CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA-INFRAESTRUTURA

CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA-INFRAESTRUTURA
CAMPANHA DE UTILIDADE PÚBLICA- INFRAESTRUTURA

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

Família antivacina perde ação sobre cirurgia cardíaca de criança

Foto:iStock/Getty Images
A criança precisa passar por uma cirurgia delicada no coração, no entanto, os pais não permitiram a operação no hospital Sant’Orsola Nesta terça-feira, 8, um tribunal de Modena, na Itália, se pronunciou sobre o caso da cirurgia de um menino em Bolonha e negou o pedido dos pais que solicitavam que a criança só recebesse sangue de doadores não vacinados contra a Covid-19. A derrota na justiça foi confirmado pelo advogado Ugo Bertaglia. A criança precisa passar por uma cirurgia delicada no coração, no entanto, na última semana os pais não permitiram a operação no hospital Sant’Orsola, já que queriam garantia de que o sangue usado não fosse de pessoas vacinadas e que, por essa razão, desejavam que o hospital aceitasse a doação de pessoas antivacina indicadas por eles. Entretanto, a instituição sanitária informou que não seria possível, uma vez que o sangue doado passa por uma série de critérios técnicos e de segurança, além de ser sempre anônima, com o que há de mais compatível com o paciente, Os responsáveis do menino não aceitaram a explicação e entraram na Justiça questionando a medida. Nesta terça, o juiz tutelar deu razão ao hospital. Segundo o advogado, o magistrado disse que há “garantias de absoluta segurança do sangue fornecido pelo hospital”, assim, fez com que a objeção dos pais, que por motivos religiosos queriam que o sangue fosse de não vacinados, fosse superada. Conforme os médicos, a criança, que não teve a idade revelada, precisa passar pelo procedimento cirúrgico urgentemente. De acordo com dados do Ministério da Saúde da Itália mostram que mais de 91% da população com mais de 12 anos já deu inicio ao ciclo vacinal contra a Covid-19; 88,4% tomaram as duas doses; e 83% receberam as três. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário