A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

sábado, 26 de fevereiro de 2022

Tipo batom na cueca --Quem é a autoridade que pode ser presa assim que se desincompatibilizar?

Eminente advogado afirma que a possível prisão nada tem a ver com política-eleitoral, e sim com corrupção das mais bravas Qual será a “autoridade” que, sem foro privilegiado, poderá ser presa brevemente? Não se sabe com precisão. Porém, renunciando ao mandato, em 2 de abril deste ano, o político ficará inteiramente vulnerável e à mercê de juízes de primeira instância. Tal político teria envolvimento — tido como batom na cueca —, a partir de uma prefeitura importante de Goiás, com alta corrupção na área de Saúde. Comenta-se que teria uma retirada mensal de 700 mil reais. E mais: empresários que quiserem pegar a escritura dos lotes onde suas empresas estão instaladas, no distrito industrial do município, têm de pagar entre 500 mil e 800 mil reais. Empresários que se recusam a pagar a propina não recebem as escrituras. Para piorar a situação da “autoridade”, há comentários, cada vez mais fortes, de que estaria comprando imóveis nas principais ruas comerciais da cidade em conluio com uma figura estelar do setor imobiliário. Voltando ao processo da Saúde: um eminente advogado, com causas no Superior Tribunal de Justiça e no Supremo Tribunal Federal, sustenta que as evidências de corrupção na Saúde são gigantes e incriminam a “autoridade” e um “aliado”. “O juiz só não mandará prender se não quiser. E não adianta o provável ‘preso’ dizer que a detenção resultará de razões de natureza política. O que há, de fato, é corrupção das mais bravas”, afirma o jurista. “Um advogado examinou o processo e concluiu: ‘É o popular batom na cueca’.” Fonte:https://www.jornalopcao.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário