A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

quarta-feira, 30 de março de 2022

Homem suspeito de invadir casas para cheirar e vestir calcinhas responde em liberdade

O suspeito ainda se masturbava com as peças e as colocava onde encontrou logo depois. Ele chegou a ser preso, mas agora responde em liberdade Na cidade de Prainha, oeste do Pará, câmeras de segurança flagram um homem que invadiu uma casa para não só cheirar, como também vestir calcinha de moradoras. O suspeito ainda masturbava-se com as peças íntimas e as colocava onde encontrou logo depois. Na última sexta-feira, 25, ele chegou a ser preso, porém agora responde em liberdade. Pelas imagens, é possível identificar o suspeito de bermuda e sem camisa retirando uma calcinha do varal e a cheirando diversas vezes. Então, segundos depois, aparece utilizando a peça íntima da cor branca. Por conta das invasões, a comunidade o apelidou de “cheirador de calcinha”. Proprietário da casa invadida, Nicodemos Carvalho dos Santos disse que a atitude do homem já acontece há 10 anos, e que a esposa já foi uma das vítimas. Ainda segundo ele, a família precisou se mudar ao menos três vezes para fugir do suspeito. A casa fica localizada na comunidade Boa Vista do Cuçari, zona rural do município. “Há mais de 10 anos que estamos sendo abusados por esse cara. Fomos obrigados a mudar de casa duas, três vezes por causa desse maníaco. Ele entrava em casa, usava as roupas da minha esposa, se masturbava e deixava as roupas imundas na corda. Um cara que faz uma coisa dessas é doido ou está pedindo para morrer” disse Nicodemos em entrevista ao g1. A Polícia Civil do Pará informou, por meio de uma nota, que o caso é investigado pela delegacia do município de Monte Alegre, no oeste do Pará, por meio de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). O suspeito está respondendo em liberdade pelos crimes de invasão de domicílio e perseguição psicológica. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário