TÚNEL DE TAGUATINGA

TÚNEL DE TAGUATINGA
O FUTURO PASSA POR AQUI

sábado, 18 de setembro de 2021

Prefeitura de Águas Lindas realizará vacinação antirrábica no dia 25

O que é raiva? Trata-se de uma infecção viral aguda que pode acometer animais e seres humanos, que contraem a doença por uma mordida causada por animais infectados. O vírus que provoca a doença ataca o sistema nervosos central do hospedeiro, causando encefalite (inflamação no cérebro) e que evolui de forma bem rápida. É uma enfermidade considerada fatal, já que seu índice de letalidade chega perto dos 100%. Em alguns países está erradicada, como no Japão, Antártida e Reino Unido, em outros está apenas controlada, no entanto animais silvestres também podem transmitir o vírus. Daí a necessidade de sempre haver campanhas de prevenção. Qual a importância da vacina antirrábica para seu pet? A raiva é uma doença facilmente contraída, principalmente, por animais que vivem em locais com diversos exemplares silvestres. Aqueles pets que viajam para locais como sítios e fazendas ou qualquer outro local que os deixam vulneráveis também correm um grande risco —, daí a importância da vacina antirrábica ser administrada anualmente, visto que lhes dará total proteção contra essa doença potencialmente fatal. Além disso, manter o pet devidamente vacinado contra a raiva é uma maneira de manter a segurança de todos, já que se trata de uma zoonose que é transmitida para os seres humanos. Como é transmitida a raiva? A transmissão da raiva ocorre por meio de mordidas, lambidas ou machucados causados por mamíferos infectados. Apenas o contato com a pele do animal infectado não oferece riscos. A maioria das transmissões da doença ocorre por cães ou morcegos. Entre seres humanos a transmissão ocorre por intermédio de doação de órgãos quando o doador está infectado. No entanto, esses casos são raros e ainda mal documentados. Quando a vacina antirrábica deve ser aplicada nos animais? A vacina antirrábica é obrigatória para cães e gatos. Cachorros devem receber a primeira dose aos 6 meses de idade, ou de acordo com a recomendação do médico veterinário responsável. Geralmente é ministrada uma semana após a primeira dose da óctupla e o reforço deve ocorrer anualmente. Em gatos, a administração deve ser feita uma semana após a terceira dose da vacina quíntupla e o reforço deve ser também anualmente. A vacina antirrábica é essencial para manter seu animal de estimação protegido contra essa terrível doença. Além disso, você estará também se protegendo, já que é transmissível para o ser humano. Vacine seu pet anualmente, pois certamente essa é uma demonstração de carinho com seu peludo! Com informações da SECOM – Secretaria Municipal de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário