TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

quarta-feira, 10 de novembro de 2021

MPGO DENUNCIA DOIS ENVOLVIDOS EM ESTUPRO COLETIVO OCORRIDO EM ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS

MP solicitou apuração suplementar das agressões e indenização à vítima--
O Ministério Público de Goiás (MPGO) ofereceu denúncia contra o policial militar Irineu Marques Dias e o representante comercial Thiago de Castro Muniz, envolvidos em estupro coletivo ocorrido em Águas Lindas de Goiás. Ambos estão presos na unidade prisional do município. Eles foram denunciados pelo crime previsto no artigo 213 (estupro), combinado com o artigo 226, inciso IV, alínea “a” (estupro coletivo), ambos do Código Penal. Conforme apontado na denúncia, a vítima estava em uma festa em uma residência no Bairro Parque Barragem, que teve início no dia 8 de outubro deste ano, uma sexta-feira. Na manhã do dia 9, ela resolveu dormir em um dos quartos da casa, pois a festa, supostamente, terminaria somente no domingo (11/10). Ocorre que, logo após ela ter se dirigido ao quarto, Irineu Dias entrou no local e colocou uma arma de fogo sobre a cama em que estava dormindo, a fim de intimidá-la. Em seguida, ele retirou as roupas dela e, conforme definido pela promotora de Justiça Renata Caroliny Ribeiro e Silva, autora da denúncia, iniciou uma “escala de revezamento” de estupros, supostamente praticados pelos denunciados e outros quatro homens ainda não identificados. MP solicitou apuração suplementar e indenização à vítima A promotora Renata Caroliny solicitou ainda à autoridade policial a instauração de inquérito policial suplementar a fim de buscar o reconhecimento de eventuais coautores do delito. Também foi solicitada a fixação do pagamento de indenização à vítima. (Texto: Cristina Rosa/Assessoria de Comunicação Social do MPGO - foto: Banco de Imagem)

Nenhum comentário:

Postar um comentário