocorreram na Bahia, na última semana, a Secretaria de Segurança Pública, Defesa Civil, PMDF, CBMDF e PCDF, conseguiram cerca de sete mil e duzentos quilos de mantimentos. Foram recebidos alimentos não perecíveis (cestas básicas), produtos de higiene pessoal, limpeza, cobertores e garrafas de água potável. A Campanha de arrecadação tem previsão de duração até o próximo domingo (2). As autoridades Pedem que as doações sejam entregues em qualquer unidade da PMDF, CBMDF, PCDF ou ainda na Sede da Defesa Civil (Setor de Industria e Abastecimento). As doações seguirão para a Bahia a partir da próxima semana. “A campanha basicamente consiste em a sociedade levar mantimentos para as unidades da Segurança Pública e vamos providenciar o recolhimento da forma mais rápida possível”, destaca o coronel da Defesa Civil, Deusdete Vieira. “É importante que o cidadão comum compartilhe com a gente também essa responsabilidade, a grande força dessa campanha é a sociedade interagindo com a gente”, destaca o militar. CBMDF no local O comboio do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) chegou em Vitoria da Conquista, na Bahia, onde auxiliará as populações atingidas pelas enchentes no Sul da Bahia. O Comboio seguiu direto para o 7º BBM, destacamento responsável pelas ações no local, na tarde desta terça-feira (28). Foram recebidos pelo Comandante do Quartel e também pelo Comandante da Operação de resgate. A equipe tem reunião de planejamento das ações ainda hoje e irão pernoitar no local. Pela manhã de quarta (29), preliminarmente a equipe do CBMDF fará deslocamento para Jequié, município distante aproximadamente 200KM de onde estão estabelecidos e serão concentradas as atividades das equipes. Ao todo, a equipe é composta por 20 militares, embarcados em dois caminhões 4×4 e quatro caminhonetes também 4×4 e mais quatro embarcações. Os militares enviados possuem especializações em salvamento e resgate e vasta experiência no Brasil e exterior (Brumadinho-MG, Haiti). Informações: Cel Vieira (61-983032953) Ten Walmir (61-982386214). Pedimos a gentileza de que seja observada a data de validade dos produtos e que as peças de cobertores e vestuário sejam entregues limpas e em embalagens plásticas. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Terceira parcela do reajuste dos servidores deve ser paga em abril

Foto:(crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Ao CB.Poder, o novo chefe da economia do Distrito Federal, José Itamar Feitosa, sinalizou com o acerto esperado pelos servidores, Além disso, o gestor abordou a expectativa e novos concursos e o compromisso em manter as contas em dias do Executivo O CB.Poder, uma parceria entre o Correio Braziliense e a TV Brasília, recebeu, ontem, o novo secretário de economia do Distrito Federal, José Itamar Feitosa. O então secretário executivo de Orçamento assumiu a pasta no último dia 24, após a indicação de André Clemente para a cadeira de conselheiro do Tribunal de Contas do DF (TCDF). À jornalista Samanta Sallum, o secretário destacou que há uma previsão de 28 concursos públicos ao longo do ano de 2022, totalizando a abertura de 15,7 mil vagas para novos servidores públicos no DF. Cerca de R$ 94 milhões do orçamento do DF serão utilizados para que essas contratações de vagas fixas sejam concretizadas. Qual é o valor total do orçamento do DF para o ano que vem? R$ 48 bilhões. Nós temos praticamente R$ 16 (milhões) no fundo constitucional e R$ 32 (milhões) do Distrito Federal. De onde vem esses R$ 16 milhões do Fundo Constitucional? O Fundo Constitucional é um aporte financeiro (da União) que nós temos desde 2003, quando foi formalizado, para atender despesas da segurança e um auxílio financeiro à área da saúde e a área de educação. Esse recurso vem então da União, do governo federal, porque é um recurso que está estabelecido pela Constituição por nós sermos a capital federal, é isso? Sim. Ele foi formalizado em 2003. Tem uma lei específica para isso, mas é, principalmente, por nós sermos capital mesmo. Quais são as áreas prioritárias nessa execução orçamentária que o senhor destacaria para 2022? Tudo é prioritário para a gente. Por exemplo, temos de pagar as nossas despesas obrigatórias. Estamos hoje com a nossa folha de pagamento em dia. O governador Ibaneis Rocha deu definições bem concretas para a equipe econômica e nós estamos aí com a folha quitada, com todos os contratos de terceirização em dia. Além disso, como todos podem ver, o Distrito Federal está cheio de obras. Na parte social também nós fizemos vários auxílios durante a pandemia e continuamos mantendo essas ações. Está tudo indo bem. Teremos dinheiro suficiente para saúde, segurança e educação? Teremos. Nós já temos. Desde o início de 2019, que nós estamos com dinheiro para suportar todas as despesas do governo. Não tem nada atrasado. Há uma expectativa de que a novela do pagamento da terceira parcela do reajuste prometida ainda no governo Rollemberg seja paga. O senhor pode adiantar quando será pago essa terceira parcela do reajuste dos servidores? Está fazendo sete anos já, mas nós, com bastante austeridade, estamos em condições de sanar essa demanda de 35 carreiras. A partir de abril, nós iremos pagar a terceira parcela. Essa terceira parcela beneficia então 35 categorias, essa é a recomposição salarial que teremos em 2022? Era uma promessa de campanha do governador Ibaneis, que ele está conseguindo cumprir agora. Nós tivemos um período complicado, como todo mundo teve, devido à pandemia. Ele gostaria de ter sanado essa promessa de campanha antes, mas, devido ao ano de 2020, que foi extremamente complicado, e o exercício financeiro de 2021 que estamos terminando, só conseguimos cumprir a partir de abril do ano que vem, mas vai ser cumprido. Secretário, esse orçamento para 2022 é maior do que o deste ano em cerca de R$ 4 bilhões. Como que o DF conseguiu ter esse incremento de recursos? A Secretaria de Economia tomou várias ações para que, durante esse período de pandemia, nós conseguíssemos manter a saúde, não só da população, mas também a saúde das empresas. Foram tomadas medidas de incentivos fiscais, a gente conseguiu não asfixiar o nosso setor econômico, conseguimos manter a nossa receita tributária e agora nossa receita tributária está ascendente. A população está consumindo e nós estamos conseguindo gerar uma arrecadação. Então, a nossa perspectiva para 2022 é que nós tenhamos uma receita tributária em uma ascendência, bem melhor do que nós tivemos agora em 2020. Essa ascensão começou neste ano, no final do primeiro semestre, e conseguimos fazer, com com todas as medidas que tomamos, conseguimos que a receita tributária aumentasse. Temos a perspectiva de novos concursos públicos em 2022? Há uma previsão de 28 concursos. Desses, nós temos concurso na área de segurança, saúde, educação e na área de gestão fiscal, além de várias outras áreas. Nós alocamos no orçamento R$ 94 milhões para suportar essas contratações no ano que vem. O senhor sabe se é para vaga temporária ou se para vagas fixas? São vagas fixas, são concursos mesmo para o quadro. O senhor estava falando das medidas, sobre conseguir manter a economia aquecida no DF neste último ano, apesar da pandemia. O comércio ficou muito desesperado e, por isso, o governo lançou dois pacotes ao longo do ano dentro programa de incentivo ao desenvolvimento econômico do DF e, ao todo, acho que foram 54 medidas do Pró Economia 1, que foi lançado em maio e o Pró Economia 2, que foi lançado recentemente. Que balanço o senhor faz dessas ações? Realmente o início desse exercício foi complicado, mas nós estávamos com o Pró Economia 1 todo pensado, tínhamos arquitetado ele e, quando vimos que ia ter um lockdown em março, houve até uma preocupação, mas nós conseguimos emplacar o Pró Economia 1 com 20 medidas. Naquele momento, nós procuramos privilegiar os setores que estavam sendo mais afetados para a economia. Aliado a isso também, nós conseguimos uma série de auxílios no governo que também ajudam a economia a se manter. E mais nessa área social? Teve o Cartão Gás, teve o Prato Cheio que nós aumentamos bastante a quantidade de beneficiários, teve o Sem Miséria. O que acontece é que, uma política pública chama a outra, é toda uma engrenagem que nós vemos, é uma política pública chamando a outra, gerando recursos, um incentivo a uma empresa para não asfixiar, para ela não parar também, que foi o que nós fizemos. Isso foi bem arquitetado, nós tivemos 20 medidas no início, nós tivemos o Refis em 2020 que, no montante que hoje está em R$ 3,1 bilhão, ele é maior que o somatório de todos os Refis anteriores." Só pra gente acompanhar, o Refis chegou a R$ 3,1 bilhões de dívidas renegociadas. O Refis foi o programa que permitiu que empresas e pessoas físicas renegociassem suas dívidas tributárias como ICMS, IPVA e IPTU. Esse Refis conseguiu atingir esse montante que foi recorde, é isso? Ele foi maior que o somatório de todos os Refis anteriores. Só para você ter uma ideia, nós conseguimos, até ontem, 41 mil beneficiários de pessoas físicas e tínhamos 11 mil beneficiários de pessoas jurídicas, isso aí rendeu para o Estado até agora R$ 771 milhões de pagamento à vista. Como é que o Refis funciona Secretário, a gente teve o Refis 2021 que o prazo de adesão dele foi até março deste ano. E agora, no final, o governo avaliou que seria necessário reabrir e realizar um novo Refis porque o que se encerrou em março deste ano não abrange o período das dívidas contraídas durante a pandemia. Então, isso é uma boa notícia que podemos dar, que vai ser reaberto agora em janeiro o novo Refis? De 10 a 31 de março. Será uma nova oportunidade para empresas e contribuintes poderem renegociar dessa vez as dívidas de até que data? Foram justamente as datas do período de 2019/2020, quando realmente a pandemia estava bem aí e as empresas tiveram bastante problema, aí nós conseguimos arquitetar mais esse outro Refis. E qual é a perspectiva de arrecadação e de renegociação de dívidas desse novo Refis? Em torno de R$ 1 bilhão. Uma outra medida que está para entrar em vigor em janeiro é também de grande impacto, que é a redução para 1% do ITBI, porque ele é 3%, mas vai ser por um período limitado, é isso, secretário? Isso, de janeiro até o final de março. E por que esse período de 90 dias, em específico? Para fomentar a atividade de construção civil. A atividade de construção civil aqui no Distrito Federal é bastante importante, ela emprega muita gente, então para fazer circular porque isso aí vai gerar muito emprego, vai gerar muitas coisas boas. Voltando à questão do concurso público, como as pessoas vão poder acompanhar o calendário, os editais, é pelo site do GDF? A Secretaria de Economia é o órgão central de concursos, então pode acompanhar pelo site da economia (economia.df.gov.br), lá vai ter informações a respeito dos concursos e cronogramas." 2022 é um ano diferente no sentido que ele é um ano eleitoral, e existem restrições, a legislação prevê normas específicas de gastos públicos em ano eleitoral e essa vai ser uma missão que o senhor vai ter que executar. Como está o planejamento e explique quais são essas regras de gastos públicos em ano eleitoral? Nós conseguimos estruturar um orçamento bom para 2022, conseguimos adequar toda a despesa do Distrito Federal neste orçamento. A partir de 1º de Maio, toda a despesa que nós fizemos, nós temos que deixar o respectivo valor em caixa para ser sanado. Realmente tem que ser um ano de bastante austeridade, bastante seriedade e um ano a despesa tem que ser controlada, porque, no final do exercício, nós temos que fechar as contas, (cumprindo) a Lei de Responsabilidade Fiscal. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Ômicron já representa 31% dos casos de covid-19 no Brasil, mostra levantamento

Foto:(crédito: Phill Magakoe/AFP)
Variante foi detectada em oito estados brasileiros, entre 1 e 25 de dezembro, de acordo com monitoramento divulgado pelo Instituto Todos pela Saúde O avanço da variante ômicron do novo coronavírus tem preocupado autoridades sanitárias em todo o mundo. No Brasil, ela já representa 31,7% dos casos confirmados da covid-19. Os dados são de um levantamento feito pelo Instituto Todos Pela Saúde. Segundo a análise técnica, dos 16 estados que enviaram amostras, 8 tiveram casos confirmados da variante no período entre 1º e 25 de dezembro. A pesquisa, divulgada nesta quarta-feira (29/12), usou 30,4 mil resultados de amostras enviados pelos laboratórios DB Molecular e Dasa. O método escolhido para a coleta foi o exame RT-PCR, no qual é colhida a secreção nasal dos pacientes. O relatório destaca que o índice de resultados positivos foi considerado baixo (2,1%) e que esse dado é positivo do ponto de vista do controle da pandemia no Brasil, de forma geral. Foto:Série histórica do levantamento criada pelo Instituto Todos pela Saúde (foto: Instituto Todos pela Saúde/Divulgação)
Mesmo assim, os cientistas alertam para a alteração na prevalência da variante Ômicron, que é mais transmissível. Embora a média geral esteja em um patamar aceitável para o momento, ela passou de 40% em alguns dias do período observado e chegou a 70% em 25 de dezembro. Para os autores do monitoramento, esse é um indício de que se precisa seguir atento e manter as medidas de proteção sanitária, como o uso de máscara e o distanciamento social. Isso tendo em vista, especialmente, a atual epidemia de gripe H3N2 no Brasil. Os dois vírus somados, podem levar a um novo colapso do atendimento médico-hospitalar, ainda que sejam menos letais que o coronavírus original. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Cantor sertanejo Yago, da dupla com Santhiago, morre após batalha contra linfoma

Foto:(crédito: Reprodução/Instagram)
O artista paranaense ficou famoso na internet por conseguir imitar a voz de outros cantores Mais uma baixa na constelação de estrelas da música sertaneja brasileira. O cantor Yago, da dupla com Santhiago, morreu nesta quarta-feira (29/12) após meses de luta contra um linfoma. A doença causou um pneumotórax que tirou a vida do artista de 29 anos. Yago estava internado no Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba, cidade onde mora com a família. A morte do cantor foi confirmada pela assessoria de imprensa da dupla. Pelas redes sociais, o perfil oficial dos artistas publicou uma homenagem. “A voz forte e marcante do nosso amado Yago agora está sendo aplaudida no céu”.
O velório do artista será nesta quinta-feira (30/12), a partir das 8h, na Capela 2 da Paróquia da Orleans, em Curitiba, Paraná. O sepultamento está marcado para às 14h. Yago e Santhiago ficaram famosos na internet após a publicação de vídeos da dupla imitando outros cantores sertanejos. Uma das publicações supera 4 milhões de visualizações. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Neonazista mata cachorro e ameaça servidores da Anvisa: "Vão pagar caro"

No final de um e-mail enviado ao órgão, o autor fez uma saudação nazista e escreveu 'Bolsonaro 2022' Um homem enviou um e-mail com uma série de ameaças aos diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na última segunda-feira (27/12). O caso foi divulgado pela jornalista Natuza Nery, do Globo News, que diz ter recebido um documento com as intimidações enviadas para servidores do órgão após a aprovação da vacinação contra covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. A jornalista leu trechos do e-mail durante programa exibido pela emissora nesta quarta-feira (29/12). “Essa pessoa (o autor) dá o nome e o CPF. E é um neonazista. Ele anexa um vídeo executando o próprio cachorro, enforcando o próprio cachorro, e diz ‘olha o que vai acontecer com vocês’. É assustador!”, conta a jornalista. Em outro trecho do e-mail, lido pela jornalista, o autor das ameaças diz que virá a Brasília "purificar a terra”. “Os senhores vão pagar caro! Irei me deslocar da minha casa, no Rio Grande do Sul, até Brasília, e irei purificar a terra onde a Anvisa está instalada usando combustível abençoado. O apocalipse se aproxima”, diz. “Ele dá o CPF, diz o estado onde mora, mas fala ‘estarei muito longe quando o ministro Xandão (Alexandre de Moraes) mandar os vagabundos parasitas da PF (Polícia Federal) aqui pra casa’”, lê a jornalista, que diz que o autor termina o e-mail fazendo uma saudação nazista e escrevendo "Bolsonaro 2022". Confira o vídeo: Bolsonaro investigado por intimidação As ameaças contra os servidores da Anvisa se intensificaram após a aprovação dos imunizantes contra covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. Em uma live no dia 16 de dezembro, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que pediu, extra-oficialmente, “o nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de cinco anos”. “Queremos divulgar o nome dessas pessoas para que todo mundo tome conhecimento de quem são essas pessoas e, obviamente, forme o seu juízo”, disse o presidente na transmissão. Mesmo com a repercussão negativa da declaração, Bolsonaro continuou reforçando o posicionamento. No dia 19 de dezembro, enquanto caminhava pela Praia Grande, litoral de São Paulo, o presidente disse para apoiadores que era “inacreditável” o que a Anvisa fez. "Criança é coisa muito séria. Não se sabe os possíveis efeitos adversos futuros. É inacreditável, desculpa aqui, o que a Anvisa fez. Inacreditável", disse o chefe do Executivo, em vídeo que foi postado nas redes sociais dele. Nesta semana, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou à Procuradoria-Geral da União (PGR) um pedido para que Bolsonaro seja investigado por suposta intimidação de servidores da Anvisa. A solicitação atende a um pedido do deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) que aponta o delito de incitação ao crime, previsto no Código Penal, por parte de Bolsonaro. "Quando o noticiado (Bolsonaro) afirma que irá divulgar os nomes dos servidores públicos, ele sabe, pois vem do ambiente político, que não se tratará de debate político e, sim, pessoal daqueles servidores. Deixa de ser a Anvisa a passar pelo escrutínio social e passam a ser seus servidores", disse o pedido do parlamentar. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Covid-19: DF registra 150 novos casos nesta quarta-feira (29/12)

Foto:(crédito: Ben STANSALL / AFP)
De acordo com o Boletim Epidemiológico desta quarta-feira (29/12), 150 novos casos foram notificados no Distrito Federal. No último documento, publicado na terça-feira (28/12), 93 pessoas testaram positivo para o vírus Segundo informações do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde (SES-DF), 150 novos casos da covid-19 foram notificados nesta quarta-feira (29/12). O número representa 57 infectados a mais do que os divulgados pela pasta na terça-feira (28/12), quando 93 pessoas testaram positivo. Além disso, a taxa de transmissão do novo coronavírus chegou a 0,85 nesta quarta. O número demonstra que um grupo de 100 pessoas podem infectar outras 85. De acordo com a última atualização da secretaria, a taxa estava em 0,83 na terça-feira (28/12). Vale ressaltar que a Secretaria de Saúde publica o boletim somente em dias úteis. Entre os diagnosticados desde o início da pandemia, 459,4 mil são moradores do DF, 29,7 mil de pessoas de Goiás, 6,6 mil de outros estados e 23,5 mil estão em investigação. Até o fechamento do documento oficial da pasta, às 17h, o Distrito Federal totalizava 11.105 mortes desde o início da pandemia do novo coronavírus. Dos mais de 11 mil óbitos em decorrência da doença, 10,1 mil eram de cidadãos da capital federal, 825 de Goiás e 134 vítimas de outros estados. O total de infectados no DF alcançou 519.346 mil diagnósticos positivos. Segundo a pasta, o DF teve um óbito por complicações da doença. A vítima era do sexo feminino, tinha mais de 80 anos e residia em Taguatinga. A morte ocorreu no dia 6 de dezembro, mas a confirmação em decorrência da covid-19 saiu nesta quarta-feira (29/12). Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/