TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

92,6% dos casos de covid no Brasil são da variante ômicron, diz levantamento

Foto:(crédito: AFP)
No período analisado, entre 26 de de dezembro a 1º de janeiro, a cepa foi identificada em 80 municípios e em 8 estados e também no DF Levantamento do Instituto Todos pela Saúde (ITpS) divulgado nesta quinta-feira (6/1) mostra que 92,6% dos casos de covid-19 no Brasil são infecções da variante ômicron. No levantamento anterior, divulgado em 29 de dezembro, os casos positivos da cepa representavam 31,7% do total. Um aumento de 60,9 pontos percentuais. Nesta quinta-feira (6/1), foi confirmado o primeiro óbito decorrente da nova variante no Brasil na cidade de Aparecida de Goiás (GO). O homem tinha 68 anos e estava vacinado com três doses da vacina contra a covid-19. As informações da Secretaria de Saúde da cidade indicam que ele tinha uma doença pulmonar obstrutiva crônica pré-existente e hipertensão arterial. O novo levantamento foi feito com base nos dados de 26 de dezembro a 1º de janeiro e foi coordenado pelo ITpS em parceria com os laboratórios Dasa e DB Molecular. Foram investigados mais de 2.400 testes RT-PCR, dos quais 337 foram positivos para o Sars-CoV-2. O valor de 92,6% são a partir dos testes positivos analisados. De acordo do Instituto a variante foi encontrada em 80 municípios de oito estados brasileiros: Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal, isso no intervalo de dias do levantamento. Ômicron no Brasil Em 2 de dezembro de 2021, foi relatado o primeiro caso de contágio com a variante ômicron no Brasil. Desde então, a cepa tem estado em monitoramento pelo Ministério da Saúde. Vale ressaltar que em coletiva de imprensa nesta tarde, Tedros Adhanom, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), falou mais sobre a variante e alertou que apesar de ser menos grave ao ser comparada com a Delta, a cepa não pode ser classificada como leve. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário