TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

quinta-feira, 21 de abril de 2022

‘Não entendo como estou viva’, diz mulher que caiu em linha de trem

Foto:Trenes Argentinos/Captura de Tela
Candela Salazar desmaiou e caiu entre dois vagões em uma estação de metrô em Buenos Aires; depois que o vídeo do acidente se tornou um viral, ela deu entrevistas contando detalhes do momento “Não entendo como estou viva”, foi uma das primeiras frases da argentina Candela Salazar, de 24 anos, em uma entrevista concedida ao canal de TV C5N na segunda-feira (18/4). E o espanto da jovem não é para menos. Em 29 de março, ela sofreu uma queda na estação de Belgrano Sur, em Buenos Aires, e foi parar embaixo de um trem, entre dois vagões. Os momentos do acidente de Candela foram filmados pelo sistema de monitoramento de segurança da estação. Graças a isso, segundo relatos dela e da imprensa local, um policial conseguiu auxiliá-la imediatamente e evitou que o pior acontecesse. Mas a moça contou também com uma boa dose de sorte. “Acordei deitada no chão da plataforma e lembro que quando me tiraram, tinha gente ao meu redor”, contou. As imagens são fortes. Enquanto o veículo chega à plataforma, a jovem cambaleia, dá dois ou três passos largos para a frente e cai na abertura entre um vagão e outro. Em seguida, ela é jogada para o vão dos trilhos e desaparece do campo de visão da câmera. As pessoas ao redor chegam a tapar o rosto, provavelmente por imaginar o pior. Pouco depois, um policial se aproxima e tira a jovem do vão com o auxílio de funcionários da estação e pessoas que passavam pela cena. Nos últimos dias, o vídeo viralizou nas redes sociais de diferentes países, incluindo o Brasil, e todos se perguntaram o que teria ocorrido para que a mulher caísse daquela forma. Segundo Candela, desmaios assim acontecem com ela desde a adolescência, mas o último episódio foi há quatro anos e nada tão grave tinha ocorrido antes. “Percebi que não estava bem e tentei avisar ao senhor de rosa que passava, mas ele não me ouviu. Eu disse: ‘com licença, eu me sinto mal’ e isso é tudo que eu lembro”, contou a moça sobre o dia do acidente. Ela sofreu uma fratura na costela que rompeu o fígado, uma concussão grave na cabeça que o levou a perder a audição no ouvido esquerdo e também uma fratura no crânio entre o nariz e a sobrancelha. Embora tenha tido ferimentos graves e passado 12 dias internada, Candela considera que saiu ‘ilesa’ e que o fato de estar viva é um milagre, devido à gravidade da situação. “Não faz sentido eu estar viva, nem que não tenha acontecido algo com minhas pernas e braços, que ficaram sem um arranhão. Estive doze dias internada, foi bastante forte, mas em comparação com o que aconteceu, foi um milagre. Não foi nada em comparação com o que poderia ter acontecido”, conclui. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário