UM NOVO TEMPO

UM NOVO TEMPO
+ DE 40 ATENDIMENTOS PEDIÁTRICOS

sexta-feira, 29 de julho de 2022

Neymar pode ser preso e ficar de fora da Copa do Catar

Promotoria espanhola pede dois anos de prisão pelo crime de corrupção. Julgamento deve ocorrer em 17 de outubro--- Investigação pede que Neymar e outros envolvidos em transferência sejam presos por dois anos | Foto: Reprodução Nos últimos meses, Neymar tem passado por momentos turbulentos em relação a sua permanência no clube francês Paris Saint‑Germain (PSG), onde ainda não é dada como certa sua permanência. Mesmo com o camisa 10 falando que deseja continuar no clube, nem mesmo o presidente garante que isso vá acontecer. Se não bastasse essa indefinição e a popularidade em baixa com a torcida do PSG, Neymar enfrentará mais uma questão complicada, dessa vez fora dos gramados. Segundo o jornal El País, o jogador poderá ser submetido a um julgamento sob acusação de corrupção. Caso o Tribunal de Justiça de Barcelona, aceite a denúncia feita pela promotoria, o craque da seleção brasileira poderá ser preso e ficar fora da Copa do Catar. O julgamento está previsto para acontecer dia 17 de outubro e tem a ver com a negociação entre Santos e Barcelona, em 2013. A DIS, empresa que fez a mediação da transferência do jogador na época, moveu uma ação contra o atleta, além de dois ex-presidentes do time espanhol e o pai do jogador. A empresa alega ter sido enganada pelos réus quanto aos valores envolvidos e pede uma indenização de 150 milhões de euros. Entenda o caso O Barcelona afirmou, na época, que o valor da negociação ficou em torno de 57, 1 milhões de euros, porém, a empresa DIS desconfiou da fraude e fez a denúncia. A justiça espanhola então começou a investigar e descobriu que, na verdade, os valores foram bem mais altos que o informado, girando em cerca de 83, 3 milhões de euros. Por conta disso, os advogados da DIS pedem reparações financeiras e a prisão de todos os envolvidos pelo crime de corrupção. O Ministério Público espanhol exige uma prisão de dois anos a todos os investigados no caso, o que, se for realmente acatado pela justiça, deixaria Neymar de fora da Copa do Mundo do Catar em novembro. Segundo os promotores, Neymar e seu pai, ao assinar contratos simulados, ignoraram, que os direitos do jogador pertenciam ao Santos e à DIS. Se o desfecho desse julgamento for mesmo a prisão de Neymar, a sua carreira poderá chegar ao fim aos 30 anos de idade. O camisa 10, que já participou de dois mundiais sem conseguir jogar uma final sequer, corre o risco de ter sua biografia manchada e ser lembrado não pelo bom futebol, mas pelo que fazia fora de campo. Pelo que parece, somente uma intervenção divina será capaz de livrar o craque brasileiro. Por Cilas Gontijo Fonte:https://www.jornalopcao.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário