TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

sábado, 8 de janeiro de 2022

Asilo onde ocorreu primeira morte por ômicron no Brasil confirma mais quatro casos

Foto:(crédito: Paola MAFLA / AFP)
Na instituição Hospitalar de Aparecida de Goiânia, ao todo, 52 pessoas testaram positivo para a covid-19, segundo a Secretaria de Saúde da cidade Na tarde da última quinta-feira (6/1), o Brasil registrou a primeira morte decorrente da variante ômicron da covid-19. Se tratava de um homem, de 68 anos, que estava vacinado com três doses da vacina contra o vírus e tinha uma doença pulmonar obstrutiva crônica pré-existente e hipertensão arterial. Ele estava internado em um asilo na cidade de Aparecida de Goiânia, em Goiás, e novas informações da Secretaria de Saúde da cidade indicam que a instituição hospitalar apresentou 52 testes positivos para covid-19 entre pacientes. Segundo o portal g1, dos 52 testes positivos, cinco foram sequenciadas e confirmaram a contaminação pela variante ômicron. Vale lembrar que Aparecida de Goiânia é uma das poucas cidades do Brasil que faz o sequenciamento genético em laboratório, trabalho este que determinou que mais de 90% dos casos de covid-19 na cidade, são da variante ômicron. Apenas dois dos moradores do asilo precisaram ser internados, um deles foi o homem de 68 que morreu, mas sobre a segunda internação ainda não se sabe seu estado de saúde. Os outros 50 idosos receberam alta, de acordo com a secretaria. No boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia divulgado na tarde de ontem, 42 novos casos de covid-19 foram registrado na cidade. Ao todo, são 167 casos ativos, que estão hospitalizados ou monitorados pela Telemedicina, oxímetros e exames. "De 93.161 casos confirmados, 91.228 estão recuperados e 1.766 vieram a óbito por Covid-19, com um óbito confirmado nas últimas 24h", afirma o boletim. Na cidade, a taxa de ocupação de leitos de UTI para tratamento da Covid-19 na rede pública de saúde está em 52% e as enfermarias têm ocupação de 50%. O Correio tentou entrar em contato com a Secretaria de Saúde da cidade mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta. Primeira morte pela ômicron O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, lamentou a confirmação da morte pela variante ômicron no país e chamou a atenção da população para as medidas de prevenção. "Determinei a ampliação do Programa de Vigilância Genômica para que possamos acompanhar o avanço de qualquer nova variante e hoje, com tristeza, recebi a notícia da primeira vítima fatal da ômicron", declarou ele. Para o secretário de Saúde, Alessandro Magalhães, a vacinação segue sendo ainda mais importante por reduzir as chances de complicações e mortes. Mas que não se pode esquecer dos protocolos como uso de máscara e do distanciamento social sempre que possível. "Nós perdemos um paciente vacinado, mas que tinha problemas crônicos de saúde, que são importantes fatores de risco da covid-19. Infelizmente, ele não resistiu. Uma vida perdida em meio a milhares salvas pela imunização", afirmou ele. Fonte:https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário