UM NOVO TEMPO

UM NOVO TEMPO
+ DE 40 ATENDIMENTOS PEDIÁTRICOS

quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Homem é preso por matar cachorros e vender carne como se fosse de bode em Recife

FOTO:(crédito: Reprodução/Instagram)
Um homem foi preso em Ibura, na Zona Sul do Recife, em Pernambuco, por maltratar animais, especialmente cachorros. O caso foi divulgado nas redes sociais por Maria do Carmo Figueiredo, ativista protetora dos animais que descobriu a situação dos cães. Segundo informações divulgadas pela ativista, conhecida como Carmo Proteção, o homem matava os cachorros e vendia na feira da cidade como se fossem carne de bode. Ela foi à casa do acusado, na noite do último sábado (8/1), e encontrou a carcaça de cães mortos e outros 17 em estado severo de maus-tratos. A polícia foi acionada para tomar as providências cabíveis. “Na hora da apreensão, a polícia chegou e disse que o homem estava preso. O senhor respondeu que já sabia o que era e falou ‘pode me prender’. Ele é um idosinho”, contou Maria. “Perguntaram a ele por que ele fazia isso com os cachorros e ele disse ‘eu precisava, minha filha, eu precisava'. Ele confessou”, relatou a protetora. De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, o homem foi autuado por maus-tratos e conduzido à Delegacia de Boa Viagem. Entretanto, em audiência de custódia realizada no domingo (9/1), pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o juiz determinou a soltura do idoso.
Resgate Os 17 cachorros encontrados na casa do homem estavam todos extremamente debilitados. Em imagens divulgadas por Maria do Carmo no Instagram é possível ver os animais vivendo em meio à fezes e restos mortais de outros cães. Além disso, muitos deles estão com feridas graves. Mesmo sem condições de cuidar dos bichos, Maria do Carmo resgatou os animais e os levou para casa. Além dos cachorros, também foram encontrados no local gatos, periquitos, galinha e galo. "Eu não tenho condições de cuidar. Não tenho ração suficiente nem tenho recursos para cuidar. Tem muitos com tumores, feridas. Ele vivia com um ferro batendo neles", afirmou Carmo Proteção. A ativista pede ajuda para conseguir cuidar dos bichos. Um pix foi disponibilizado para quem puder doar qualquer quantia: 04148200455. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário