CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA

CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA
CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA

sábado, 2 de dezembro de 2023

Pai é condenado a mais de 26 anos de prisão pela morte da filha de 2 meses que foi agredida pela mãe em Goiás, diz MP

 

Fachada do Tribunal de Justiça de Goiás, em Goiânia — Foto: Divulgação/TJGO

Homem foi condenado por homicídio no modo de omissão por não ter tomado providências para evitar o crime, em Nazário. Mãe da bebê era adolescente na época e atualmente cumpre a medida socioeducativa de internação.


Um homem foi condenado a mais de 26 anos de prisão pela morte da filha de 2 meses, em Nazário, na região central do estado, segundo o Ministério Público de Goiás. O órgão explicou que a bebê morreu depois de ser sacudida e agredida pela mãe e que o pai, Gabriel Lucas Passos, foi condenado na omissão imprópria por não ter tomado providências para evitar o crime.
O crime aconteceu em 2022 e Gabriel foi condenado na terça-feira (28), depois de passar por júri popular. Ao todo, ele foi condenado a 26 anos, 8 meses e 10 dias de prisão. Já a mãe da bebê, que na época do crime era adolescente, cumpre a medida socioeducativa de internação, que foi fixada em 3 anos, desde 26 de outubro de 2022.
g1 não conseguiu localizar a defesa de Gabriel e da mãe da bebê para um posicionamento até a última atualização desta reportagem.

Crime

De acordo com o Ministério Público, na denúncia oferecida pelo promotor de Justiça Eduardo Silva Prego é explicado que, no dia 12 de setembro de 2022, o casal e uma terceira pessoa estavam em um bar e, no local, consumiram bebidas alcoólicas e drogas. O órgão ainda pontua que, no bar, a bebê teria começado a chorar.

Segundo narra o MP, mais tarde, foram para casa e a bebê voltou a chorar. Neste momento, a menina foi sacudida e agredida pela mãe, o que causou a morte da criança.

A denúncia acrescentou ainda que o pai não impediu que a mãe agredisse a bebê, de modo que as agressões provocaram hematomas em várias partes do corpo dela e a levaram à morte.



Fonte: https://g1.globo.com/




Nenhum comentário:

Postar um comentário