CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA

CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA
CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA

quarta-feira, 6 de março de 2024

Delegado se torna réu após denúncia de estupro contra modelo trans

 

O crime aconteceu em janeiro, após o delegado oferecer uma carona para a vítima


A Justiça recebeu a denúncia promovida pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), em desfavor do delegado, Kleyton Manoel Dias.

O delegado se tornou réu após ser acusado de estuprar a modelo e miss trans Jade Fernandes, de 23 anos, e dirigir embriagado após eles saírem de uma boate, em Goiânia. O crime aconteceu no dia 5 de janeiro deste ano.

Foto: Redes Sociais. Foto: Redes Sociais

Na decisão, o juiz Liciomar Fernandes da Silva determinou que o acusado cumpra as seguintes medidas cautelares:

  • Entrega do documento de passaporte;
  • Comparecer em juízo até o dia cinco de cada mês para comprovar suas atividades;
  • Não se ausentar da comarca por mais de cinco dias, sem autorização do juiz;
  • Proibição de manter contato com testemunhas por todo e qualquer meio.
  • Proibição de aproximar-se e manter contato com a vítima e/ou seus familiares, além de manter uma distância mínima de 200 metros;

O MP denunciou o investigado pelo crime de estupro, que consiste em constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar, ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso. A pena para o crime de estupro pode chegar a dez anos de reclusão.

Atualmente, Kleyton é titular do 2º Distrito Policial, em Goiânia. Porém, conforme a decisão, ele deve ser afastado do cargo. A defesa do delegado tem o prazo de dez dias para o oferecimento de resposta à acusação.

Em nota, a Polícia Civil afirma que ainda não foi notificada sobre a decisão.

"A Polícia Civil de Goiás informa que, até o momento, não foi notificada da decisão judicial. E, tão logo o seja, tomará as providências cabíveis para seu escorreito cumprimento."

Fonte:  https://www.dm.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário