CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA

CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA
CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA

segunda-feira, 2 de outubro de 2023

Casal de golpistas que enganava idosos é preso no DF

 

Golpistas em agência de banco - (crédito: PCDF)


Os criminosos instalavam um mecanismo para travar o cartão das vítimas nos caixas de autoatendimento e conseguir se aproximar e persuadir os clientes com ajuda e orientações enganosas


Foi preso, no último sábado (30/9), um casal integrante de uma associação criminosa especializada em crimes de furto, mediante fraude e estelionato, na modalidade retenção e troca de cartões das vítimas, em sua maioria idosos. A ação ocorreu pelos Policiais da 1ª Delegacia de Polícia, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça do DF.

Segundo as investigações, o grupo atuava em todas as regiões do Brasil e, entre os meses de agosto e setembro, praticou golpes nos estados do Rio de Janeiro, Paraná, Espírito Santo, Goiás e no Distrito Federal.

Os criminosos instalavam um mecanismo para travar o cartão das vítimas nos caixas de autoatendimento e conseguir se aproximar e persuadir os clientes com ajuda e orientações enganosas, com o fim de realizar o suposto bloqueio do cartão retido na máquina, conforme explicou o delegado-chefe da 1ª DP, Antônio Dimitrov.

“A mulher golpista se aproximava das vítimas, começava a dar orientações para realizar o suposto bloqueio do cartão e fornecia um telefone falso de uma central de atendimento. Do lado de fora da agência, um comparsa orientava a vítima a digitar os dados no terminal. Nesse momento, a criminosa anotava os dados, enquanto a vítima realizava a suposta operação. Em seguida, a mulher distraía a vítima, enquanto um comparsa entrava na agência e subtraia o cartão da máquina, deixando outro no local”, detalhou o delegado.

De posse do cartão e dos dados, o grupo realizava transações bancárias para contas de laranjas ou compras de produtos de alto valor. O mesmo casal aplicou um golpe, em julho deste ano, contra uma vítima que estava numa agência bancária da Asa Sul, causando um prejuízo de R$ 15 mil.

A partir de então, a delegacia passou a investigar o grupo, que atuava em todo o território nacional e, no sábado, a equipe conseguiu realizar a prisão do casal quando vinha para Brasília para cumprir regras relacionadas ao benefício da liberdade provisória, uma vez que os envolvidos usufruíram de favor legal em um processo relacionado ao mesmo tipo de crime.

Cumpridas as formalidades legais, a dupla presa foi recolhida à carceragem da PCDF, onde permanece à disposição da Justiça.


Fonte:   https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário