A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Padre Moacir visita prefeito Hildo do Candango

Postado por  Moisés Tavares 
Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: ASCOM



A manhã desta terça-feira (30) foi marcada pela visita do padre Moacir gabinete do prefeito de Águas Lindas de Goiás Hildo do Candango, que acompanhado da primeira-dama Aleandra de Sousa, se mostraram muito felizes com a visita.
O prefeito Hildo agradeceu a visita e disse que pessoas como o padre são bem vindas ao município, por serem pessoas que trazem paz e além de terem sempre uma palavra de benção.
“Este é um momento muito feliz para todos nós, porque a visita do padre Moacir foi uma surpresa agradável. As portas dessa cidade estarão sempre abertas para o senhor padre”, disse Hildo.
O padre Moacir falou das inúmeras mudanças da cidade. “O prefeito está de parabéns, porque eu conheço essa cidade há muito tempo e cada vez que venho aqui me surpreendo mais. Hildo você está fazendo um ótimo trabalho. A população de Águas Lindas escolheu certo. Você é o homem certo para administrar esta cidade”, concluiu.
Ao final da reunião o padre rezou e abençoou a todos os presentes e disse ainda que Águas Lindas será uma cidade conhecida nacionalmente pelos grandes investimentos que aqui estão sendo feitos.
Estavam presentes os secretários municipais de Obras Vicente Manoel, de Saúde Eduardo Rangel, de Finanças Aderson Teixeira, de Cultura Vanderlei Blá, de Habitação Otávio Rodrigues, de Agricultura Maria Natália, de Educação Silvério Correa, de Administração Nilson Serafim, e de Meio Ambiente Lúcio Mauro. Além dos candidatos a deputado estadual Luiz Alberto Jiribita e do deputado distrital Washington Mesquita.


URGENTE: VICE DE GOMIDE RENUNCIA A CANDIDATURA:

Vice de Gomide renuncia à candidatura

ESCRITO POR DA REDAÇÃO - PUBLICADO EM .
TAYRONE-RENUNCIACandidato a vice-governador na chapa de Antônio Gomide (PT) ao governo do Estado, o vereador de Goiânia Tayrone di Martino renunciou à candidatura na tarde desta terça-feira (30), em pronunciamento na Câmara de Vereadores, por volta das 16h20.
Ele não concedeu entrevista sobre o assunto, mas argumentou, em sua fala, que a votação da mudança nas alíquotas do IPTU e ITU favoreceu a decisão. Ele disse ter votado contra o projeto da prefeitura "seguindo sua coerência". "O partido tomou outros caminhos na administração e não seguiu o jeito petista de governar", disse, ao citar que a sigla ficou conhecida  pelo orçamento participativo, e "hoje falta diálogo".
Tayrone também argumentou ter sofrido perseguições da sigla por sua postura.
CRÍTICAS DE PAULO GARCIA
Em entrevista na manhã desta terça-feira, à Rádio 730, o prefeito Paulo Garcia definiu a postura do vereador como uma "grande decepção". "Todos sabem que o vereador Tayrone foi da minha equipe, já foi meu assessor, tenho por ele um carinho especial, conheço ele desde a adolescência. É incompreensível uma atitude como a dele. Não é problema para a gestão. A gestão aprovou o projeto. É um problema de fidelidade partidária, que deve ser abordado na instância partidária, e o partido se posicionou", disse.
Segundo o prefeito, antes da votação das alíquotas do IPTU, conversou com o vereador pedindo a sua colaboração. "Em momento algum, ao telefone, ele abordou qualquer quesito em relação ao projeto. Ele me disse que não votaria porque não foi convidado a participar do debate com os segmentos empresariais. Me disse que não votaria porque estava insatisfeito com uma reivindicação sua no Cais Cândida de Moraes. Uma infantilidade, no meu ponto de vista. Além disso, imaturidade, talvez seja a juventude", completou. 
Fonte:Diário de Goiás

O asfalto já chegou nas ruas do Perola II

Postado por Moisés Tavares



Nesta tarde de terça feira o prefeito Hildo do Candango foi acompanhar de perto a impermeabilização asfáltica do Jardim Perola II. Parabéns senhor prefeito a população reconhece seu esforço, e dedicação a esta cidade.





A PARTIR DE HOJE, ELEITOR SÓ PODE SER PRESO EM FLAGRANTE

CÓDIGO ELEITORAL
A PARTIR DE HOJE, ELEITOR SÓ PODE SER PRESO EM FLAGRANTE
A PARTIR DE HOJE, ELEITOR SÓ PODE SER PRESO EM FLAGRANTE DELITO
Publicado: 30 de setembro de 2014 
56Por: 



(Foto: Shutterstock)
(Foto: Shutterstock)
A legislação eleitoral prevê que, a partir de hoje (30) e até 48 horas após o encerramento das eleições, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.
Caso haja eleição em segundo turno para presidente da República ou governador, previsto para o dia 26 de outubro, a proibição da prisão de eleitor passa a valer a partir do dia 21 de outubro e também vigora até 48 horas depois do encerramento da votação.
A determinação está no Código Eleitoral, art. 236, caput. (Lei nº 4.737/1965)
.(Paula Laboissière/ABr)

É proibido entrar na sessão eleitoral com celulares e tablets

Eleitores têm de ficar atentos a regras para celulares e tablets durante votação



fotos urna

O eleitor tem de ficar atento às regras da Justiça Eleitoral para o uso de celulares, smartphones e tablets no dia do pleito.
De acordo com a assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enquanto estiver votando, o eleitor deve deixar o aparelho em um móvel, próximo aos colaboradores responsáveis pela seção eleitoral.
A Legislação Eleitoral proíbe o eleitor de “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação, ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto”.
Ainda segundo a Justiça Eleitoral, o sigilo do voto também abrange ambientes virtuais e redes sociais, ou seja, é proibido publicar imagens ou fotos do voto e quem fizer isso pode sofrer sanções.
Segundo o TSE, não haverá revista de eleitores, mas as pessoas que desrespeitarem a legislação estão sujeitas a até dois anos de detenção.
Para o pesquisador de ciência e tecnologia do departamento de sociologia da Universidade de Brasília (UnB) Marcello Barra, apesar do intenso ativismo de eleitores nas redes sociais, quem busca burlar a legislação presta um desserviço à nação.
Barra lembra que a popularização dos smartphones trouxe um incremento no número de pessoas que passaram a interagir na discussão política. Segundo o especialista, o uso da internet tem modificado a forma como as pessoas entendem e participam da vida política do país.
Segundo o TSE, caso os mesários flagrem algum eleitor fotografando o voto, a orientação é que o episódio seja registrado em ata, identificando o eleitor. Caberá ao juiz eleitoral comunicar o fato ao Ministério Público Eleitoral para instauração de inquérito.
Fonte:Diário de Goiás

Debate dos candidatos ao GDF no JBr. é marcado por farpas trocadas entre propostas


Candidatos ao Governo do DF apresentam projetos e ataques em evento organizado pelo Jornal de Brasília
Carla Rodrigues, Daniel Cardozo, Millena Lopes e Suzano Almeida
redacao@jornaldebrasilia.com.br
A troca de farpas entre os candidatos ao Governo do Distrito Federal marcou o debate organizado pelo Jornal de Brasília, na noite de ontem. Os cinco postulantes ao comando do Palácio do Buriti compareceram e, entre uma proposta e outra, não pouparam os adversários, na reta final das eleições, que ocorre no domingo.
Logo no início do debate, Rodrigo Rollemberg (PSB) disse que evitaria as agressões, já que “a população não está interessada em baixarias”. Mas atacou o governador Agnelo Queiroz (PT) quando ele disse que o suplente do candidato do PSB - Hélio Gambiarra -, que é senador, é acusado de pedofilia. “É muita coragem sua fazer essa pergunta, Agnelo”, iniciou Rollemberg para dizer que a escolha do suplente foi, na verdade, do PT. “Eu fui pedir substituição dele, preventivamente. E você nada fez. As minhas atitudes falam por si. Tenho convicção de que você não pode dizer a mesma coisa”, atacou.
Assunto esticado até o fim
Em uma sequência de críticas e direitos de respostas, Agnelo e Rollemberg esticaram o assunto “Hélio Gambiarra” até o fim do debate. “Você recebeu a denúncia da vítima, falou para nós e expulsamos ele do PT”, respondeu o governador. 
“Agnelo, você está desesperado. Perdeu os argumentos. Se tiver denúncia comprovada, vou ao Conselho de Ética (do Senado) e peço a cassação. Agora você poderia ter tomado uma decisão política, mas foi fraco”, atacou o candidato do PSB.
Até o toninho...
Toninho do PSOL, ao perguntar ao governador se, reeleito, ele pretende manter as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), alfinetou: “Para mim, o programa de UPAs foi importado do Rio de Janeiro e tem interesses por trás”. 
Mais adiante, quando comentou o suposto superfaturamento do Estádio Nacional de Brasília, o candidato do PSOL voltou a atacar: “Pela prática de obras superfaturadas, dá para ver o que é o elefante branco chamado Mané. Proponho uma auditoria independente para ver quanto custou. O mesmo com o BRT. A empresa que fez a obra foi muito generosa com as candidaturas aqui”.
Adversários com discursos alinhados
Luiz Pitiman (PSDB), em claro alinhamento ao discurso da chapa de Jofran Frejat (PR), lembrou o escândalo de corrupção na Petrobras, em mais um ataque ao governo do PT. “Brasília está com fama de cidade onde as irregularidades acontecem e ninguém faz nada”, respondeu o substituto de José Roberto Arruda.
Em outro momento, Pitiman chamou a população para uma “retomada no desenvolvimento”, assim como discursava o ex-governador que desistiu da candidatura. “Ou mudamos a política e a forma de fazê-la ou vamos desanimar do Brasil”, disse o candidato tucano.
Na dobradinha, Frejat completou: “Precisamos mudar a política, trabalhar com propostas. Vamos continuar discutindo questões sem relevância ou vamos mudar as coisas?”, discursou.
Concorrente direto do tucano, que de acordo com as pesquisas os colocam empatados com não mais que 5% das intenções de voto, Toninho também teve de responder aos ataques de Pitiman, quando mencionou as obras do centro administração do GDF, como cópia fiel do projeto de Aécio Neves (PSDB), em Minas. “Dentro da sua ideologia é difícil entender o que é uma PPP (parceria público-privada)”, criticou.
O debate
1. No primeiro bloco do debate, os candidatos usaram o tempo disponível para considerações iniciais, discursando sobre seus currículos e propostas.  
2. Na segunda parte, os postulantes responderam a perguntas feitas por internautas e leitores do Jornal de Brasília.
3. O enfrentamento ficou para o terceiro bloco, quando eles foram sorteados para perguntarem aos concorrentes. 
4. No quarto bloco, os candidatos voltaram a fazer perguntas entre si.
5. Na quinta etapa, responderam a perguntas de entidades de classe do DF.
6. No último bloco, fizeram as considerações finais.
Saiba mais
Está previsto para esta terça, às 22h30, o último debate que será realizado antes das eleições do primeiro turno, promovido pela Rede Globo.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

GREVE Bancos em Goiás irão aderir à greve por tempo indeterminado

DIÁRIO DA MANHÃ
GUSTAVO PAIVA



De acordo com uma nota publicada no site do Sindicato dos Bancários do Estado de Goiás, foi decidido durante uma assembléia que aconteceu nesta Segunda-feira (29), que os bancários do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e da rede privada irão aderir à greve nacional por tempo indeterminado, começando na próxima Terça-feira (30).
Os bancários rejeitaram a proposta da Federação Nacional do Bancos (FENABAN) de um reajuste salarial de 7,35% e de 8% no piso. Os trabalhadores pedem 12,5% de reajuste.
"Além da proposta econômica ser insuficiente, os bancos não avançaram nas questões da garantia do emprego, metas abusivas, assédio moral, segurança, isonomia e outros itens muito importantes para os bancários", explica a nota.
Reivindicações dos bancários:
  • Reajuste salarial de 12,5%.
  • PLR: três salários mais R$ 6.247.
  • Piso: R$ 2.979,25 (salário mínimo do Dieese em valores de junho).
  • Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 724,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).
  • Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários.
  • Emprego: fim das demissões e da rotatividade, mais contratações, proibição às dispensas imotivadas, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PL 4330 na Câmara Federal, do PLS 087 no Senado e do julgamento de Recurso Extraordinário com Repercussão Geral no STF.
  • Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.
  • Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós.
  • Prevenção contra assaltos e sequestros: cumprimento da Lei 7.102/83 que exige plano de segurança em agências e PAB's, garantindo pelo menos dois vigilantes durante todo o horário de funcionamento dos bancos; instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento das agências e biombos em frente aos caixas; e fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.
  • Igualdade de oportunidades para todos, pondo fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, homo afetivos  e pessoas com deficiência.

Luiz Alberto Jiribita discursa para mais de 400 pessoas

Postado por Moisés Tavares


O candidato a deputado estadual Luiz Alberto Jiribita participa de reunião no Jardim Brasília com mais de 400 pessoas, a reunião foi na casa de Tiene e Paulinho.
A reunião contou com as presenças de varias autoridades municipais entre elas, o prefeito Hildo do Candango, a secretária de agricultura Maria Natália, os secretários Vicente Manoel, lucio Mauro, Adersom da Modelle, Silvério Correa e Nilson Formiga e os vereador Aluísio da Artec.
O candidato a deputado Luiz Alberto Jiribita falou das mudanças que Águas Lindas de Goiás está passando, que a cidade hoje já é outra e com os investimentos que já estão acontecendo transformará a vida de todos os moradores, trazendo saúde, segurança e saneamento básico e concluiu, nunca em sua história Águas Lindas recebeu tantos investimentos, resultado do trabalho de um gestor sério, honesto e trabalhador, que é o nosso prefeito Hildo do Candango.
























segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Nova pesquisa de intenções de voto mostra Dilma com 40,4%. Marina tem 25,2% e Aécio 19,8%

ELEIÇÕES »Nova pesquisa CNT/MDA para a Presidência mostra crescimento de Dilma e de AécioLevantamento é o primeiro da CNT que aponta a vitória da petista sobre Marina Silva no segundo turno. Tucano tira 5,4 pontos da distância para a ambientalista e está a 1 ponto percentual de um empate técnico no segundo lugar

Publicação: 29/09/2014 16:53 Atualização: 29/09/2014 17:05


Foi divulgada nesta segunda-feira (29/9) a nova pesquisa CNT/MDA de intenção de voto para a Presidência da República. O levantamento indica uma ampliação da vantagem de Dilma Rousseff (PT) sobre Marina Silva (PSB) no primeiro turno, assim como a perda da dianteira por parte da ambientalista em um hipotético embate contra Dilma no segundo turno.

Além de se distanciar da petista, a ex-senadora está ameaçada pelo crescimento de Aécio Neves (PSDB), que tirou mais de quatro pontos de desvantagem e encostou na ambientalista. A pesquisa entrevistou 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 unidades da federação de todas as cinco regiões do país, entre os dias 27 e 28 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

No primeiro turno, a pesquisa mostra Dilma com 40,4% das intenções de voto, ou 4,4 pontos a mais do que no levantamento da semana anterior. Marina aparece com 25,2%, ou 2,2 pontos a menos.


Os mesmos 2,2 pontos, mas de crescimento, levaram Aécio Neves (PSDB) a 19,8% da preferência do eleitorado. Agora, a diferença entre a segunda e o terceiro colocado é de apenas 5,4 pontos - na semana passada, o valor era de 9,8. Se a diferença cair mais um ponto percentual, os dois estarão tecnicamente empatados.

A candidata Luciana Genro (PSol) cresceu de 0,9% para 1,2%, enquanto Pastor Everaldo (PSC) caiu de 0,8% para 0,6% das intenções de voto. Os demais candidatos aparecem com 0,5%. Votos brancos e nulos somam 5,9%, e 6,4% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Segundo turno

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, essa é a primeira vez que a petista aparece à frente da socialista nos levantamentos CNT/MDA. Com 9 pontos de vantagem, Dilma tem 47,7% das intenções de voto, contra 38,7% de Marina. Na pesquisa anterior, da semana passada, as duas estavam tecnicamente empatadas: a petista tinha 42% das intenções de voto, enquanto a peessebista contava com 41%. 

Dilma também venceria um embate contra Aécio Neves, por uma diferença maior. A candidata à reeleição contra com 49,1% da preferência dos eleitores, contra 36,8% do tucano.

Em um cenário menos provável, de disputa de segundo turno entre Marina e Aécio, a peesebista tem 41,1% das intenções de voto, contra 36% do tucano. 

Avaliação do governo

Segundo a pesquisa CNT/MDA, 41% dos entrevistados consideram o governo ótimo ou bom. No levantamento anteior, o índice era de 37,4%. A avaliação negativa, por sua vez, teve uma ligeira queda, passando de 25,1% para 23,5%.

Nem todos irão mesmo para a Rede

Rede Sustentabilidade: Nem todos irão mesmo para a Rede

Mudanças no quadro partidário

Quase todos os candidatos brasilienses que se davam como comprometidos a migrar para a Rede Sustentabilidade, caso eleitos, dão agora sinais de recuo. Isso vale para dois dentre três aspirantes a uma cadeira de deputado federal e para três de quatro candidatos a distrital. Sua posição está vinculada a uma incerteza criada pela própria Marina Silva (foto), figura maior da Rede, após assumir a candidatura presidencial. ...

Tanto no caso da presidenciável quanto nos demais candidatos parte-se do reconhecimento de que o quadro partidário mudou após a morte do ex-governador Eduardo Campos e mudará muito mais caso Marina seja eleita. Ela precisará de uma base partidária ampla para governar e uma troca de filiação poderá complicar esse processo. Só depois de uma avaliação firme da composição do novo Congresso que sairá das urnas será possível tomar uma decisão. Marina Silva tem dito a interlocutores mais próximos que não migrará necessariamente para a Rede, caso seja criada.

Não tem volta

Os organizadores da Rede, entre os quais está um candidato a deputado federal pelo DF, dizem que o esforço pela Rede não tem volta. O partido sairá do papel e contará, no mínimo, com a simpatia de Marina. No máximo, com a filiação da presidente da República. Mas isso dependera, além do resultado da eleição, com a negociação política para formar o governo ou, no caso de derrota, para organizar uma nova força de oposição.

Reação negativa do hospedeiro

Teme-se ainda uma reação negativa do partido hospedeiro — pelo qual o marinista se eleger — ou do próprio eleitorado. Até o deputado José Antônio Reguffe, muito ligado a Marina e participante dos esforços pela Rede, tem dito que poderá ficar no PDT caso se eleja senador. No Distrito Federal, há partidários da Rede entre candidatdos do PSB e do PV, além do PDT.
Fonte: Coluna Do Alto da Torre. Por EDUARDO BRITO - 29/09/2014 - - 17:13:31

Acaba o Sequestro em Brasília

Após 7 horas de sequestro, suspeito de ameaça terrorista se entrega

Publicação: 29/09/2014 15:57 

Homem que ameaçou explodir hotel retira colete de mensageiro e se entrega à polícia - Gustavo Moreno/CB/DA Press
Homem que ameaçou explodir hotel retira colete de mensageiro e se entrega à polícia

O homem que fazia um refém desde as 8h30 desta segunda-feira (29/9) acaba de se render. Algemado ao funcionário do hotel, que retirou o colete com os suspotos explosivos, ele apareceu na sacada de um apartamento com as mãos para cima. A Polícia vai encaminhar o suspeito para a 5ª DP (Área Central). O refém, em estado de choque, será levado para o hospital.

De acordo com os negociadores, Jac de Souza Santos, 30 anos, chegou a pedir uma bandeira do Brasil. A polícia acaba de aumentar o perímetro de segurança nas proximidades do local. Agora, as pessoas têm de ficar a 100 metros do local. A distância foi aumentada por três vezes. Começou em 30m e passou para 60m no meio da manhã.

No momento da invasão, havia 300 pessoas no hotel. De acordo com o cozinheiro-chefe, que não quis dizer o nome, o homem teria feito check-in em dois quartos no 10º andar, por volta das 5h desta segunda-feira. Três horas depois, ele teria invadido o primeiro cômodo. Toda a área próxima ao hotel está interditada. O homem bateu nas portas dos quartos e pediu aos hóspedes que deixassem o hotel, pois era uma ameaça terrorista.

Fonte:Correio Braziliense

Homem anuncia ataque terrorista em hotel e faz um mensageiro refém


Hóspedes afirmam que o suspeito colocou um colete carregado supostamente com dinamites na vítima. Corpo de Bombeiros e Divisão de Operações Especiais (DOE) da polícia tentam negociar

Publicação: 29/09/2014 


O prédio do Hotel St. Peter, no Setor Hoteleiro Sul, foi esvaziado, na manhã desta segunda-feira (29/9), pelo Corpo de Bombeiros. Segundo o hóspede Ari Ferreira, 39 anos, um homem bateu na porta do quarto em que estava, no 13º andar, e anunciou um ataque terrorista. “Ele algemou um funcionário e colocou um colete de dinamites nele”, contou o administrador de empresas. O homem ainda entrou em outros cômodos e pediu que as pessoas saíssem. Ele informava a todos a necessidade de passar uma mensagem à imprensa.

Somente os hóspedes do 13º andar presenciaram o fato. No entanto, os bombeiros chegaram ao local e solicitaram a saída de todos, para negociar com ele. Embora tenham conseguido retirar as pessoas dos apartamentos e os funcionários, o mensageiro ainda é mantido como refém em um dos quartos. Também participam da ação a Divisão de Operações Especiais da Polícia (DOE) e o esquadrão anti-bombas do Bope.

Os irmãos Minotouro e Minotauro, lutadores de MMA (Artes Marciais Mistas, em português), estavam hospedados no hotel no momento da confusão. “Estava no 14º andar. O Corpo de Bombeiros falou que era um vazamento de gás e que precisávamos descer. Só quando chegamos embaixo do prédio que descobrimos o que realmente estava acontecendo”, afirmou Rodrigo Minotauro. O lutador está em Brasília para uma Feira Fitness.  
Fonte:Correio Braziliense

Candidatos à Presidência participam de debate






Marina acusa Dilma de financiar "empresários falidos" com BNDESDilma aproveitou pergunta direcionada a Marina para acusa-la de querer diminuir o espaço dos bancos público

Andre Shalders - Correio Braziliense
Publicação: 29/09/2014 

A candidata Marina Silva (PSB) aproveitou uma pergunta de Dilma Rousseff (PT) sobre o crédito subsidiado dos bancos públicos para acusar a gestão petista de financiar “meia dúzia de empresários” por meio do BNDES e de outros bancos públicos. “Essas pessoas não terão vez no meu governo”, disse Marina. “O que nós vamos evitar é aquele subsídio que vai para empresários falidos, para meia dúzia que são escolhidos como ‘campeões nacionais’. Essas pessoas não terão vez no meu governo”, disse a candidata do PSB. Entre outras empresas, o BNDES investe fortemente em empresas como o frigorífico JBS e a empreiteira Odebrecht.
“Candidata, não se pode usar dois pesos e duas medidas. Qual é realmente a posição da senhora sobre os créditos fornecidos pelos bancos públicos?”, havia perguntado Dilma, citando o programa de governo de Marina. “É interessante porque, no seu programa de governo consta justamente que a senhora vai reduzir o papel dos bancos públicos. Eu sei que a senhora não sabe o montante desse crédito. É de R$ 1,34 trilhão. Significa que toda a estrutura do Brasil – a produtiva e a social – está ligada a esse crédito”, disse a candidata petista na réplica.
Marina, por sua vez, classificou a réplica como “boato”, e “calúnia” contra sua campanha. “Eu não só vou manter o crédito dos bancos públicos para o ‘Minha Casa, Minha Vida’, para a agricultura, como vou fortalecer os bancos públicos. Isso é mais um boato que está sendo dito, de que nós vamos enfraquecer os bancos públicos. Vamos sim fortalecer”, disse a candidata do PSB.