CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA-INFRAESTRUTURA

CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA-INFRAESTRUTURA
CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA- INFRAESTRUTURA

quinta-feira, 14 de março de 2024

Homem que viveu com "pulmão de ferro" por 70 anos morre de Covid

Reprodução/Instagram

Vítima contraiu poliomelite em 1952, quando ficou paralisado do pescoço para baixo; Paul entrou para o Guinness em 2022


Morreu na segunda-feira, 11, aos 78 anos, Paul Alexander, o homem que viveu por mais de 7 décadas dentro de um "pulmão de ferro". A morte foi em Dallas, nos Estados Unidos, e causada por complicações da Covid-19.

Após contrair poliomielite aos 6 anos, em 1952, Paul ficou incapaz de mover seu corpo abaixo do pescoço. Complicações o levaram a depender de um pulmão mecânico para respirar. Ele conseguia movimentar apenas sua cabeça, pescoço e boca.

Paul Alexander foi reconhecido pelo Guinness em 2022 pelo uso contínuo mais longo de um ventilador de pressão negativa, ou "pulmão de ferro", desde 1952 devido à paralisia pulmonar causada pela poliomielite. A necessidade do aparelho surgiu durante uma epidemia da doença em Dallas, onde morava, conforme documentado pelo Guinness.

O educador norte-americano Christopher Ulmer, que faz entrevistas com pessoas com deficiência em seu canal no YouTube, lamentou a morte de Paul.

“Paul, sua falta será sentida, mas sempre lembrada. Obrigado por compartilhar sua história conosco”, escreveu.

“Paul foi para a faculdade, tornou-se advogado e autor publicado. Sua história viajou muito, influenciando positivamente pessoas ao redor do mundo. Paul foi um modelo incrível que continuará a ser lembrado", complementou.

Fonte:  https://www.dm.com.br/

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário