TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

Mulher assassinada levou cerca de 50 facadas

Foto:(crédito: Reprodução)
Drielle Ribeiro da Silva, 34 anos, foi encontrada morta na QR 206, próximo à linha do trem. O principal suspeito de cometer o crime é o namorado dela, identificado como Juvenilton Aquino da Costa Drielle Ribeiro da Silva, 34 anos, a mulher assassinada na madrugada desta segunda-feira (6/12) na QR 206 de Samambaia Norte, levou, ao menos, 50 facadas. O principal suspeito de cometer o crime é o namorado dela, identificado como Juvenilton Aquino da Costa, que, até a última atualização dessa reportagem, era procurado pela polícia. O caso é investigado como feminicídio pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Policiais civis da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) foram informados sobre o crime por volta das 8h. O corpo de Drielle estava ao lado da linha do metrô e apresentava diversos ferimentos causados por arma branca. O Corpo de Bombeiros Militar do DF compareceu ao local e confirmou a morte. Foto:Corpo de mulher é encontrado próximo ao metrô em Samambaia, nesta segunda-feira (6/12) (foto: Marcelo Ferreira/CB/DA.Press)
Um cunhado da vítima contou ao Correio, sob condição de anonimato, que Drielle mantinha um relacionamento conturbado com o suspeito. Recentemente, houve uma audiência por Maria da Penha contra Juvenilton. Na delegacia, constatou-se que Drielle denunciou o companheiro por diversos crimes, como injúria, lesão corporal e ameaça. Ela chegou a solicitar medidas protetivas, mas as mesmas foram descumpridas pelo acusado posteriormente. Passo a passo Sem se identificar, a irmã de Drielle contou que a vítima enviou uma mensagem à ela por volta das 22h30 de domingo (5/12) informando que estava tudo bem. Após assassinar a mulher, o suspeito passou em casa, na QR 206, por volta de 00h, pegou uma mochila com roupas e fugiu. Policiais militares estiveram na casa dele e encontraram a residência revirada. O casal estava junto há cerca de sete anos e tinha um filho de 7 anos. A irmã relata que certa vez, Juvenilton tentou atropelá-la, chegando a arrastar Drielle pela rua. O caso é tratado como feminicídio pela 26ª DP. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário