TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

sexta-feira, 6 de maio de 2022

Governo de Goiás já repassou R$ 40,7 milhões para o Transporte Escolar em 2022

Mantendo os repasses em dia, Estado pagou R$ 72 milhões de dívidas deixadas pela gestão anterior e reajustou em 40% o investimento na locomoção de estudantes da zona rural O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), já repassou em 2022 R$ 40,7 milhões para o Transporte Escolar de estudantes que moram em área rural e mantém os pagamentos em dia. Em todo o território goiano, são 56 mil estudantes da rede pública estadual que dependem do transporte para irem à escola. Para garantir o acesso desses alunos à Educação, o Governo de Goiás quitou todas as parcelas do transporte assiduamente, desde 2019, inclusive durante a suspensão das aulas presenciais. Na época, os ônibus escolares levavam atividades e materiais didáticos para os estudantes, especialmente aqueles que não tinham acesso à Internet. O Governo também pagou a dívida deixada pela gestão anterior, no valor de R$ 72 milhões, e reajustou, em 2022, o investimento do transporte escolar em 40%. De acordo com o superintendente de gestão administrativa da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Leonardo de Lima, a assiduidade dos pagamentos e a concessão do reajuste mostram como o Estado leva a sério o transporte dos estudantes. “Como Goiás tem uma quantidade de alunos residentes em zona rural muito grande, é uma prioridade desse governo fazer esse transporte cada dia melhor. Temos noção dos vários aumentos de combustível que tivemos no último ano e era mais do que justo esse reajuste”, afirmou. Como funciona o transporte escolar em Goiás A maioria dos municípios goianos realiza o transporte escolar em convênio com o Estado, transportando estudantes da rede estadual e rede municipal no mesmo veículo e em uma só rota. Segundo o superintendente da Seduc, esse modelo é o mais vantajoso porque significa economia para os cofres públicos. No convênio, o município adere a um termo de adesão e responsabilidade e recebe 10 parcelas anuais do Estado, de março a dezembro, proporcionais ao número de alunos atendidos. Em municípios onde não há convênio com a prefeitura, o Estado contrata empresas terceirizadas de transporte escolar, por meio de licitação, para atender os alunos da rede pública estadual. Secretaria de Educação (Seduc) – Governo de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário