TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

sábado, 8 de janeiro de 2022

Demora para atendimento tem causado dano físico a pescador atingido por esporão de bagre

No dia 26 de dezembro, João Batista Braga, de 66 anos, sofreu o acidente com o peixe durante o trabalho, e no mesmo dia buscou atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Rodoviária, em Guarujá Com um esporão de bagre dentro do braço, um pescador de Guarujá, no litoral de São Paulo, busca uma cirurgia urgente para a remoção da espécie de aguilhão, que já causa danos ao organismo dano vítima. No dia 26 de dezembro, João Batista Braga, de 66 anos, sofreu o acidente com o peixe durante o trabalho, e no mesmo dia buscou atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Rodoviária, em Guarujá. No local, o homem ficou internado por quatro dias, e passou por cirurgias para remoção do esporão, que não foram bem sucedidas. Por fim, ele recebeu alta no dia 29, ainda com o corpo estranho no braço. O esporão de bagre é perigoso para o ser humano, e deve ser removido por profissionais para que seus efeitos não se desenvolvam. O peixe de água salgada possui três espinhos seguidos de bolsas que contêm veneno. Além disso, o próprio espinho do bagre possui um muco repleto de bactérias e micro-organismos que causam infecção. Especialistas alertam que o veneno do bagre pode causar desde dor e inchaço intenso até uma grande necrose no local, podendo ocorrer paralisias e infecções de grandes proporções, além de inflamação. A vítima pode sentir câimbra, ânsia, vômito e perda de sensibilidade. De acordo com relatos do pescador, ele não sente os dedos, e teme estar perdendo a sensibilidade do membro, além da dor e o inchaço no braço, que aumentam a cada dia. Em nota, a Prefeitura de Guarujá diz que o paciente passou por avaliação médica na terça-feira (4), na UPA Rodoviária, em sua consulta de retorno, e foi encaminhado para atendimento no Hospital Santo Amaro, onde a consulta está marcada para esta sexta-feira(7). Fonte:https://jornaldebrasilia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário