A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Gêmeas atiram em funcionário de restaurante por hambúrguer de 3 dólares

Foto: Divulgação/Departamento de Polícia de Wauwatosa
A vítima sente-se surpresa com o fato de conseguir andar e falar depois da situação. As irmãs foram presas por tentativa de homicídio Em um Winsconsin, Estados Unidos, um funcionário de um restaurente foi baleado no rosto por duas irmãs gêmeas. O caso, que aconteceu em janeiro, teria sido motivado por conta de um pedido incompleto. As informações são do jornal norte americano New York Post. A vítima, Anthony Rodriguez, 26, era o único atendente do estabelecimentos por volta da meia noite do dia 30 do último mês, quando as irmãs chegaram no local e reclamaram que estava faltando um hambúrguer de 3 dólares. “Elas duas chegaram e disseram que não iam pagar pelo pedido porque um hambúrguer de 3 dólares estava faltando, e colocaram a sacola com a comida na minha frente. Eu disse ‘tudo bem, vou levar a comida, já que vocês não vão pagar por ela’, então eu joguei fora”, disse ele. Anthony pediu para as irmãs, Breanta e Bryanna Johnson, saíssem do local, mas elas se recusaram e apelaram para a violência. Em seguida, a vítima disse que foi jogada no chão antes de levar um tiro no rosto. “Nunca na minha vida achei que eu levaria um tiro naquela situação”, afirmou. O atendente, pai de um menino de 2 anos, relata que não se lembra da dor, mas sim de ter ficado muito assustado. A bala chegou até mesmo a atingir sua coluna “Lembro de ter ficado tão aterrorizado que pensei comigo mesmo ‘Então é aqui, e deste jeito, que eu vou morrer'”, relembrou. Rodriguez perdeu muitos dentes e ainda sofreu uma fratura na espinha. Segundo ele, ainda há fragmentos da bala em sua garganta. Anthony sente-se surpreso com o fato de conseguir andar e falar depois da situação. As irmãs foram presas por tentativa de homicídio. Breanta e Bryanna estão sob uma fiança de U$ 100 mil. Não se sabe se poderão recorrer em liberdade “Eu espero muito que elas recebam o julgamento que merecem, porque o que elas fizeram comigo foi completamente desumano”, completou. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário