A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

sábado, 26 de março de 2022

Mulher que estava grávida na hora de dar à luz a filha de quase 5kg

Foto: Nathália Silva do Nascimento/Arquivo pessoal
Sem saber que estava grávida, a jovem começou a sentir desconforto na barriga e suspeitou que estava com pedra nos rins Na última quarta-feira, em Campo Grande, a jovem Nathália Silva do Nascimento, 26, levou um susto ao descobrir a gravidez somente na hora do parto. Sem saber que estava grávida, no meio da madrugada, a mulher começou a sentir desconforto na barriga e suspeitou que estava com pedra nos rins, porém, na realidade, ela estava em trabalho de parto. Nathália correu até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), assustada com as dores que iam e viam com mais intensidade. No atendimento, a jovem relatou que foram feitas diversas perguntas e as enfermeiras cochichavam antes de dar o “diagnóstico”. “As enfermeiras falavam: ‘que isso, ela não está com pedra nos rins, ela está grávida’. As dores estavam bem frequentes, já tive pedra nos rins e as pessoas falam que elas [pedra nos rins] voltam. Fiquei com medo e fui ao posto. Começaram a fazer exames e escutaram os batimentos. Eu estava em trabalho de parto”, comentou Nathália em entrevista ao g1. A mulher entrou em choque e totalmente assustada ao saber que as dores eram causadas pela filha que estava chegando. Ela foi encaminhada para a Santa Casa, onde que deu à luz. Conforme relembra Nathália, o momento ficará eternizado na mente dela. Sem saber da gravidez, consequentemente, a moça não tinha roupas para a bebê, que nasceu às 15h de quarta-feira, 23, pesando 4,920kg. Nenhum sinal Ao longo da gestação, Nathália não teve nenhum sinal ou dores, e achava que as contrações eram pedras nos rins. Ela também disse que tomou anticoncepcional durante todo o período e não percebeu o aumento da barriga por ter engordado. “Eu sempre tomei anticoncepcional, com bastante frequência e emendava um no outro, então não notei que estava grávida. Enquanto a barriga crescia, minha mãe e eu achávamos que estava engordando mesmo, estava comendo muita bobeira”, explicou. “Minha primeira gravidez foi muito diferente, senti dor, senti incômodos, meu corpo mudou. Na hora de ter o parto do meu primeiro filho, eu não tive contrações”, disse ela, que já era mãe. Vitória “Depois do susto imenso, não poderia ser diferente. As pessoas me perguntavam o nome e eu não poderia dar um nome diferente para a minha filha, então escolhi Vitória”, explicou A mãe da Vitória relembrou o momento com humor. Com a filha nos braços, a jovem diz estar feliz com o novo presente. “Conversei com assistente social e psicóloga, estou me sentindo mais segura. Estou bem aliviada. Eu tenho uma rede de apoio, minha mãe e meus familiares estão me ajudando. Estamos felizes com a nossa Vitória”, finalizou Nathália. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário