A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

terça-feira, 8 de março de 2022

Bolsonaro diz a evangélicos que dirigirá a nação para o lado que eles desejarem

(crédito: Reprodução/Facebook Bolsonaro)
A fala ocorreu durante um encontro com líderes religiosos no Palácio da Alvorada Em um aceno eleitoral aos evangélicos, o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, nesta terça-feira (8/3), durante encontro com líderes religiosos, que “dirigirá a nação para o lado que assim desejarem”. A reunião ocorreu no Palácio da Alvorada e contou com mais de 100 convidados. "Eu dirijo a nação para o lado que os senhores assim o desejarem. É fácil? Não é. Mas nós sabemos e temos força para buscar fazer o melhor para a nossa pátria", apontou. Entre os presentes, 24 pastores se revezaram em discursos de apoio ao presidente. Em indireta ao PT, o chefe do Executivo se referiu ao partido como uma gangue. "Se essa pessoa, esse partido, essa ideologia, essa gangue, roubarem a nossa liberdade, aí a coisa se complica. As nossas decisões agora é que dirão lá na frente se teremos ou não um futuro de liberdade." Bolsonaro também comentou sobre a viagem à Rússia no mês passado, onde encontrou com o líder russo, Vladimir Putin. "Há poucas semanas, eu estive com um dos homens mais poderosos do mundo. Ele vive num conflito com o país vizinho", declarou. "Eu me lembro muito bem da mensagem que eu poderia dar naquele momento. Falei: 'Presidente Putin, o mundo é a nossa casa, e Deus está acima de todos nós'", complementou. "Também falei ali e agradeci a ele, por duas vezes tentaram relativizar nossa soberania sobre a Amazônia. Por duas vezes Putin exerceu seu poder de veto”. O presidente também defendeu pautas conservadoras como o aborto e o que chamou de “desgaste religioso e da família”. Em outra sinalização à bancada evangélica, o presidente citou a sala de jogos do Palácio do Planalto. “Eu não uso, fiquem tranquilos”, disse, arrancando risos dos presentes, em alusão aos projeto de lei dos jogos de azar, em debate no Congresso. Por Ingrid Soares Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário