A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS

A CADA DIA, VIVEMOS MAIS PERTO DA VALPARAÍSO QUE QUEREMOS
VALPARAÍSO QUE EU QUERO 27

quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

Documentário brasiliense sobre racismo no DF ganha Troféu Candango

Foto:Segundo o diretor, o objetivo, agora, é que o curta se transforme em um longa - (crédito: Divulgação)
Curta 'Benevolentes' aborda questões raciais sob a perspectiva de moradores do Distrito Federal O documentário Benevolentes, dirigido pelo brasiliense Thiago Nunes, ganhou o Troféu Candango de melhor curta, eleito pelo júri oficial da Mostra de Brasília de Curtas, neste mês de dezembro. O filme traz um retrato do racismo nas regiões administrativas do Distrito Federal, por meio de relatos de brasilienses negros que lidam diariamente com a questão. O projeto conta com a direção de fotografia de Donato Viero e Vinicius de Oliveira. O objetivo é dar visibilidade à população negra. O diretor Thiago Nunes destaca que a inspiração para o filme começou durante o período da faculdade, porém, o curta ganhou vida durante a pandemia de covid-19. “No ano de 2020, tive a oportunidade de poder refletir a respeito da vida, das pessoas e de como estavam vivendo as pessoas em situação de vulnerabilidade”, conta. Nunes destaca a importância de debater sobre o racismo na sociedade. “Foi um ano de reflexão e de conscientização, acima de tudo. [Lembro] que vi uma notícia de que o Brasil precisava implementar notícias antirracistas para combater o racismo sistêmico. A gente precisa abordar esse tema de alguma maneira possível”, ressalta. O advogado Beethoven Andrade, presidente da Comissão de Igualdade Racial da Ordem dos Advogados do Brasil do Distrito Federal (OAB-DF), foi um dos personagens do documentário. “O projeto traz a sensibilidade do olhar de alguém que, ao se sentir incomodado com as desigualdades sociais decorrente do racismo estrutural, quis melhor compreender como isso impacta a vida de diferentes pessoas, em diversas camadas sociais”, afirma. Para Andrade, a experiência do filme é um aprendizado. “Benevolentes consegue demonstrar como nós, negros, para nos sentimos inseridos na sociedade ou em determinados (lugares), acabamos aceitando alguns comportamentos que nos inviabilizam e silenciam, simplesmente para não contrariar o comportamento social historicamente imposto”, diz o advogado. O objetivo, agora, é que o curta se transforme em um longa. Segundo o diretor, existe material de sobra para que o projeto se concretize. "Temos imagens de arquivo, personagens e especialistas importantes para entrevistar”, garante Thiago Nunes. Assista Benevolentes completo: Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário