CAMPANHA ENTORNO GOIÁS

CAMPANHA ENTORNO GOIÁS
CAMPANHA ENTORNO GOIÁS

domingo, 8 de outubro de 2023

JESUS ESTÁ À DISPOSIÇÃO

Por Roberto Veloso



“E, tendo nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém, Dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo.” (Mateus, 2:1-2)


A vinda do Messias era esperada, mas, erroneamente, imaginavam a sua chegada para as coisas terrenas. Os judeus que estiveram quatrocentos anos de escravidão no Egito, depois foram cativos para a Babilônia e, por último, estavam subjugados ao império romano aguardavam a presença de um rei com poderes militares.


Acontece que o plano de Deus para a humanidade, com o envio de Cristo, é a salvação espiritual. A vida eterna. A vinda do Messias representa justamente o cumprimento dessa promessa. Deus mandou o Seu Filho para a salvação do pecado. 


“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João, 3:16)


Muitos foram os sinais do nascimento de Jesus Cristo. Um deles foi a gravidez de Isabel, mulher de Zacarias e prima de Maria, para que se cumprisse a profecia: 


“A voz do que clama no deserto, preparai o caminho do Senhor, endireitai no ermo vereda a nosso Deus.” (Isaias, 40:3)


Depois a anunciação feita pelo anjo Gabriel a Maria, quando disse que ela engravidaria pelo Espírito Santo. Maria, grávida, ao visitar sua prima Isabel, João Batista estremeceu no ventre materno, fazendo Isabel exultar de júbilo.


Lucas nos relata que uma multidão de anjos veio adorar a Jesus no seu nascimento e tal fato foi presenciado por pastores de ovelhas.


“Havia, naquela mesma região, pastores que viviam nos campos e guardavam o seu rebanho durante as vigílias da noite. E um anjo do Senhor desceu aonde eles estavam, e a glória do Senhor brilhou ao redor deles; e ficaram tomados de grande temor.” (Lucas, 2:8-9)


Um fenômeno, todavia, teve repercussão mundial: a estrela do oriente. Três magos a viram e foram a Jerusalém adorar a Jesus Cristo. Esse sinal nos mostra que desde o nascimento, Jesus é anunciado a toda gente. E os magos, apesar de não possuírem origem judaica, atenderam ao chamado e foram procurar o Mestre para adorá-lo.


O comportamento dos magos estrangeiros deve servir de exemplo a nós nos dias atuais. Devemos procurar a Jesus Cristo. A diferença é que não precisamos fazer grandes viagens para encontrá-lo. Ele está tão próximo que pode ser achado tateando:


"Para que buscassem ao Senhor, se porventura, tateando, o pudessem achar”. (Atos, 17:27-28) 


Jesus Cristo está à nossa disposição, basta querermos encontrá-lo e tê-lo como nosso Senhor e Salvador.


É Mestre e Doutor em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Pós-Doutor em Direito Penal Tributário pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e, além disso, é professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e do Centro Universitário UniEURO.


Foto: Alberto Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário