PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO

PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO
PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO

sexta-feira, 29 de dezembro de 2023

Mulher morta pelo namorado no Natal é velada sob comoção e revolta

 

Mulher morta pelo namorado no Natal é velada nesta quinta  - (crédito: Ed Alves)

Patrícia foi morta a facadas pelo namorado na tarde de Natal. Autor do crime está preso

Dezenas de pessoas se reuniram, na tarde desta quinta-feira (28/12), para dar o último adeus a Patrícia Nascimento Feitosa, 44 anos, vítima de feminicídio. A mulher foi morta a facadas pelo namorado, José da Luz Bento da Conceição, 41, após uma festa de Natal.

Patrícia foi velada no começo desta tarde no Cemitério Campo da Esperança de Taguatinga. O sepultamento foi às 15h. Em clima de comoção e revolta, familiares e amigos clamaram por Justiça. Edileuza Mendes, 43, amiga de Patrícia, não se conforma com a maniera com que a vida da vendedora foi tirada. “Ele foi um covarde, cometeu um ato cruel. E tudo o que queremos é que ele pague pelo que fez. Se dizia bom, enganou a todos e esperou para fazer isso”, desabafou.

No enterro, compareceram os seis filhos e os seis irmãos de Patrícia. O filho mais novo da vítima tem 4 anos.

Crime

Patrícia foi morta a facadas pelo namorado na tarde de Natal. O autor discutiu com a mulher em uma festa e foi para a casa, na QNN 3 de Ceilândia Norte. Patrícia permaneceu no evento e, depois, seguiu para a residência, onde o casal continuou a brigar. Em posse de uma faca, ele desferiu golpes contra a vítima, que morreu no local.

José foi preso depois de se apresentar na 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro) com cortes profundos no pescoço e nos dois pulsos. Aos agentes, inicialmente, ele não contou que havia matado a companheira, mas revelou que "queria morrer", pois havia descoberto que tinha sido traído por Patrícia.

Desconfiados da versão, agentes da 15ª DP foram ao endereço de José. No local, os policiais encontraram o corpo de Patrícia numa poça de sangue. Depois, José confessou aos socorristas que o atendiam na delegacia que assassinou a companheira. Disse aos bombeiros que pegou uma faca na cozinha e deu vários golpes na barriga dela. Patrícia deixa seis filhos. O assassino foi encaminhado ao Hospital de Base e, depois, preso.

Fonte:  https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário