A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

domingo, 29 de maio de 2022

Meninas atropeladas por motorista bêbado em Ceilândia são extubadas

Foto:Carlos Vieira/CB
Apesar da evolução, Ana Julia, Bruna e Sofia Valentina continuam internadas na UTI e sem previsão de alta Após apresentar melhora no quadro clínico, três das cinco meninas atropeladas por um motorista bêbado em Ceilândia, no último domingo (22/5), foram extubadas no início da tarde desta sexta-feira (27/5). Ana Julia, 6 anos, Bruna Raquel, 6, e Sofia Valentina, 3, permanecem internadas na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital de Base do Distrito Federal, mas em estado estável. Mãe da Ana Júlia e tia da Bruna, Diná Ester Rodrigues, 24 anos, disse ao Correio que as meninas estão bem e já começam a ingerir alimentos sólidos. “Elas estão na UTI, mas melhorando. Estão evoluindo e nós estamos bem mais confiantes. Em breve poderemos respirar tranquilamente”, disse aliviada. Na noite da última quarta-feira (25/5), outra menina, Ester Isabelly Pereira, 10 anos, recebeu alta da UTI do Hospital de Base. A paciente que apresentava menor gravidade e dispensava cuidados intensivos foi transferida para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC), que conta com leito pediátrico. Das cinco vítimas, Maria Eduarda, 10, é a única que já está em casa. A menina, que teve apenas escoriações pelo corpo e ferimentos leves, recebeu alta na última terça-feira (24/5). A mãe da menina, a diarista Francisca Silva, 35, disse ao Correio que a rápida recuperação da filha foi um "milagre". "É um alívio ver que ela está bem e em casa. Ela não teve ferimentos graves, somente alguns hematomas. Mas, pela gravidade do acidente, é um milagre", contou. Foto:Ed Alves/CB 24/05/2022. Crédito: Ed Alves/CB/D.A Press. Brasil. Brasília - DF. Cidades. Uma crianças, vitima do atropelamento na Ceilandia recebe Alta medica. Na foto Fran Katiane Silva e sua filha Maria Eduarda.
Foto:Ed Alves/CB/D.A. Press Diarista Francisca Silva, 35 anos, mãe de Maria Eduarda, 10, atropelada por mot bêbado em Ceilândia Norte .
Foto:Carlos Vieira/CB Motorista fugiu do local, mas foi capturado por testemunhas
Fotos: Carlos Vieira/CB Vítimas estavam acompanhadas por um primo, de 15 anos, em direção a um parq próximo ao local do acidente. Três estão internadas em estado grave
Foto:Carlos Vieira/CB Motorista tentou fugir, mas foi parado por motociclist
Relembre o caso Francisco Manoel da Silva, 53, atropelou as cinco crianças enquanto atravessavam a faixa de pedestres. Policiais militares tiveram que conter a população, que pretendia linchar o motorista. Em exame no Instituto Médico Legal (IML), foi constatada a embriaguez do condutor, que afirmou à polícia ter consumido uma dose de uísque. Ele estava sem a carteira de habilitação. Ao Correio, o delegado da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Norte), Fernando Crisci, informou que Francisco está preso no Departamento de Polícia Especializada (DPE) da Polícia Civil (PCDF), aguardando audiência de custódia, que será realizada nesta terça-feira (24/5). Quatro vítimas estão internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) em estado grave no Hospital de Base. Maria Eduarda da Silva Moura, 10, recebeu alta hospitalar na tarde de segunda-feira (23/5). Em contato com a defesa de Francisco da Silva, o advogado informou que ainda não consta oficialmente nos autos do processo e que vai se pronunciar de forma oficial sobre o caso. Em nota, o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) destaca que a atuação em relação à Lei Seca se pauta por ações educativas e de fiscalização. "O mais importante é que o cidadão se conscientize dos riscos que a mistura entre bebida e direção geram para a segurança dele mesmo e dos demais usuários da via", ressaltou o departamento, no texto. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário