UM NOVO TEMPO

UM NOVO TEMPO
+ DE 40 ATENDIMENTOS PEDIÁTRICOS

sexta-feira, 15 de abril de 2022

Homem é preso por suspeita de maus-tratos contra três cães encontrados desnutridos em Iporá

Foto: Zaida Aparecida
Nessa segunda-feira, um homem foi preso por suspeita de maus-tratos a três cães encontrados desnutridos dentro de um lote Nessa segunda-feira, 11, um homem foi preso por suspeita de maus-tratos a três cães encontrados desnutridos dentro de um lote em Iporá, no oeste goiano. Segundo a Polícia Civil, os animais estavam sem água e comida. O suspeito não teve a identidade divulgada pelos policiais. Segundo o delegado responsável pelo caso, Bruno de Paula, o caso foi denunciado anonimamente, com fotos do estado dos cachorros, à Polícia Civil de Iporá. Ao chegarem ao lote vazio, localizado no Bairro Mato Grosso, o delegado e sua equipe encontraram os três cães presos, sem água ou comida. Além dos animais, o local continha apenas partes de carros velhos dentro. “Como vimos a situação dos animais pelas fotos da denúncia, já chegamos ao local com ração e água. Eles comeram 2 kg de ração em uma velocidade incrível”, relembra Bruno. O delegado ainda relata que, ao encontrar o dono do lote, inicialmente o homem negou o abandono dos animais. “No início, ele afirmou ter alimentado os animais naquele dia. Depois, mostramos uma foto e ele admitiu que os cães estavam há dias sem alimentação”, acrescentou. O suspeito pode responder pelo crime de maus-tratos a animais, com pena máxima de reclusão de até 5 anos. Adoção Ao serem resgatados, os três animais foram levados para o abrigo Voluntários Iporaenses em Defesa dos Animais (Vida), onde foram atendidos por um veterinário e receberam os medicamentos necessários. Um deles, chamado “branquinho”, foi adotado pela proprietária do local, a professora aposentada Zaida Aparecida. Os demais recebem cuidados para serem posteriormente colocados para adoção. “Quando recebi o ‘branquinho’, ele estava muito assustado. Nunca vi um caso desse, de tamanha desnutrição, muito carrapato e muita sujeira”, conta a professora. Segundo a organização, após a medicação e o início dos cuidados, nenhum dos três animais corre risco de morrer, apesar da desnutrição extrema. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário