A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

sexta-feira, 25 de março de 2022

Frases do mendigo

Foto: Reprodução
Após entrevista, morador em situação de rua ganhou a internet com seu jeito charlatão e frases bem descritas “Sou a única vítima de um convite maravilhoso, do qual vivi todos os prazeres possíveis.” Foi assim que Gilvaldo Alves, de 45 anos, descreveu o momento passado com Sandra Mara Fernandes, de 33 anos, no último dia 9. Seria mais uma fala normal, se o homem não fosse um dos protagonistas da história que movimentou a internet há duas semanas. Gilvaldo é o morador em situação de rua espancado pelo personal trainer Eduardo Alves, de 31 anos, após ter sido flagrado tendo relações sexuais com a esposa do profissional, em Planaltina. O homem ainda disse não ter se arrependido de ter se envolvido com a mulher e disse que “não fez nenhum mal” para ser agredido. Ao narrar os acontecimento, Gilvaldo utiliza de uma exagerada literalidade e até saudosismo, dizendo coisas como “ela tirou a roupa e era a coisa mais maravilhosa e linda no corpo de mulher. Perfeita, realmente perfeita”. As falas foram registradas em entrevista para o Metrópoles. Veja algumas frases curiosas do amante: “Eu disse: ‘moça, você não está entendendo, eu sou morador de rua e não posso pagar nem um hotel’. Então eu pude ouvir daquela boca doce: ‘Não pode ser no meu carro?’. Então eu disse: ‘Agora você me calou. Se você nunca calou um homem, você conseguiu agora. Se você me quer, me leva para algum lugar’.” “Sou um amante das mulheres, tenho certeza que delas viemos, para elas vivemos, com elas sofremos e depois morremos. Se for ruim com elas, vai ser muito pior (sem elas).” “Estava de noite, totalmente escuro. Não dava para ver nada. Os carros, quando passava, refletiam um pouco. Mas a fumaça dentro do carro, da queima daquele amor… acontece que, do nada, uma mão deu um murro na janela, no lado do motorista” “Eu fui muito feliz até aquele instante arrebatador em que passei a ser vítima da agressão e dor da qual ainda sinto. Nunca mais eu vou conseguir me libertar, nem do prazer que a vida me proporcionou através dela, como igualmente da dor que a vida através de outra pessoa que apareceu me fez sentir.” “Não posso me arrepender porque não posso voltar atrás, se eu pudesse eu não olharia para trás, para aquela voz doce e suave falando: ‘moço, moço, moço’” “Parabéns, cuide de sua esposa, ela precisa de carinho e cuidado.” Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário