A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

Depois de ser mergulhada em cimento em Goiânia, gata fica cega

Foto: Reprodução/ Instagram
Apesar do quadro de saúde estável, o animal ainda está internado em uma clínica veterinária e não possui previsão de quando receberá alta No último sábado, 19, um grupo de protetores de animais de Goiânia socorreu uma gata que foi mergulhada no cimento. De acordo com o grupo, a felina, que vivia nas ruas, ficou cega. O suspeito do crime ainda não foi identificado. Apesar de apresentar um quadro de saúde estável, o animal ainda está internado em uma clínica veterinária e não possui previsão de quando receberá alta. Foi um morador que encontrou a gata já em estado grave e entrou em contato com o grupo protetor de animais. Os agentes fizeram o resgate da felina, que foi nomeada Eva, e a acolheram apesar de não terem verba para custear o tratamento naquele momento. Por conta dos maus tratos e do cimento, Eva nem conseguia mais se mexer. “Amigos, recebemos esse pedido de ajuda e nos informaram que jogaram cimento. O caso é bastante grave. Se não for socorrido logo, vai morrer”, disse o grupo, através das redes sociais, logo quando recebeu o pedido para ajudar o animal. “Mas não vamos virar as costas”, acrescentou. Devido a grande quantidade de cimento, até o sexo da gata foi confundido. Eva chegou a ser batizada como Dengo antes da remoção do produto de seu corpo. A felina chegou a sofrer risco de morte por conta do grande volume de cimento. No hospital veterinário, o quadro de saúde de Eva foi considerado grave. “Infelizmente, quem fez isso, além de ter causado sofrimento enorme para ele, ainda o deixou cego. Ele tem cimento por todo seu corpinho, está muito fraco, totalmente desidratado. Não iria aguentar muito tempo”. O animalzinho apresentou melhoras no domingo, depois de receber os atendimentos veterinários iniciais. “Passou a noite estável, está comendo muito bem e mantendo bem sua temperatura. Como vocês podem ver, depois dessa atrocidade que sofreu, ficou cego”, disse o grupo. Cegueira Conforme a ONG, a cegueira foi causada recentemente por maus tratos. “Não foi um acidente”, afirmou o grupo. Os protetores, no entanto, ainda não sabem informar se a condição é temporária ou irreversível. “Ao que tudo indica é irreversível. Assim que [Eva] estabilizar, nós vamos levá-la a um oftalmologista”, informou a associação. Eva já tomou alguns banhos e passou por algumas tosas. Entretanto, a remoção do cimento duro é dolorosa para ela, logo, precisa ser realizado com paciência e muito cuidado. Apesar da crueldade sofrida e das limitações por esta causadas, a gata consegue se alimentar sozinha e não teve a audição afetada, bem como informou a clínica veterinária. Repercussão A situação de Eva comoveu rapidamente as redes sociais. Em apenas um post do Twitter, que relatava o caso, houve mais de 18 mil compartilhamentos e 31 mil curtidas. Graças a solidariedade dos internautas que fizeram doações, o Grupo de Protetores de Animais Goiânia está conseguindo arcar com o tratamento do animal. Segundo o grupo, o responsável do crime permanece desconhecido. A associação ressaltou que apesar do costume de denunciar os crimes à polícia, a prioridade é sempre salvar a vida dos animais. De acordo com os protetores, não se sabe ainda quem é o responsável pelo crime. A associação afirma que costuma denunciar os crimes à polícia, mas a prioridade é sempre salvar a vida dos animais. A Polícia Civil investiga o caso. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário