PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO

PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO
PREVENÇÃO É A MAIOR PROTEÇÃO

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Polícia investiga morte de bebê que deu entrada em hospital com possíveis sinais de violência

Foto: Arquivo/Polícia Civil
O delegado Dione dos Anjos Lucas escutou os pais da menina, que negaram que a bebê tenha sofrido qualquer tipo de maus-tratos Após um bebê já sem vida dar entrada em um hospital de Acrelância, interior do Acre, a equipe médica acionou a polícia ao notar possíveis sinais de violência na criança de apenas 1 mês. O bebê foi levado até o hospital pelos pais, nesta terça-feira, 15. Agora, a Polícia Civil investiga o caso. O delegado Dione dos Anjos Lucas escutou os pais da menina, que negaram que a bebê tenha sofrido qualquer tipo de maus-tratos. De acordo com o casal, a mãe pode ter sufocado acidentalmente a filha quando adormeceu enquanto a amamentava no sofá. Ao notarem que a criança não regia, os pais a levaram até o hospital em busca de socorro. A polícia ouviu, também, a avó da bebê. Todos foram liberados depois de prestarem depoimento. “O médico observou que a bebê apresentava alguns hematomas, manchas, colação sanguínea pelo corpo e, imediatamente, me ligou, contactou a autoridade policial e fomos até o hospital. Situação muito triste, desde já começamos a documentar o que estava acontecendo. Realmente a criança sangrava pelo nariz e tinha manchas pelo corpo, tipo de morte violenta”, destacou o delegado. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco foi acionada para buscar o cadáver e submetê-lo a exames na capital. Os pais foram encaminhados até a delegacia para detalhar os fatos. “Aqui chegando, fui conversar com a mãe, com os familiares e tudo indica que foi uma tragédia muito grande. A mãe estava cansada porque havia escovado a casa toda, foi amamentar a bebê enquanto dormia, acabou sufocando a criança no sofá, deitou em cima. Tudo indica que foi uma tragédia”, relatou ao g1. Apesar do relato dos genitores, o delegado confirmou que é cedo concluir a causa da morte e as investigações prosseguem. A polícia aguarda o laudo do IML para saber o que de fato aconteceu. “Deve sair nos próximos dias. Os pais estão muito abalados”, resumiu. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário