A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

quarta-feira, 2 de março de 2022

Bebê fica ferido no rosto depois de ser atacado por cachorro em restaurante no ES

Foto: Reprodução
A mãe de Miguel, que está grávida, passou mal. A avó da criança contou que a tutora do animal pagou o atendimento médico do menino No último sábado, 26, um menino de um ano e oito meses foi atacado por um cachorro durante um almoço com a família em um restaurante de Vila Velha, Grande Vitória. O bebê ficou com o rosto machucado. “Ontem meu filho pegou meu neto para passear e foram para esse bar. No bar tinha uma família lá com o cachorro. Meu neto estava no pula-pula e quando viu um caminhão passando na rua foi gritando ‘papai, papai, olha o caminhão’, e passou perto do cachorro. E foi aí que o cachorro abocanhou o rosto do meu neto”, disse a avó do menino, Elisangela Cristina Fernandes. Ainda de acordo com a avó, a família ficou desesperada após o ataque. “Ele caiu no chão com a boca toda sangrando. Hoje está com lábios cortados, tem cinco cortes, não precisou dar ponto, mas está muito inchado. Por pouco não fura o olho dele. Ele é uma criança que come bastante e até agora não comeu nada. Ele não consegue nem fechar a boca, porque está inchada demais”, explicou a avó ao g1. A mãe de Miguel, que está grávida, passou mal. A avó da criança contou que a tutora do animal pagou o atendimento médico do menino. “No momento que aconteceu o dono do estabelecimento não estava, apenas funcionários. A dona do cachorro pagou o atendimento, mas não é suficiente. Alguém tem que se responsabilizar por isso. Meu neto está sem se alimentar, sem beber água por conta dos ferimentos. A mãe dele passou mal. Isso não é certo”, frisou a avó. Em nota, a dona do animal, que pediu para ter a identidade preservada, lamentou o acidente. Ela falou o cachorro se assustou quando o menino se aproximou por trás do animal. A dona do restaurante disse que não irá se pronunciar sobre o caso, mas que está em contato com ambas as famílias. De acordo com a Prefeitura de Vila Velha, os animais em vias públicas devem portar coleira de identificação e estar acompanhados de maior de 16 anos. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário