A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

segunda-feira, 7 de março de 2022

Professor de Planaltina é encontrado morto com corpo carbonizado

Foto:Reprodução/Redes sociais
Vítima de um assassinato, o professor Denes Marlio Lima Neres, 26, foi encontrado com o corpo carbonizado, no sábado (5/3). Piauiense, ele veio para Brasília em busca de emprego Vítima de um assassinato, aos 26 anos, o professor de inglês do Centro de Ensino Médio 1 (CEM 1), de Planaltina (DF), Denes Marlio Lima Neres foi encontrado com o corpo carbonizado, no sábado (5/3), em Planaltina (GO). A notícia foi divulgada neste domingo (6/3) pelo Sindicato de Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF). "É com muita tristeza e pesar que o Sinpro-DF comunica o falecimento do professor Denes Marlio Lima Neres, vítima de assassinato", diz um trecho da nota. Segundo o sindicato, o educador foi visto pela última vez na terça-feira (1º/3), em Planaltina (GO), quando saiu de ônibus para Brazlândia, para visitar a prima. Desde então, era procurado por amigos e familiares. A diretora da escola Nedma Guimarães, 50, diz que Denes saiu da casa da amiga, com quem morava, com mochila, bermuda, blusa de frio e sandália para pegar um ônibus. "Ele avisou que voltaria na noite de terça ou quarta-feira, mas não se sabe o que ocorreu nesse trajeto", informa. Nedma conta que o rapaz era professor em uma escola particular de Teresina-PI e largou o curso de Psicologia, terceira faculdade que cursava, para tentar uma nova vida no DF. "Ele era muito estudioso e aplicado, falava de tentar coisas novas", relata. "Eu abria o armário dele, e já tinha atividades para dar aula", acrescenta. A diretora descreve Denes como uma pessoa tranquila e reservada. "Tudo era novo para ele em Planaltina, tanto que conversava com os professores dizendo que estava esperando sair o primeiro pagamento para alugar um imóvel no DF. Seria mais fácil para ele, porque o transporte de Planaltina GO para cá é cheio", finaliza Nedma Guimarães. Segundo a diretora do Sinpro atuante nas escolas de Planaltina, Consuelita Oliveira do Nascimento, Denes veio em busca de uma oportunidade de emprego. "Ele fez o último concurso para professor substituto, que aconteceu em dezembro, para contratação temporária na rede pública. Chegou em busca de novas e melhores condições, mas, infelizmente, sua vida foi interrompida", lamenta. Consuelita diz que o educador morava com uma amiga, que já havia trabalhadora no Centrão (CEM 01), enquanto esperava o primeiro salário. Diante da situação, a família do professor, amigos e a comunidade escolar do Centrão pedem ajuda para que o corpo possa ser levado para Teresina-PI, onde moram a mãe e irmãos do educador. A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil do DF para saber detalhes do caso, mas ainda não teve retorno. O espaço segue aberto para manifestações. Como ajudar? Para contribuir com o traslado do corpo, as doações podem ser feitas pelo PIX de Analija Maria da Silva, cunhada do professor. O comprovante de transferência do PIX pode ser enviado para Nedma Guimarães (telefone 99940-5215), gestora do Centro de Ensino Médio 1 (CEM 1), conhecido como Centrão, onde o professor deu aula. PIX para transferência: 02361768380 Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário