PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO

PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO
PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO

sexta-feira, 29 de setembro de 2023

Gerente morre ao ser usada como escudo durante assalto a banco na Grande SP

 


Foto: Reprodução


A Polícia Civil investiga as circunstâncias das mortes


Uma gerente de banco morreu após ser usada como escudo pelo suspeito durante assalto a uma agência bancária quinta-feira, 28, em Poá, na Grande São Paulo. O suspeito, que tentava fugir com mais de R$ 30 mil, foi morto pela Polícia Militar. Outro funcionário do banco foi ferido, mas passa bem. A Polícia Civil investiga as circunstâncias das mortes.

O assalto aconteceu em uma agência do banco Itaú na Avenida Nove de Julho, na região central de Poá. Conforme a Polícia Civil, testemunhas disseram que um homem entrou desarmado na agência e se dirigiu à parte superior, onde teria conseguido pegar a arma de um vigilante. Após render os funcionários, ele começou a recolher o dinheiro, quando a Polícia Militar chegou.

De acordo com o delegado Eliardo Jordão, que investiga o caso, o homem tentava fugir com R$ 33 mil no momento em que a PM entrou na agência. Ao perceber a presença dos policiais, ele tomou a gerente como refém e a usou como escudo para descer a escada.

Houve tiroteio e três pessoas foram atingidas. A gerente Aline de Sousa Lira, de 34 anos, e o suspeito, de 27 anos, morador de Itaquaquecetuba, morreram no local.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e constatou os óbitos. Outro bancário atingido foi levado para o Hospital Guido Guida e está em recuperação.

O Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região postou mensagem de luto pela morte da gerente, que trabalhava no Itaú desde 2008. Em 2021, ela assumiu a gerência de atendimento ao cliente. Antes, havia trabalhado como vendedora em uma loja de varejo. A bancária era graduada em Letras e Pedagogia.

Em nota, o Itaú manifestou "pesar e consternação" pelo falecimento da colaboradora em decorrência do assalto. "O banco apoiará a família em todas as suas necessidades neste momento tão difícil e colabora com a polícia para elucidar o crime", disse.

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou em nota que os policiais foram acionados para ocorrência de roubo a banco, com disparo de arma de fogo. "Chegando ao local, os PMs encontraram o autor fazendo a gerente de refém. Ele atirou contra os policiais, que intervieram. O criminoso revidou e ele foi atingido, bem como a funcionária", disse.

Ainda segundo a SSP, as armas usadas foram apreendidas e a perícia no local foi realizada. O caso foi registrado como latrocínio e morte decorrente de intervenção policial na Delegacia de Polícia de Poá. "A Polícia Militar instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar todas as circunstâncias relacionadas ao fato", diz a nota.


Fonte:  https://www.dm.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário