TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

segunda-feira, 14 de março de 2022

Mulher encontra absorventes usados no lugar de espuma em almofada e fica revoltada

Foto: Arquivo Pessoal
Ela afirma ter comprado a casa em um supermercado de Sete Barras, no Vale do Ribeira. Ao portal G1, Hamana Akutsu, 24 anos, falou do espanto quando descobriu Uma estudante de enfermagem comprou um colchonete para que seu cachorro pudesse dormir mais confortável. A compra que deveria beneficiar o animal, no entanto, o fez vomitar. Acontece que ela encontrou absorventes, fraldas e embalagens usadas no lugar do estofado da almofada. Ela afirma ter comprado a casa em um supermercado de Sete Barras, no Vale do Ribeira. Ao portal G1, Hamana Akutsu, 24 anos, falou do espanto quando descobriu o que estava dentro do colchonete. “Compramos achando que era feito de espuma como os anteriores que sempre tivemos”. Rock, o cachorro que dormia no objeto, começou a rasgar o acolchoado da cama comprada há quatro meses na última sexta-feira, 11. ““Primeiro pensamos que fossem sacolas plásticas, mas quando chegamos mais perto para recolher, vimos que se tratava de uma mistura de embalagens de absorventes, absorventes e protetores diários usados”. Foto: Arquivo Pessoal
A estudante contou que o colchonete não possuía marca, somente estampa. Ela acredita que a marca foi perdida quando Rock rasgou o objeto. Apesar de saber o nome do mercado em que comprou, ela prefere não formalizar uma denúncia. “Nós não formalizamos a denúncia porque até mesmo a dona do mercado pode não saber que o produto foi feito assim”, afirma. Foto: Arquivo Pessoal
“A minha indignação é o fato de um produto pet estar sendo vendido sendo que foi feito de material de produto íntimo e, ainda mais, sujo. Se o meu cachorro não rasgasse nunca saberíamos que o tal colchonete é feito”, disse. O cachorro passou mal na última quinta-feira, 10, mesmo dia em que teve contato com o enchimento da cama. Foto: Arquivo Pessoal
Hamana afirma ser um descaso a forma como tratam os animais. “Nós como consumidores e donos de pets, ao adquirir um produto que deveria proporcionar conforto aos animais, nos deparamos com um produto feito desta forma, com esses materiais que põe em risco nós da família e os animais que ali utilizam”. “Foi um misto de raiva e revolta diante da situação, pois prezamos pela saúde e bem-estar animal e produtos destinados para pets são vendidos feitos com lixos expondo o animal e seus donos ao risco de contaminação”. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário