TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Novo Lázaro: caçada a criminoso mobiliza polícia de Goiás

Além da esposa grávida de 4 meses, e da enteada de apenas 2 anos, o acusado também matou um fazendeiro vizinho e está foragido O caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, é procurado pela polícia do estado de Goiás por triplo homicídio, após ter cruelmente assassinado a companheira grávida de quatro meses, Ranielle Aranha, de19 anos, a enteada de apenas dois anos e dez meses e ainda um fazendeiro vizinho na região de Corumbá de Goiás. O acusado já está sendo apontado pela população como ”Lázaro 2.0”, em relação à semelhança com o caso de Lázaro Barbosa de Souza, ocorrido em junho deste ano. O caseiro conhece bem as matas onde estaria se escondendo. A tragédia provocada por Wanderson Protácio, teve início na noite deste domingo (28), em Corumbá de Goiás, localizada a cerca de 124 km de distância de Brasília. Após uma discussão calorosa com a companheira, Wanderson teria assassinado a mulher grávida e a enteada dentro de casa a facadas, o criminoso teria degolado mãe e filha. Em seguida ele teria se deslocado até uma fazenda onde já teria trabalhado, e lá teria furtado um revólver com seis munições. Wanderson em posse do revólver se dirigiu à fazenda vizinha e após pedir um refrigerante para o fazendeiro vizinho a qual Wanderson conhecia, o assassino disparou contra Roberto Clemente de Matos que não resistiu com um tiro na cabeça. Em seguida, após agredir, o homem tentou estuprar a esposa de Roberto, Cristina Nascimento da Silva, que também havia sido baleada no ombro pois teria reagido. De acordo com a polícia do estado, a mulher teria se fingido de morta para escapar de Wanderson com vida. O foragido levou a caminhonete de Roberto e o celular da esposa do fazendeiro. Ele fugiu na manhã desta segunda-feira (29), e abandonou o veículo próximo a uma mata na GO-225, distante apenas alguns quilômetros do local do crime. As informações são de que o assassino esteja na região de Abadiânia, ele teria tentado pegar um ônibus às margens da BR 153 quando avistou a polícia e fugiu para a área de mata próxima às residências. Moradores da região estão com medo de se deparar com o criminoso que estaria armado e muito perigoso. Wanderson teria vendido o celular da esposa de Roberto, na manhã desta segunda-feira. O aparelho foi localizado no período da tarde pela polícia em posse de um homem em Alexânia, que confessou ter comprado o aparelho celular. O homem foi preso e irá responder por receptação. De acordo com o delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Tibério Martins Cardoso, Wanderson é um cara bastante frio e violento. Ele já era conhecido na região por arrumar confusão e por já ter sido preso. “É agressivo quando se trata de mulheres e idosos, que geralmente não conseguem se defender”, conta o delegado. Em 2020, quando ainda estava preso, Wanderson teria agredido um companheiro de cela, deixando-o com quatro costelas quebradas. O criminoso é natural do Maranhão e já tem passagem pela polícia, ele teria tentado matar uma companheira também a facadas, em 2019, e já estava solto desde março deste ano para responder em liberdade. Ele teria vindo para o Goiás após ter arrumado confusão em outros estados, como Maranhão e Minas Gerais. “É um cara do crime mesmo. As vezes faz uso de drogas, mas é conhecido na região por furtar coisas e fazer coisa errada.”, explica o delegado. Neste momento, equipes da Polícia Militar do Goiás e Polícia Civil do estado de Goiás, totalizando mais de 50 policiais, estão em diligências para localizar o homem. As buscas são por terra e contam também com helicópteros. O secretário de segurança que atuou no caso Lázaro, Rodney Miranda, foi solicitado para esse caso e está se dirigindo até a região para acompanhar as buscas. Admiração por Lázaro Barbosa De acordo com pessoas próximas a Wanderson Mota Protácio, durante as coberturas do caso Lázaro, em junho deste ano, Wanderson acompanhava e demonstrava admiração pelo criminoso que foi morto ao ser capturado pela polícia após semanas intensas de busca. Por Por Tereza Neuberger redacao@grupojbr.com Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário