UM NOVO TEMPO

UM NOVO TEMPO
+ DE 40 ATENDIMENTOS PEDIÁTRICOS

terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Trava se solta de montanha-russa em movimento de parque Hopi Hari

Foto: Reprodução / Redes Sociais
Vídeos gravados por frequentadores mostram que o passageiro que ocupava a cadeira com problemas chegou a levantar a trava para o alto Tote Nunes Uma falha mecânica paralisou o funcionamento da montanha-russa Montezum, no parque temático Hopi Hari, em Vinhedo, no interior de São Paulo, na tarde do último sábado (11). Uma trava que segura o passageiro à cadeira do brinquedo se soltou quando o aparelho já havia sido acionado e estava em funcionamento. Vídeos gravados por frequentadores mostram que o passageiro que ocupava a cadeira com problemas chegou a levantar a trava para o alto, numa tentativa de apontar o problema para os funcionários que operavam o equipamento. Pessoas próximas a ele usaram os braços para formar um x, um sinal de alerta instituído pelo próprio parque quando há indícios de problemas nos brinquedos ou quando o frequentador quer a parada do brinquedo. Cerca de 6.000 pessoas passaram pelo parque no sábado. A Montezum tem capacidade para receber até 12 mil pessoas por dia. Em 2012, uma adolescente de 14 anos morreu no parque, depois que uma trava de um brinquedo de queda livre denominado “La Tour Eiffel” se rompeu. O brinquedo, conhecido como elevador, tem 70 metros de altura -o equivalente a um prédio de 23 andares. O brinquedo está fechado desde então. A direção do parque emitiu uma nota oficial nesta segunda (13) em que confirma o incidente do sábado. Informou que logo após o início do ciclo, ainda no princípio da primeira subida da atração, o visitante sinalizou a necessidade de parada, fazendo o sinal de x com os braços acima da cabeça -que é um protocolo utilizado em todas as atrações do parque, quando um visitante, por alguma razão, solicita a parada do brinquedo. “Imediatamente, a equipe responsável pela operação suspendeu o ciclo, e iniciou a análise da ocorrência”, informou a diretoria do parque. De acordo com a direção, o protocolo em caso de parada técnica foi iniciado; todos os visitantes foram desembarcados e os assentos dos dois carros inspecionados. Por conta disso, como a parada ocorreu por volta das 17h40, a atração não foi reaberta naquele dia. Voltou, no entanto, a operar normalmente no domingo. A nota oficial diz que o Hopi Hari mantém as inspeções diárias na atração antes da liberação aos visitantes. Informa ainda que, durante toda a operação, os atendentes realizam dupla checagem de travas e cintos de segurança, antes da liberação do ciclo operacional. A direção do parque, na nota, afirma também “que inspeções semanais, mensais, anuais e auditoria independente externa, fazem parte do protocolo de manutenção preventiva das atrações do parque”. Segundo a direção, na Montezum, além da trava, há um cinto de segurança. Diz ainda que os assentos possuem geometria e divisória lateral para auxiliar na contenção do visitante em sua posição. O Hopi Hari diz ainda investir em capacitação de sua equipe operacional para monitorar o andamento do ciclo, “mesmo após a saída da estação, garantindo o atendimento rápido em casos de parada técnica”. A nota finaliza dizendo que o Hopi Hari utiliza peças originais, segue os manuais e orientações do fabricante da atração e dividirá com ele essa ocorrência, “em busca de melhorias no processo”. O parque é uma das atrações do recém-criado distrito Turístico Serra Azul, um complexo turístico instalado nas cidades de Jundiaí, Itupeva, Louveira e Vinhedo. Além do Hopi Hari, o distrito turístico engloba o complexo aquático Wet’n Wild e centros de compras e de comércio. O distrito Turístico Serra Azul foi criado em 29 de novembro deste ano e fica a cerca de 70 km da capital. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário