A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Gato paraplégico recebe cães em festa de aniversário em SP; vídeo

Foto: Arquivo pessoal
A festa foi para celebrar a vontade de viver, apesar das dificuldades, já que o animalzinho não tem os movimentos das pernas No litoral de São Paulo, uma família de Praia Grande comemorou os cinco anos de vida do gatinho de estimação com uma festa de aniversário. A comemoração foi muito especial para Felipe, o gato que também é influencer nas redes sociais. A festa foi para celebrar a vontade de viver, apesar das dificuldades, já que o animalzinho não tem os movimentos das pernas. A festinha aconteceu no último dia 19, em uma área de lazer pública. A tutora de Felipe, a artesã de 47 anos, Tathiane Luz, contou ao g1 que além de celebrar os cinco anos do gato, a família também comemorou os seus três anos de adoção. O tema do evento foi “marinheiro”, já que, de acordo com as donas, Felipe é “apaixonado por barcos, e fica deslumbrado quando vê um”. A decoração foi toda preparada pelas mãos de Tathiane, e contou com bordados, bandana, chaveiros de patinhas como lembrancinhas aos convidados. O bolo era feito especialmente para animais, já que a maioria dos presentes eram cachorros. Amigo de Felipe, um furão também marcou presença em seu aniversário. Alguns seguidores do gatinho também compareceram ao evento. Administrada por uma das tutoras e filha de Thatiane, Rafaela Varela de Freitas, 17, a página conta com quase quatro mil seguidores e fala do dia a dia de Felipe. O perfil @meunomeegato foi criado, inicialmente, para mostrar a vida de outro pet de Rafaela, o Gato, que já faleceu. “Hoje, a conta é usada para mostrar as aventuras do Felipe, e como ele é feliz e ama viver”. Apesar da deficiência, Felipe “odeia ficar em casa. Ele não conhecia nada do mundo, tinha medo até do ventilador de teto. Hoje, ele quer ganhar o mundo”, diz Tathiane. “Mostrando a vida dele, acabamos conscientizando naturalmente. E acredito que já influenciamos algumas pessoas, sim. Nós mesmas também fomos influenciadas a adotar, depois de vermos uma cachorra deficiente no Instagram também”, relata. O gatinho foi adotado da Zoonoses de Praia Grande, e já foi para a família com esse nome. “Decidimos não mudar para não confundir a cabecinha dele, que já estava passando por tanta mudança. Preparamos toda a nossa casa para recebê-lo. Ele é um gato paraplégico, sem os movimentos das patas traseiras”. Não se sabe exatamente como Felipe perdeu os movimentos, no entanto, alguns exames apontam que, provavelmente, ele sofreu algum tipo de acidente, já que também possui lesões na coluna e nas patas traseiras. “Por meio de muito carinho e de passeios, ele ficou dócil e extremamente sociável”, diz. “Nós acreditamos que [a festa] é muito importante, para provar que, mesmo com sua deficiência, ele é capaz de ser feliz e ter qualidade de vida. E assim, motivamos muitas pessoas com o amor que ele tem pela vida”, conclui Tathiane. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário