TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

terça-feira, 4 de janeiro de 2022

SEM TERRAS – Polícia Militar retira invasores de fazenda, em São João d’Aliança.

Cerca de 50 pessoas que invadiram uma fazenda no sábado, 1º de janeiro, em São João d’Aliança, na região nordeste de Goiás, foram retiradas pela Polícia Militar. A Fazenda Cerrado pertence ao espólio de Abib Miguel, ex-diretor da Assembleia Legislativa do Paraná, que teve os bens bloqueados pela justiça do Estado do Paraná, sob acusação de lavagem de dinheiro. A Polícia Militar do Estado de Goiás, através do 21º Batalhão de Polícia Militar da 14ª Companhia Independente da Polícia Militar (11º CRPM) foi informada na manhã do dia 1º de janeiro de 2022, que cerca de 50 pessoas haviam invadido uma propriedade rural denominada Fazenda Cerrado, na madrugada daquele mesmo dia, e que havia o risco de confronto entre os invasores e funcionários da fazenda. De acordo com informações obtidas pela reportagem do Jornal O VETOR, a invasão foi comandada por Hugo Daniel Maciel Zaidan, conhecido líder de trabalhadores rurais sem terra na região, que até passado recente era ligado a José Rainha e a FNL – Frente Nacional de Luta, um grupo dissidente do MST. Hugo Daniel Maciel Zaidan e seu grupo já invadiu a fazenda Cerrado, que pertence ao espólio de Abib Miguel, ex-diretor da Assembleia Legislativa do Paraná, que teve os bens bloqueados pela justiça do Estado do Paraná, sob acusação de lavagem de dinheiro, em outras oportunidades. Em outubro de 2021, a área foi alvo de busca e apreensão por parte do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAEGO), que fez o sequestro judicial da área, além de efetuar a apreensão de 17 (dezessete) silos bolsas, contendo grãos de soja, com capacidade de aproximadamente 3 mil sacas de soja em cada, os quais estavam dentro da área. A presença de forças Policiais teria sido solicitada pelo senhor Mário Moreira Lima, nomeado pelos membros do Ministério Público de Goiás, envolvidos na operação, como fiel depositário de todos os grãos ali apreendidos. Em outra invasão acontecida em 2019, a área foi desocupada por força de decisão judicial do Tribunal Regional Federal da Primeira Região/Subseção judiciária de Formosa (GO). Como fiel depositário, o senhor Mário Lima relatou que no momento da invasão, o líder do grupo, Hugo Zaidan, e outras pessoas presentes, se utilizaram de intimidação e ameaças verbais para com as pessoas que estavam no local resguardando os grãos apreendidos, e apresentou vídeos feitos pelas pessoas que lá auxiliavam o senhor Américo Francisco dos Anjos Coutinho, caseiro que mora no local desde antes da operação desencadeada pelo GAECO/MPGO. Nos vídeos que o jornal O VETOR teve acesso e veicula nesta reportagem, é possível ver, em um deles, diálogo pacífico entre um interlocutor da fazenda com os invasores, e em outro, momento de forte tensão, inclusive com agressão física entre invasores, uma deles identificado como Hugo Zaidan, e uma pessoa que filmava a ação. Também é possível ouvir de Hugo Zaidan nas gravações que “Ela (a fazenda) tá para leilão e nós estamos aqui para pressionar esta questão…”
Jornal O VETOR #GrupoÁguaFria

Nenhum comentário:

Postar um comentário