CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA

CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA
CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA--INFRAESTRUTURA

terça-feira, 2 de janeiro de 2024

PM teria matado homem no trânsito em legítima defesa, afirma corporação

 

Nas redes sociais, amigos lamentaram a morte de Cledson - (crédito: Reprodução/Instagram)

Segundo a PMDF, Cledson Caldas iniciou a confusão na lanchonete. Já no trânsito, atacou o carro do policial Bruno Correa, que sacou a arma e efetuou disparos. Familiares e amigos da vítima pedem justiça. PCDF e Corregedoria da PMDF investigam

Na madrugada deste domingo (31/12), um policial militar identificado como Bruno Correa baleou e matou um homem, de 44 anos, em Ceilândia. Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), a vítima, Cledson Caldas, iniciou a confusão em uma lanchonete, onde encontrava-se exaltado, importunando funcionários e clientes do local.

Testemunhas disseram que acreditavam que Cledson estaria armado. O policial militar, que estava com a esposa e um casal de amigos no mesmo lugar, chegou a falar com Cledson, orientando que ele se acalmasse e saísse da lanchonete. 

Bruno alega que ambos deixaram o local e, ao pararem em um semáforo, Cledson, que havia iniciado a confusão, deu um soco no vidro, começando a gritar que o mataria. Cledson levou a mão até a região da cintura e o policial acreditou que ele sacaria uma arma de fogo e cumpriria sua ameaça.

"Temendo por sua vida, de sua esposa e amigos que estavam no carro, o policial agiu, efetuando dois disparos, um dos quais atingiu o homem", disse a PMDF, em nota.

Após o ocorrido, o policial ligou para o 190 pedindo apoio e, em seguida, se dirigiu, espontaneamente, para a 15ª Delegacia de Polícia (DP). O caso está sob apuração da Policia Civil do DF (PCDF) e da Corregedoria da PMDF.

Correio ainda tenta contato com familiares e amigos para apurar o outro lado. Nas redes sociais de Cledson, amigos lamentaram sua morte e cobraram justiça. "Que não fique impune... quem fez isso destruiu sonhos, destruiu uma família e o coração de vários amigos", afirmou uma amiga.

Fonte:  https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário