CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA-INFRAESTRUTURA

CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA-INFRAESTRUTURA
CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA- INFRAESTRUTURA

quarta-feira, 13 de março de 2024

Menor aprendiz denuncia funcionários de Agência do Trabalhador por assédio sexual

 

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Eles foram exonerados três dias após o caso ser denunciado


Dois funcionários de uma Agência do Trabalhador são investigados por assédio sexual após denúncia de uma menor aprendiz. A adolescente, de 15 anos, afirma que o gerente do estabelecimento público teria apalpado os seios da vítima.

O servidor comissionado teria abraçado a adolescente e a chamado de “meu amor”. Ele também teria oferecido carona à vítima.

No mesmo dia, um outro funcionário teria se aproximado, também por trás, e beijado o pescoço da jovem. Eles foram exonerados três dias após o caso ser denunciado.

Os dois suspeitos são investigados pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), que já instaurou inquérito e analisa as imagens do momento. O nome dos suspeitos e a unidade da agência não serão divulgados para evitar que a adolescente de 15 anos seja identificada.

A vítima trabalhava na agência há um mês. Conforme a investigação, os dois suspeitos tiveram condutas “isoladas” dos demais servidores da unidade em momentos distintos.

Nota Sedet

Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet), responsável pela Agência do Trabalhador, confirmou que recebeu a denúncia contra uma das menores aprendizes e que abriu processo administrativo contra os dois servidores comissionados.

Segundo a pasta, a denunciante e a família têm recebido atendimento psicológico e jurídico. A adolescente ainda pode ser transferida de setor ou de unidade caso queira.

“A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda considera inaceitável tal ato e repudia, veementemente, toda e qualquer ação contra a dignidade humana. Reforça ainda o alerta a todas as mulheres para que denunciem agressores, assim como foi feito pela menor aprendiz”, concluiu a nota.


Fonte:   https://www.dm.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário