A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Advogada é derrubada a socos por bandido em SP; vídeo

A mulher, que prefere não ter ser identificada, diz estar traumatizada com o ataque e que busca maneiras de identificar os responsáveis No último sábado, 19, quando uma mulher de 53 anos caminhava em uma rua de Santos, litoral de São Paulo, um bandido a agrediu com um soco durante um assalto. A advogada, que prefere não ter sua identidade revelada, diz estar traumatizada com o ataque e que busca maneiras de identificar os responsáveis. “Eu fui abordada por três homens em bicicletas, que me cercaram. Quando eu percebi, dei meia volta e tentei correr, me senti em um verdadeiro arrastão”, relata a advogada. O momento do assalto foi registrado por câmeras de segurança. A principio, o vídeo mostra a vítima correndo na direção oposta dos homens para fugir. No entanto, um quarto suspeito estava escondido e a derrubou no chão com um soco. “Um dos garotos me deu um soco no rosto. Eu caí e cortei o pé. Minha reação foi correr”, contou ao g1. Ela afirma que gritou repetidas vezes “pega ladrão”, mas ninguém apareceu para ajudá-la. Além dos hematomas e corpo dolorida, a mulher também teve ferimentos nos pés devido ao tombo após ser surpreendida pelo soco. Os ladrões ainda conseguiram levar alguns pertences da advogada, e fugiram em seguida. De acordo com ela, o grupo se dividiu em dois, e cada um seguiu por um caminho diferente. Entretanto, pouco tempo depois, um dos envolvidos retornou ao local de bicicleta e roubou a carteira da mulher, que continha um celular e um cartão bancário. “Estou traumatizada, porque moro nesse bairro desde que nasci, e estou surpresa com a violência”, afirma a vítima. Depois de se recuperar do roubo, ela foi à delegacia para prestar depoimento e registrar o boletim de ocorrência. No intuito de ajudar nas investigações e captura dos assaltantes, ela decidiu buscar imagens de câmeras de segurança de edifícios próximos a cena do crime. “Os porteiros disseram que isso acontece quase todos os dias, e que chamaram a polícia quando viram a movimentação. A viatura só apareceu duas horas depois”, afirma ela. “A polícia me falou que eu não deveria estar andando nessa rua, porque, se é uma rua pequena, ela não deveria ser utilizada”, afirma. A mulher descobriu, no momento em que foi cancelar o cartão, que os bandidos já haviam gastado uma pequena quantia. “Pegaram o meu cartão, consumiram em um quiosque no Canal 4 e apagaram todos os meus contatos”, relata. O caso foi registrado como roubo na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos. O caso segue em investigação. Veja o vídeo abaixo Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário