TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Desmonte do Brasília Iluminada é antecipado

Foto:Agência Brasília
A medida acontece em meio ao aumento de casos de covid-19 na capital, que começaram a subir logo após a véspera de natal Considerando o recente aumento de casos de covid-19 na capital, o Governo do Distrito Federal (GDF) decidiu antecipar o desmonte do evento Brasília Iluminada. Inicialmente, a estrutura ficaria funcionando até esta quinta-feira (20), mas a atração já não irá mais funcionar hoje (19). Essa decisão acata o decreto N° 42.927, publicado na última terça-feira (18), que suspende as atividades do projeto, de maneira a evitar aglomerações de pessoas, seja em áreas públicas ou privadas, em eventos pagos ou gratuitos. A decoração recebia até 50 mil pessoas por dia. A medida acontece em meio ao aumento de casos de covid-19 na capital, que começaram a subir logo após a véspera de natal, quando os números não passavam de 100. No dia 27, por exemplo, foram registrados 225 novos casos em 24h. No último dado divulgado pela pasta referente a última terça-feira (18), houve 4.780 novos casos em 24h. No mesmo sentido do recente aumento no número de casos de covid-19 na capital, a taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) públicas específicas para o tratamento dos casos graves também subiu. Segundo a Secretaria de Saúde, nesta quarta-feira (19), 95,12% das unidades estão ocupadas. Dos 65 leitos de UTI covid abertos, 45 estão ativos e 41 estão ocupados. Além desses, a rede pública ainda tem 45 Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs), sendo que 29 estão ocupados (64,44%) e 16 estão vagos. Além dessa medida, o GDF também determinou novamente a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes abertos. A decisão já foi assinada pelo governador em exercício, Paco Britto, e será publicada em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) ainda nesta quarta-feira (19) e começa a valer imediatamente. Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário