PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO

PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO
PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO

sábado, 30 de dezembro de 2023

Veneno usado para matar mãe e filho foi comprado pela internet

 

Amanda Partato Mortoza: veneno usado para matar mãe e filho foi comprado pela internet

A perícia confirmou que a substância apontada na nota fiscal era a mesma encontrada nos alimentos

A Polícia Civil de Goiás concluiu o inquérito sobre as mortes de Leonardo Pereira Alves, de 58 anos, e Luzia Tereza Alves, de 86, mãe e filho vítimas de envenenamento em Goiânia. A investigação confirmou que a autora do crime foi a advogada Amanda Partato Mortoza, de 31 anos.

Passo a passo da compra de veneno

A Polícia Civil confirmou que Amanda comprou o veneno pela internet. A compra ficou provada através de um documento que tinha como endereço a casa dela, em Itumbiara. A perícia confirmou que a substância apontada na nota fiscal era a mesma encontrada nos alimentos.

As vítimas morreram em 17 de dezembro, após terem vômito, diarreia e dores abdominais, horas depois de um café da manhã com Amanda. O laudo da perícia apontou que as mortes foram causadas por uma substância altamente tóxica introduzida em dois bolos de pote consumidos durante a refeição.

A advogada foi presa em 20 de dezembro e está detida na Casa do Albergado, em Goiânia. Ela nega as acusações.

Família envenenada e morta

Um composto de Óxido Inorgânico é a substância que teria sido usada por Amanda Partata Mortoza suspeita de envenenar o ex-sogro e a mãe dele no domingo dia 17. Esse composto inodoro e incolor é muito usado pelas industrias, sua comercialização é liberada.

Segundo a perícia essa substância não tem fácil dissolução, por este motivo foi descartado que tenha sido misturado ao suco de uva oferecido às vítimas. As análises indicaram que o óxido inorgânico teria sido misturado aos alimentos sólidos.

A autópsia nas vísceras das vítimas tinham alterações compatíveis com as ações descritas na advertência da ingestão dessa substância.

Durante uma coletiva de imprensa anterior, a Polícia Técnico-Científica (SPTC), a chefe do Laboratório de Análises Clínicas e Toxicólogicas, Mayara Cardoso, explicou, que no organismo, o composto de óxido inorgânico é facilmente absorvido pelas membranas mucosas, como o trato digestivo, seus sintomas de envenenamento inclui: vômitos, diárreia, dano no sistema digestivo, lesão cardíaca, lesão renal degeneração do fígado com alterações agudas em todos os órgãos internos.

Fonte: https://www.dm.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário